TCC ALESSANDRO MARTINS MACHADO ROSA
59 pág.

TCC ALESSANDRO MARTINS MACHADO ROSA


DisciplinaAnálise Estrutural I5.725 materiais42.055 seguidores
Pré-visualização14 páginas
de Matéria Prima ................................................................................................... 16 
2.3.2 \u2013 Consumo dos Resíduos da Construção e Demolição ............................................................. 18 
2.4 \u2013 Características dos Resíduos da Construção e Demolição ........................................................ 19 
2.5 \u2013 Geração de Resíduos da Construção e Demolição .................................................................... 22 
2.6 \u2013 Perda de Materiais da Construção Civil ................................................................................... 24 
2.7 \u2013 Gestão e Reciclagem dos Resíduos da Construção e Demolição............................................... 25 
2.8 \u2013 Disposição dos Resíduos da Construção e Demolição .............................................................. 26 
2.9 \u2013 Agentes Envolvidos ................................................................................................................ 28 
2.10 \u2013 Possiveis Utilizações para os RCD\u2019s ..................................................................................... 29 
2.10.1 \u2013 Como base ou sub-base de pavimentos ............................................................................... 30 
2.10.2 \u2013 Como componentes do Concreto ........................................................................................ 31 
2.10.3 \u2013 Na confecção de Argamassa ............................................................................................... 31 
2.10.4 \u2013 Na confecção de solo-cimento ............................................................................................ 32 
2.11 \u2013As Usinas de Reciclagem de Resíduos da Construção e Demolição ........................................ 32 
3 \u2013 METODOLOGIA ..................................................................................................................... 36 
3.1 \u2013 Caracterização do Municipio de Catalão - GO ......................................................................... 36 
3.2 \u2013 Metodologia da Implantação de uma Usina de Reciclagem de RCD ........................................ 37 
3.2.1 \u2013 Estimativa Populacional do Município de Catalão \u2013 GO ....................................................... 37 
3.2.2 \u2013 Quantificação da Geração Diária de RCD no Aterro Sanitário da Cidade de Catalão ............. 39 
3.2.3 \u2013 Quantificação da Geração Diária de RCD em Áreas de \u201cBota Fora\u201d na Cidade de Catalão .... 40 
3.2.4 \u2013 Caracterização dos RCD\u2019s do Aterro Sanitário de Catalão. ................................................... 41 
3.2.5 \u2013 Custos de implantação e operação da Usina de Reciclagem de RCD ..................................... 42 
3.2.6 \u2013 Receita Anual ...................................................................................................................... 43 
3.2.7 \u2013 Valor Presente da Receita Líquida ........................................................................................ 44 
4 \u2013 RESULTADOS E DISCUSSÕES .............................................................................................. 46 
5 \u2013 CONSIDERAÇÕES FINAIS ..................................................................................................... 55 
6 \u2013 REFERENCIAS ....................................................................................................................... 56 
7 \u2013 ANEXOS .................................................................................................................................. 59 
 
 
 
9 
 
 
LISTA DE FIGURAS 
 
Figura 01. \u2013 Cadeia da construção civil. 15 
Figura 02. \u2013 Extração de Areia. 18 
Figura 03. \u2013 Extração de Calcário. 18 
Figura 04. \u2013 Resíduos Classe A. 21 
Figura 05. \u2013 Resíduos Classe B. 21 
Figura 06. \u2013 Resíduos Classe C. 21 
Figura 07. \u2013 Resíduos Classe D. 21 
Figura 08. \u2013 Usina de Reciclagem de RCD. 26 
Figura 09. \u2013 Disposição áreas não regularizadas. 28 
Figura 10. \u2013 Fluxograma de Operação de uma Usina Simples. 33 
Figura 11. \u2013 Fluxograma de Operação de uma Usina Completa. 34 
Figura 12. \u2013 Gráfico de dispersão entre População (hab.) em função de \u201cX\u201d (em anos). 38 
Figura 13. \u2013 a) Pesagem do Entulho, b) Equipamento de Pesagem no Aterro Sanitário. 40 
Figura 14. \u2013 Área de \u201cbota fora\u201d, situada na Avenida L-2, Km 280 BR-050 no 
Jardim Catalão. 41 
Figura 15. \u2013 Amostra selecionada aleatoriamente para o ensaio de caracterização. 42 
Figura 16. \u2013 Amostra separada, resíduos Classe A, resíduos Classe B, resíduos 
Classe C, respectivamente. 42 
 
