Liberdade
169 pág.

Liberdade


DisciplinaSociologia da Desigualdade Social27 materiais766 seguidores
Pré-visualização33 páginas
, pas saram a se estabelecer co mercialmente nesse ba lr to.
continuando, porem, a resid ir no Gllcerlo.
Presentemente, na med ida em q ue vac se ennquecendo . pouco a
pouco se transterem para outros balrros, sendo not6rias suas pre-
sencaa em Vila Mariana e no Para teo. d istanclando-se d a massa do
povileu.
109
Tembem os chi neses S8concentraram no belrro. Entre as Intec rantes
da col6ni a chinesa ci rcula 0 "Jamal Otnnes do Brasil ", editado a RUB
BarAo de Iguape, 0 .° 123, Caixa Postal n.o 3735. c uio d iretor respon-
save! eosennor Goro Seklva e seu editor 0 senhor Wang Ze. Em sua
redacac tuncion a. atnda. um atelier fctoqrattco espec lallzaoo em
reportagens totoq raticas.
Esse [omal 10i fundado em 1960. sendc redigido em caracteres
chineses. com algumas nottcias no idioma naciona l. Not tc tam acon -
tecimentos ocorridos na China e uns poucos fatos reg iona is e loc als.
o jomal parece mais urns pobncacao publicitana. tal 0 numero de
ancnctce medicos , eovccatrc jos. turisrno. venda de pedras precio-
sas, baneos. etc.
Oa ana lise de Is is anuncics pode-se depreenoer a importAnci a e
influAncia cultural que a colOnia chinese exerce na v ida da cid ade.
Os eruneses se apresentam no momento em franco processo acuttu -
rattvo. ja se loca lizando em Campo Beto. Jardim Paul ista , Campos
EHsios e Broo klin .
No bairro da Liberdade existem inumeras livrartas chi nesas, onde
paralel amente a venda geral de livros. vem tambem pubticacces
especial izadas em curses de idiomas. espe cialmente cntnes. [ape-
nee e coreano. ind ican do as mais mod erna s tecrucas audic-vtsualas
de aprend izado e ens ino de linguas.
Geralmente os proo oet ancs dessas livrarias nao residem mars na
Uberdade. tend o nesse ba trro apenas seu ponto comercia!.
~ digno de reg istro entre os ctuneses 0 cc merctc de llvros usad os ou
de segunda mao, geralmente loc ahzadc em pequenas loias co m
vitrinas apinhadas de Iivros e revistas orienta is.
Das observacce s e entrevtstas reaneaoes. cbeqc u-se a conc jusao
que q uase todos os chineses maiores de 45 anos aprenoeram [ape-
nes antes do portug ues.
ARua Conselhe iro Furtado, n.o 26 1. funciona um centro soci al chi-
nes. cujo diretor e Lim Tok.
Alem da realidade de Inumeros restauran tes chineses pela c ida de
tmetra. alguns de grande luxe. no bairro da Liberdade sao enccotra-
dos vanes c eres. alguns dos quais auamente espe cializados em
comid a ch inesa e outros carcaocs mistos.
o "Bestaurante Korea House ", espe cia fizado em prates upicos'ccre-
anos e ctnneses. iiiRua Galvao Bueno, n.e 43 e 0 "Hwa Yuen" do dos
mais ant igos e conhecidos no batrro. Ha ainda o Shangai, Soshu. Ron
Tha Fu. Novo Peq uim. Chin San e 0 Kin Lin. lodos eles localizados no
perimetro do bairro orienlal.
56. Especial - Revista - Editora Abril - n.c 511 - pag. 50
57. City News - Edicao de 19.09.76
58. Espec ial - n.c cttado - pag. 50
111
APARELHAMENTOS CULTURAIS
SERVICOS ADMINISTRATIVOS - CARTORIOS
SA.o Paulo possui quarenta e seis cart6r ios civrs. sendo que 0 da
Liberdade it 0 do segundo sub-distnto. 0 de set
o cart6rio do segundo sub-d tstrttc esta instalado M mujtcs snos ne
RUB Barao de Iguape, n.c 58.
