tese leila benitez
254 pág.

tese leila benitez


DisciplinaGeologia7.403 materiais59.624 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Distrito de Diamantina \u2013 Rio Jequitinhonha. 
 
 
Cor/Pureza 
 
A relação entre pureza e cor para a Província Alto Paranaíba, de acordo com a 
Figura 24 denota que a probabilidade de maior ocorrência seja de cristais incolores (1) com 
pureza 1, com 22,87%, seguidos de incolores (1) e pureza 2 (13,9%) e incolor-amarelados (2) 
na pureza 2 (11,43%). Outras probabilidades também ocorrem, mas com percentuais 
inferiores a 5 %. 
 
 
 134
 Probabilidades 
Cor/Pureza 1 2 3 4 5 
1 22,87 13,90 6,50 1,57 0,22 
2 13,00 11,43 3,36 3,14 0,67 
3 3,36 4,26 2,69 1,79 0,90 
4 3,81 3,81 0,00 0,00 0,00 
5 0,45 0,22 0,45 0,00 1,35 
Província Alto Paranaíba \u2010 Coromandel
0
1
2
3
4
5
6
7
0 1 2 3 4 5 6
Cor
Pu
re
za
 
Figura 24: Gráfico referente a relação cor x pureza, na Província Alto Paranaíba. 
 
 
A Figura 25 destaca a relação cor x pureza para a Província Noroeste São 
Francisco, onde as maiores probabilidades ocorrem para cristais incolor-amarelados com 
pureza 2 (22,76%); seguidos por cristais incolores com pureza 1 (20,69%) e com pureza 2 
(15,17%). Ressalta-se ainda cristais amarelados com pureza 2. Outras combinações 
apresentam percentuais irrelevantes, inferiores a 3%. 
 
 
 Probabilidades 
Cor/Pureza 1 2 3 4 5 
1 20,69 15,17 2,07 0,00 0,00 
2 13,10 22,76 2,76 0,69 0,00 
3 2,76 10,34 2,76 0,00 0,00 
4 1,38 1,38 0,00 0,00 0,00 
5 1,38 0,00 0,00 0,00 2,76 
0
1
2
3
4
5
6
0 1 2 3 4 5 6
Pu
re
za
Cor
Província NW São Fracisco \u2010 Rio Abaeté
 
Figura 25: Gráfico referente a relação cor x pureza, na Província Noroeste São Francisco. 
 
 
Na Província Serra da Canastra, as maiores probabilidades de ocorrência se dão 
em cristais incolores (1), com pureza 2 (24,32%) e pureza 1 (18,85%). Também podem 
aparecer diamantes com pureza 3 incolor-amarelados (2) (15,56%) e amarelados (10,66%) 
(Figura 26). 
 
 
 135
 Probabilidades 
Cor/Pureza 1 2 3 4 5 
1 18,85 24,32 10,66 1,91 0,00 
2 5,19 8,47 15,57 2,73 0,27 
3 0,82 1,37 1,37 3,55 0,00 
4 0,27 0,00 0,00 0,00 0,00 
5 0,00 0,55 0,55 0,55 3,01 
Província Serra da Canastra \u2010 Alto São Francisco
0
1
2
3
4
5
6
7
0 1 2 3 4 5
Cor
Pu
re
za
6
 
 
Figura 26: Gráfico referente a relação cor x pureza, na Província Serra da Canastra. 
 
 
No Distrito de Diamantina \u2013 Campo de Datas/Extração (Figura 27), é bastante 
notória a probabilidade de ocorrência de diamantes incolor-amarelados (2) com pureza 1, 
representando 30,63%. Ainda na cor 2, mas pureza 4, a probabilidade é de 15,32%, enquanto 
que a chance de ocorrência de cristais incolores (1) e pureza 3 é de 15,32%. Nas outras 
composições de cores e formas, as probabilidades mostraram-se pequenas, não alcançando 
10%. 
 
 Probabilidades 
Cor/Pureza 1 2 3 4 5 
1 3,60 2,70 0,45 0,90 0,45 
2 30,63 8,56 5,86 15,77 0,00 
3 15,32 6,31 0,00 8,11 0,00 
4 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 
5 0,45 0,45 0,45 0,00 0,00 
0
1
2
3
4
5
6
0 1 2 3 4 5
Pu
re
za
Cor 
Província Serra do Espinhaço \u2010 Datas/Extração
6
 
Figura 27: Gráfico referente a relação cor x pureza, na Província Serra do Espinhaço \u2013 
Distrito de Diamantina \u2013 Campos de Datas/Extração. 
 
 
Os dados da Província Serra do Espinhaço \u2013 Grão Mogol (Figura 28) indicam que 
a ocorrência mais comum é de diamantes com pureza 1, e cor amarelada (3) (23,89%) e 
incolor-amarelada (2) (17,41%) e na pureza 3 com cor incolor-amarelada (10,93). Existem 
ainda outras possibilidades menores, que não alcançam 7%. 
 