10 
 
 
LISTA DE TABELAS 
 
 
Tabela 01: Dados sobre a geração estimada de RCD em algumas cidades 
brasileiras e a participação em relação aos RSU. 23 
Tabela 02: Dados Populacionais de Catalão \u2013 GO. 37 
Tabela 03: Modelos matemáticos, as equações e coeficientes de correlação. 38 
Tabela 04: Estimativa populacional para o horizonte de projeto de 20 anos. 45 
Tabela 05: Geração anual de RCD na cidade de Catalão no horizonte de projeto. 46 
Tabela 06: Produção anual de RCD classe A na cidade de Catalão no horizonte 
de projeto. 46 
Tabela 07: Despesas anuais com os funcionários da usina simples. 47 
Tabela 08: Despesas Operacionais de uma Usina Simples. 47 
Tabela 09: Custo total de operação da usina simples. 48 
Tabela 10: Custo total de Implantação da usina simples. 48 
Tabela 11: Despesas anuais com os funcionários da usina completa. 49 
Tabela 12: Despesas Operacionais de uma Usina Completa. 49 
Tabela 13: Custo total de operação da usina completa. 49 
Tabela 14: Custo total de Implantação da usina completa. 50 
Tabela 15: Receita Bruta e Receita Liquida anual da usina simples. 50 
Tabela 16: Receita Bruta e Receita Liquida anual da usina completa. 51 
Tabela 17: Valor presente líquido anual e acumulado da usina simples ao 
longo do horizonte de projeto. 51 
Tabela 18: Valor presente líquido anual e acumulado da usina completa ao 
longo do horizonte de projeto. 52 
Tabela 19: Período de Retorno das Usinas de Reciclagem em Catalão GO. 52 
 
 
 
 
 
 
11 
 
 
1 \u2013 INTRODUÇÃO 
 
 
Atualmente, quando se pensa em crescimento sustentável a preservação ambiental é 
indissociável. O planeta terra pede socorro e, nesse sentido, toda e qualquer atitude do ser 
humano deve ser com o intuito de zelar e cuidar para que sua sobrevivência ocorra de forma 
qualitativa e quantitativa. 
No Brasil nos últimos 10 anos, tem experimentado um crescimento econômico 
surpreendente em diferentes setores da economia, sobretudo na construção civil. Entretanto 
esse crescimento deve vir acompanhado com preservação, assim há a necessidade de 
integrações de ações em setores como construção civil, infraestrutura, saúde e meio ambiente. 
Nesse sentido cresce a demanda por um gerenciamento consistente visando o 
reaproveitamento e a reciclagem de materiais, diminuindo o desperdício e gerando riquezas. 
A problemática ambiental dos Resíduos da Construção e Demolição (RCD) é 
merecedora de intervenção, gerenciamento e participação de toda sociedade na busca de 
soluções para que seja resguardado o direito de se viver em harmonia, integrando 
desenvolvimento e preservação ambiental. 
A construção civil hoje é tida como um dos setores que mais explora os recursos 
naturais. Isso considerando seu ciclo que vai desde a extração dos materiais de construção, 
seguindo pelo transporte destes até o local da obra, incluindo a vida útil da obra que vai da sua 
construção até sua demolição e deposição dos rejeitos finais. Diante disso, adotar normas de 
desenvolvimento sustentável