Historico ilum natural
22 pág.

Historico ilum natural


DisciplinaConforto Ambiental I1.791 materiais109.205 seguidores
Pré-visualização1 página
BREVE HISTÓRICO DA ILUMINAÇÃO 
NATURAL NA ARQUITETURA
Tem a iluminação natural suavizada pelo rítmo definido das colunas, sua implantação no 
sítio permite que o sol da manhã ilumine as estátuas no interior da edificação. 
A luz realça formas e relações espaciais sem, 
de um modo geral, ser exaltada ou mistificada.
Casa Dourada de Nero
64 a 68 D.C 
A iluminação colorida desaparece na Renascença (Sex XV e XVI), que 
valoriza a luz branca indireta.
BASÍLICA DE SÃO LOURENÇO \u2013 Florença/Itália
Sec XIX \u2013 grandes coberturas de ferro e cristal
BOLSA DE VALORES DE BRUXELAS \u2013 Bélgica
LUZ, VENTILAÇÃO NATURAL E A SAÚDE... 
Pasteur (1822-95) e os estudos de seus pares que darão origem à microbiologia. 
No final do século 19 e até a terceira década do século seguinte, a ventilação e a 
insolação \u2013 nem sempre numa perspectiva conjunta \u2013 estarão 
fundamentalmente relacionados com a salubridade.
\u201cE incontestável a necessidade, para o Rio de Janeiro principalmente, de uma 
transformação absoluta dos sistemas de construções. E uma triste verdade, não 
haver no mundo outro país, em que a construção de habitações tão pouco 
corresponda ou para melhor dizer, de nenhum modo esteja de acordo com as 
exigências do clima\u201d. (Luiz Schreiner (1838-92), engenheiro-arquiteto formado 
na Real Academia de Belas-Artes de Berlim e ativo no Rio de Janeiro)
\u201cA base do bem estar é o ar e a luz, assim como a planta sem estes elementos 
morre, o homem também tem de pagar com o prejuízo em sua saúde e muitas 
vezes com a vida, a indolência e descuido, com que sacrificou o seu bem-estar a 
interesses mesquinhos\u201d.
EM QUE MOMENTO O SOL SE TORNA PROTAGONISTA DO \u201cSALUBRISMO\u201d?
Somente em 1904 a luz do sol entra na revisão do Código Sanitário do Estado de 
São Paulo.
Capela do Monte Rokko, Kobe 1985/86
A Igreja da Luz \u2013 Tadao Ando \u2013 Inteção plástica e simbólica muito forte.
40 km subúrbio de Osaka/Japão
Emporio Baglione / Rocco Vidal Arquitetos \u2013 2013
São Paulo/SP
REFERÊNCIAS
MASCARÓ, Lucia. Iluminação e arquitetura: sua evolução através do tempo. 
Arquitextos, São Paulo, ano 06, n 063.08, Vitruvius, set. 2005.
LABORATÓRIO DE ILUMINAÇÃO DA UNICAMP. Disponível em: . Acesso em 28 
de Fevereiro 2013. Disponível em: . Acesso em 28 de Fevereiro 2013.
PAULA, C. L. Fabiane. A luz natural e a percepção do espaço arquitetônico em 
edifícios de carater religioso. Revista IPOG. Dezembro 2013. Acesso em 03 de 
Março de 2015. Disponível em: http://www.ipog.edu.br/revista-
ipog/artigos/edicao-n-5-2013/todas