 
 136
 Probabilidades 
Cor/Pureza 1 2 3 4 5 
1 6,88 1,62 0,81 0,40 0,40 
2 17,41 6,48 10,93 4,05 0,00 
3 23,89 6,48 7,29 6,48 1,21 
4 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 
5 
1,62 0,00 0,00 1,21 2,83 
Província Serra do Espinhaço \u2010 Grão Mogol
0
1
2
3
4
5
6
7
0 1 2 3 4 5 6
Cor
Pu
re
za
 
Figura 28: Gráfico referente a relação cor x pureza, na Província Serra do Espinhaço \u2013 
Distrito de Grão Mogol. 
 
 
Conforme a Figura 29 na Província Serra do Espinhaço \u2013 Jequitaí ocorre um 
expressivo domínio de diamantes na pureza 1, nas cores incolor-amarelado (2) (36,94%) e 
incolor (1) (25,23%). Na pureza 2 e com cor incolor-amarelada (2) aparece 9,01 % de 
probabilidade de ocorrência, enquanto que outras combinações são baixas, inferiores a 6%. 
 
 
 Probabilidades 
Cor/Pureza 1 2 3 4 5 
1 25,23 4,50 0,90 0,00 0,00 
2 36,94 9,01 5,41 0,90 0,00 
3 3,60 5,41 2,70 1,80 0,00 
4 0,90 0,00 0,00 0,00 0,00 
5 0,00 0,00 0,00 0,90 1,80 
Província Serra do Espinhaço \u2010 Jequitaí
0
1
2
3
4
5
6
7
0 1 2 3 4 5
Cor
Pu
re
za
6
 
Figura 29: Gráfico referente a relação cor x pureza, na Província Serra do Espinhaço \u2013 
Distrito de Jequitaí. 
 
 
Na relação de cor e pureza, na Província Serra do Espinhaço \u2013 Rio Jequitinhonha, 
foi onde se observou o maior domínio de uma combinação. O gráfico (Figura 30) mostra a 
probabilidade de 57,19% para cor incolor-amarelado (2) e pureza 1. Já outras combinações 
alcançam no máximo 9,36%, como para a pureza 1 e cristais incolores. 
 
 
 137
 Probabilidades 
Cor/Pureza 1 2 3 4 
1 9,36 0,35 0,52 0,00 
2 57,19 6,59 6,41 4,33 
3 8,67 1,04 1,91 1,56 
4 0,17 0,00 0,00 0,00 
5 1,39 0,17 0,00 0,35 
Província Serra do Espinhaço \u2010 Rio Jequitinhonha
0
1
2
3
4
5
6
7
0 1 2 3 4 5 6
Cor
Pu
re
za
 
Figura 30: Gráfico referente a relação cor x pureza, na Província Serra do Espinhaço \u2013 
Distrito de Diamantina \u2013 Rio Jequitinhonha. 
 
 
Peso/Capa 
 
Conforme pode-se notar na Figura 31, o predomínio de cristais sem capas (1) 
chega a mais de 96% na Província Alto Paranaíba. A probabilidade de ocorrência de capas 
(pontos e manchas verdes) mostra um percentual irrelevante e se dá para pesos de baixa 
quilatagem na categoria entre 0,01-0,25 ct (1). 
 
 
 Probabilidades 
Peso/Capa 1 2 3 4 
1 30,04 0,67 2,69 0,00 
2 25,56 0,00 0,00 0,00 
3 16,82 0,00 0,00 0,00 
4 10,99 0,00 0,00 0,00 
5 13,23 0,00 0,00 0,00 
Província Alto Paranaíba \u2010 Coromandel
0
1
2
3
4
5
6
7
0 1 2 3 4 5 6
Peso
Ca
pa
 
Figura 31: Gráfico referente a relação peso x capa, na Província Alto Paranaíba. 
 
 
De acordo com a Figura 32, a ocorrência de capas na Província Noroeste São 
Francisco mostra percentuais muito baixos. Aparecem pontos verdes (2) nas categorias de 
peso entre 0,01-0,25 (1) e 0,26-0,60 ct (2), respectivamente com 0,69% de probabilidade. 
Coincidentemente, manchas verdes aparecem nas categorias de peso 2 e 3 (0,61-1,20 ct), 
também ambas com 0,69%. 
 
 138
 Probabilidades 
Peso/Capa 1 2 3 4 
1 13,10 0,69 0,00 0,00 
2 28,28 0,69 0,69 0,00 
3 25,52 0,00 0,69 0,00 
4 12,41 0,00 0,00 0,00 
5 17,93 0,00 0,00 0,00 
0
1
2
3
4
0 1 2 3 4 5 6
Ca
pa
Peso
Província NW São Francisco \u2010 Rio Abaeté
 
Figura 32: Gráfico referente a relação peso x capa, na Província Noroeste São Francisco. 
 
Pode-se notar na Figura 33 que, assim como na Província Alto Paranaíba, na 
Província Serra da Canastra são praticamente inexistentes os diamantes com capas. 
 
 Probabilidades 
Peso/Capa 1 2 3 4 
1 55,19 0,00 0,00 0,00 
2 19,67 0,00 0,00 0,00 
3 12,30 0,00 0,00 0,00 
4 3,55 0,27 0,00 0,00 
5 9,02 0,00 0,00 0,00 
Província Serra da Canastra \u2010 Alto São Francisco
0
1
2
3
4
5
6
7
0 1 2 3 4 5 6
Peso
Ca
pa
 
Figura 33: