TCC ALESSANDRO MARTINS MACHADO ROSA
59 pág.

TCC ALESSANDRO MARTINS MACHADO ROSA


DisciplinaAnálise Estrutural I5.725 materiais42.063 seguidores
Pré-visualização14 páginas
à base e à sub-base de pavimentação de vias, drenos, camadas drenantes e 
material de enchimento de rip-rap. A parcela rejeitada pela inspeção é destinada ao aterro 
sanitário. 
36 
 
 
\u2022 Seleção: os materiais recicláveis são separados manualmente dos rejeitos que, se 
forem recicláveis ou reaproveitáveis, são devidamente destinados. 
\u2022 Operação de britagem: os resíduos são levados pela pá-carregadeira até o 
alimentador vibratório do britador de impacto e, por gravidade, para a calha simples e ao 
transportador de correia. Após a britagem, há eliminação de pequenas partículas metálicas 
ferruginosas pela ação de um eletroímã sobre o material reciclado conduzido pelo 
transportador de correia. 
\u2022 Estocagem em pilhas: o material reciclado é acumulado sob o transportador de 
correia. 
\u2022 Expedição: é feita com o auxílio de pá-carregadeira, dispondo o material reciclado em 
veículos apropriados. 
37 
 
 
3 - METODOLOGIA 
 
3.1 - Caracterização do município de Catalão \u2013 GO. 
 
O município de Catalão situa-se na região sudeste do estado de Goiás, a 265 km da 
capital, Goiânia. Estima-se sua população em 86597 habitantes (IBGE, 2010) 
Segundo o IBGE (2010), a população de Catalão aumentou cerca de 22.250 habitantes 
em 10 anos. Passou de 64.347 habitantes em 2000 para 86.647 habitantes em 2010. Esse 
crescimento populacional de mais de 34% certamente não era esperado, porém a grande 
quantidade de empresas que se instalaram na cidade e a abertura de novos cursos nas 
Universidades, no referido período, foram alguns dos fatores que influenciaram nesse 
crescimento. 
De acordo com os dados da Secretaria de Planejamento do Estado de Goiás 
(SEPLAN/GO), tem-se a evolução do Produto Interno Bruto de Catalão entre os anos de 2000 
e 2010, indicador que expressa à somatória de toda a riqueza produzida na cidade. Este saltou 
de R$ 830,63 milhões para R$ 3,97 bilhões neste período, apresentando crescimento de 478 
%. O resultado mostra o impacto dos investimentos públicos e privados realizados na cidade 
nos últimos anos, entre os quais podemos destacar os projetados pela indústria 
automobilística, pelas indústrias mineradoras, pela usina hidroelétrica Serra do Facão e por 
outras empresas de pequeno e médio porte, que os fizeram no intuito de acompanhar o novo 
ciclo de crescimento vivenciado pela cidade. 
O crescimento do PIB de Catalão repercutiu também em outros indicadores como o PIB 
per capita, que é a divisão do PIB pelo número de habitantes. Sua evolução entre os anos de 
2000 e 2010 foi de R$ 12.782,43 para R$ 45.854,39 respectivamente, ou seja, um crescimento 
de 358,73% (SEPLAN/GO 2013). 
Abaixo segue alguns dados relativos à urbanização da cidade, obtidos junto a prefeitura 
de Catalão GO em 2013. 
\uf0b7 Possui uma área urbanizada de 26 km². 
\uf0b7 Água tratada - Distribuição a 98% das residências e empresas da cidade pela 
SAE \u2013 Superintendência da Água e Esgoto, totalmente municipal. 
\uf0b7 Estação de tratamento de esgoto \u2013 duas unidades tratam os esgotos industrial, 
comercial e residencial. 55% das casas são servidas por redes de esgoto. 
\uf0b7 Asfalto \u2013 97% das ruas são pavimentadas. 
 
38 
 
 
3.2 - Metodologia da implantação de uma usina de reciclagem de resíduo de construção 
e demolição. 
 
 3.2.1 \u2013 Estimativa Populacional do Município de Catalão \u2013 GO 
 
 Um dos fatores considerados para estimar a geração de RCD em toneladas por 
habitantes ao ano, ao longo do horizonte de projeto foi a predição do crescimento 
populacional da cidade de Catalão com base em modelos matemáticos. A previsão da 
evolução da população de uma localidade depende de vários fatores, dentre os quais citam-se 
os econômicos, sociais e políticos, o que torna essa previsão mais ou menos complexa. De 
maneira geral, os métodos matemáticos empregados para a estimativa do crescimento 
populacional de um determinado núcleo urbano são fundamentados em dados estatísticos e de 
população anteriores à época da elaboração do projeto. 
 Para estimar a evolução da população da cidade de Catalão \u2013 GO entre o período de 
2013 até 2032 (Horizonte de projeto de 20 anos) utilizou-se o modelo matemático que melhor 
se ajustou a série dos dados censitários da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e 
Estatística (IBGE), determinados a partir de 1991. 
 Os dados do IBGE relativos à população da cidade de Catalão nos censos dos últimos 
20 anos são apresentados na Tabela 02. Para a data de referência foi adotado o ano de 
1980. 
 
Tabela 02: Dados Populacionais de Catalão \u2013 GO. 
T (ano) X (T - 1980) População (hab.) 
1991 11 54525 
1996 16 58279 
2000 20 64347 
2007 27 75623 
2010 30 86647 
 Fonte: IBGE \u2013 Censo 2010. 
 
De acordo com os dados da Tabela 02, foram ajustadas curvas que relacionassem 
População (hab.) em função de \u201cX\u201d (T \u2013 1980) em anos: 
 
 
39 
 
 
Figura 12: Gráfico de dispersão entre População (hab.) em função de \u201cX\u201d (em anos). 
 
 
Para o referido ajuste foi utilizada a ferramenta Linha de Tendência Central da planilha 
Excel da Microsoft cujos dados estão apresentados na Tabela 03. 
 
Tabela 03: Modelos matemáticos, as equações e coeficientes de determinação. 
Modelos Matemáticos Equações Geradas Coeficiente de Determinação R² 
Ajustamento Linear y = 1649,3x + 33578 
R² = 0,95 
Curva de Potência y = 17703x0,4472 
R² = 0,91 
Equação Exponencial y = 40573e0,024x 
R² = 0,97 
Equação Logarítmica y = 30440ln(x) \u2013 22603 
R² = 0,88 
 
Conforme pode ser observado na Tabela 03 foram ajustados os modelos matemáticos do 
ajustamento linear, da curva de potência, da equação exponencial e da equação logarítmica. 
Com base nos coeficientes de determinação dos modelos testados pode-se concluir que 
a curva da Equação Exponencial, foi a que melhor ajustou-se a tendência de crescimento da 
população da cidade de Catalão. Assim a partir da Equação Exponencial, pôde-se estimar a 
população da cidade de Catalão para o Horizonte de Projeto de 20 anos, ou seja, para o ano de 
2032. 
40 
 
 
 
3.2.2 - Quantificação da Geração Diária de RCD no Aterro Sanitário da Cidade de 
Catalão. 
 
Para a quantificação da geração de Resíduos da Construção e Demolição no Aterro 
Sanitário da cidade de Catalão foi feito um controle diário da pesagem de RCD. Todo o 
material que chegava ao aterro era selecionado, ou seja, o entulho que apresentasse uma maior 
quantidade de RCD classe A, era separado e pesado, sendo quantificado como uma amostra 
válida, já o entulho que apresentasse maior quantidade de RCD classe B ou C, como madeira, 
gesso e, até mesmo resto, de podas de árvores ou lixo doméstico, não eram quantificados 
como uma amostra. 
Esse controle diário foi feito no período entre 06 de Novembro de 2012 até 29 de 
Dezembro de 2012, totalizando 45 dias de coleta de dados da geração de RCD no Aterro 
Sanitário (Exceto Domingos e Feriados). Assim, nesse período de quantificação de RCD que 
chegava ao aterro da cidade, obteve-se uma média diária de RCD, predominantemente 
classe A. 
A produção anual de RCD para o ano de 2012 foi estimada tomando-se a media de dos 
valores de RCD pesados durante o período citado anteriormente multiplicado pelo número de 
dias trabalhados ao longo do ano. Para isso, foi considerado 25 dias de operação no aterro por 
mês. 
A produção de RCD anual \u201cper capta\u201d foi obtida dividindo a quantidade de RCD gerada 
no ano de 2012 por sua população estimada para esse ano. Em anexo encontra-se a planilha 
com os dados coletados da geração de RCD no período citado. 
Na Figura 13 estão mostradas duas cenas: a) o caminhão com RCD sobre a balança e b) 
o equipamento no qual é determinado