OAB-1°Fase Penal
112 pág.

OAB-1°Fase Penal


DisciplinaDireito Penal I63.081 materiais1.029.103 seguidores
Pré-visualização25 páginas
ultrapassadas as três fases de sua fixação, o próximo passo é a 
definição do regime inicial de cumprimento, que pode ser fechado, semiaberto 
ou aberto.
No regime fechado, a pena é cumprida em uma penitenciária; no semia-
berto, a pena é cumprida em uma colônia agrícola ou industrial ou ainda um 
estabelecimento similar; e no regime aberto, a pena é cumprida em casa de 
albergado.
Os critérios para a escolha pelo juiz do regime inicial de cumprimento da 
pena são a quantidade de pena; a espécie de pena; se a pessoa é reincidente ou 
não; as circunstâncias judiciais.
Se a pena for superior a oito anos, na reclusão, não interessa se o condena-
do é reincidente ou não, o regime será o fechado. Na pena de detenção, sendo 
reincidente ou não, o regime inicial será o semiaberto. Na pena de detenção, 
nunca o regime inicial será o fechado.
Faz-se necessário observar que, no curso da ação penal, pode-se praticar ato 
que promova a regressão ao regime fechado.
D
ire
ito
 P
en
al
79
Já no caso em que a pena seja superior a quatro e inferior a oito anos, na hi-
pótese de pena de reclusão e o condenado não for reincidente, o regime inicial 
será o semiaberto (excepcionalmente, poderá iniciar o cumprimento da pena 
em regime fechado quando as circunstâncias judiciais forem desfavoráveis, de-
vendo o juiz justificar sua decisão). Se for reincidente, então o regime inicial 
será o fechado. No caso da pena de detenção, reincidente ou não, o regime 
inicial será o semiaberto.
Se a pena for igual ou inferior a quatro anos, no caso da pena de reclusão 
de condenado não reincidente, o regime inicial será o aberto. Na detenção de 
condenado não reincidente, o regime é o aberto. Na detenção de reincidente, 
o regime é o semiaberto. Na situação da pena de reclusão, o agente condenado 
reincidente, o regime inicial será o fechado (se as circunstâncias judiciais forem 
desfavoráveis) ou o semiaberto (se as circunstâncias judiciais forem favoráveis), 
conforme o entendimento da Súmula nº 269 do STJ.
É necessário observar que os crimes hediondos possuem regra específica. 
Segundo a atual legislação, o regime inicial de cumprimento da pena é o fe-
chado, independentemente da quantidade da pena e da reincidência, sendo 
admitida a progressão de regime.
Na antiga Lei dos Crimes Hediondos, a prescrição era para que a pena fosse 
cumprida integralmente no regime fechado, sendo vedada a progressão. Tal 
dispositivo foi declarado inconstitucional pelo STF em 2006.
Exercícios
128. Analise a assertiva: Nos crimes apenados com reclusão, cuja pena 
concreta aplicada for igual a 8 (oito) anos, o réu primário poderá, 
desde o início, cumprir a pena em regime semiaberto.
129. Analise a assertiva: Se a sentença condenar o réu não reincidente a 
uma pena igual a 4 (quatro) anos, poderá, desde o início, cumprir 
a pena em regime aberto.
15. Penas Restritivas de Direitos \u2013 Prestação 
Pecuniária e Perda de Bens e Valores
15.1 Apresentação
Nesta unidade, veremos as penas restritivas de direitos, com enfoque na 
prestação pecuniária e perda de bens e valores.
D
ire
ito
 P
en
al
80
15.2 Síntese
O juiz aplica a pena privativa de liberdade e, sendo esta fixada, é escolhido 
o regime inicial de cumprimento da pena. Em seguida, analisa se é possível a 
aplicação das penas restritivas de direitos.
A primeira espécie de pena restritiva de direitos é a prestação pecuniária, 
prevista no art. 45, § 1º do Código Penal: \u201cA prestação pecuniária consiste no 
pagamento em dinheiro à vítima, a seus dependentes ou a entidade pública ou 
privada com destinação social, de importância fixada pelo juiz, não inferior a 
1 (um) salário mínimo nem superior a 360 (trezentos e sessenta) salários mí-
nimos. O valor pago será deduzido do montante de eventual condenação em 
ação de reparação civil, se coincidentes os beneficiários.\u201d
Nota-se que a prestação pecuniária é destinada à vítima ou aos seus depen-
dentes. Não havendo dependentes, será destinada à entidade pública ou priva-
da com destinação social. Deve ser paga em dinheiro, tendo o valor mínimo e 
o valor máximo previsto no dispositivo referido.
Nos termos do § 2º, pode ocorrer prestação de outra natureza, desde que 
haja a concordância do beneficiário.
A segunda espécie de pena restritiva de direitos é a perda de bens e valores; 
está prevista no § 3º do art. 45. Os bens ou valores são destinados ao Fundo 
Penitenciário Nacional, não à vítima. O valor será o do prejuízo causado ou do 
proveito que o agente obteve com a prática do crime, o que for maior.
Ressalta-se que tais bens e valores são relacionados ao patrimônio lícito do 
condenado.
Exercícios
130. Analise a assertiva: A prestação pecuniária consiste no pagamento 
em dinheiro ao Fundo Penitenciário Nacional.
131. Analise a assertiva: A perda de bens e valores, pertencentes ao conde-
nado, é um efeito secundário da condenação.
132. Analise a assertiva: A perda de bens e valores, pertencentes aos 
condenados, dar-se-á, ressalvada a legislação especial, em favor da 
vítima, de seus descendentes ou entidade pública ou privada com 
destinação social.
D
ire
ito
 P
en
al
81
16. Penas Restritivas de Direito \u2013 Prestação de 
Serviços à Comunidade
16.1 Apresentação
Nesta unidade, veremos as penas restritivas de direitos, com enfoque na 
prestação de serviços à comunidade.
16.2 Síntese
Está prevista no art. 46, caput, do Código Penal a pena restritiva de direito 
da prestação de serviços à comunidade.
Dispõe o art. 46: \u201cA prestação de serviços à comunidade ou a entidades públi-
cas é aplicável às condenações superiores a seis meses de privação da liberdade.\u201d
A prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas consiste na 
atribuição de tarefas gratuitas ao condenado, conforme disposto no § 1º do 
dispositivo referido.
Não se deve confundir prestação de serviços à comunidade, que é uma 
pena restritiva de direitos, com o do trabalho do preso, em que há uma pessoa 
cumprindo uma pena privativa de liberdade.
O § 3º dispõe: \u201cAs tarefas a que se refere o § 1º serão atribuídas conforme as 
aptidões do condenado, devendo ser cumpridas à razão de uma hora de tarefa 
por dia de condenação, fixadas de modo a não prejudicar a jornada normal de 
trabalho.\u201d
Estabelece o § 4º: \u201cSe a pena substituída for superior a um ano, é facultado 
ao condenado cumprir a pena substitutiva em menor tempo (art. 55), nunca 
inferior à metade da pena privativa de liberdade fixada.\u201d
Exercícios
133. Analise a assertiva: A prestação de serviços à comunidade ou enti-
dades públicas é aplicável às condenações superiores a um ano de 
privação de liberdade.
134. Analise a assertiva: A prestação de serviços à comunidade ou entida-
des públicas consiste na atribuição de tarefas ao condenado, que terá 
direito à remuneração não inferior a 3/4 do salário mínimo.
135. (FCC/2009) Analise a assertiva: A pena de prestação de serviços à 
comunidade é aplicada às penas superiores a seis meses de privação 
de liberdade.
D
ire
ito
 P
en
al
82
17. Penas Restritivas de Direito \u2013 Interdição 
Temporária de Direitos e Limitação de Fim 
de Semana
17.1 Apresentação
Nesta unidade, veremos as penas restritivas de direitos, com enfoque na 
interdição temporária de direitos e limitação de fim de semana.
17.2 Síntese
A interdição temporária de direitos está prevista no art. 47 do Código Penal.
Tal dispositivo estabelece:
Art. 47. As penas de interdição temporária de direitos são:
I \u2013 proibição do exercício de cargo, função ou atividade pública, bem como 
de mandato eletivo;
II \u2013 proibição do exercício de profissão, atividade ou ofício que dependam 
de habilitação especial, de licença ou autorização do poder público;
III \u2013 suspensão de autorização ou de habilitação para dirigir veículo;
IV \u2013 proibição