A RUBda Gl6ria, n.o 98. funcionao 15.oTabeliAo Ubaldinoeo reg istro
de im6veis da 6.- ctrccnscrrcac asia local izado na RUB GalvAo
Bueno. ne 18.
CORREIO - AG~NCIA APT - L1 BERDADE
Os services pasteis S8 desenvolveram e ganharam 0 creditc geml ne
gestAo do Coronel Edvaldo Cardoso Botto de Barros.
Antes navta urns tnoceranc te gersl, com rectemecces dos mala '18-
nados lipos.
o Corone l Botto d inamizou 0 servlco. remanejou 0 pessoa l e 8S
ag llncias posta is.
Foi por esse motivo que a velha sgbn cis da sa. sediada quase ne
esquina de RUB Anchleta, foi tide como incapaz para atender ac
volume de suas atribuic6es.
Assim, 0 Coronel Bono ordenou a mudanca dos services. que hoje
constituem a "AgAnc ia Liberdad e", uma das 280 da Diretoria Regie>-
112
Predio do Cfrcuto Esotenc c da ComunMo do Pensamento - Rua Dr.
Rodrigo Silva. 85 - Betlssima Arqu itetura "art nouveau" 1909-1925.
113
Ctrcufo Esoter tcc da Comunhilo do Pensarnentc - Detalh e.
114
nal do Estado de SaoPaulo. Situa-se a Avenid a Liberdade. n.o 280,
ond e traba lham 37 tuncionanos. executando todos as services perti-
nentes aos cor reios. com excecac da distnbuicao de corresponden-
cia ateta ao Correia Gerat .
A aqen cla procede tambem a taxacao de teleg ramas que, posterior-
mente, sao levados para 0 Corre ia Gerat . senoc a col eta reatiz ada de
nora em nora .
Passui atnda . uma secac espectanzada na vend a de setcs para
Iit atettstas.
Presentemente. 0 Coron el Bono e0 presidente da Emp resa Brasrtetra
de Con ejos e Teleq ratos - EBCT, vinc ulada ao Minislerio das Co-
mumcacces.
EXERCITO DA SAlVACAO - CORPO CENTRAL
Sua sede sttua-se aRua Taqua. 0,°209, promovendo reunioea pubti-
cas as tercas ter-as e q umtas te tras. aos sabaocs e oc mmacs.
CIRCUlO ESOTERICO DA COMUNHAo DO PENSAMENTO
Funclona a Rua Rodrigo Silva . n.c 85. 1.0 andar, sede central, que
conta co m uma bibl ioteca esoecaneac a e sate de mecu acso.
Seus integrantes pretendem 0 emprego construnvo das torca s que 0
homem poseur naturalmente. or tentados par uma urosona partt cuta-
rtsstma. de que a refi giao nao vtve em settas ou sociedades .
Entendem-na co mo a retacao ent re a alma e Deus,
Para d ivulgal;so de seus ensinamentos e preqacoes de seus tema s
hlosofico-espmtuaustas mantem uma editcra: a "Eduora do Pensa-
mente", a Aua Conse theiro Furtado. n.e 648. 5,0 anda r.
OCirculo Esotenco da Comunttac do Pensamento esteve sediaco em
betlsstmc predic extstente na esq uma do Largo Sao Paulo co m a Aua
Consethei rc Furtado. que fo i demolido para ala rgamento dessa
mesma arteria. Nesse local, oradc res famosos ftzeram catorosas
oretecees de cunho tncscncc-escrntoansta . centre os quais. Berto
Conde.
YAMAG UCHI KENJIN DO BRASil
Sltua-se aAua Pirapiting ui, n.c 72 e func iona como assoctacao assis -
tencia l e cultu ral da col6nia onentat da Lrberdade. espec tatmente
japoneses.
115
SOCIEDADE BRASILEIRA DA CULTURA JAPONESA
Instalada a Rua Sao Joaqui m. 0 ,0 381. atua em Sao Paulo, mas
pnncipalrnente no ba irro da Liberoaoe. como urn centro de inteqra-
cao cultu ral.
r uosoua Zen, arq uttet ura . ceramica . hisl6ria da arte orienta l sao
algumas da s matena s ministradas em cu rsos regulares . trequenta -
dos por pessoas de alia proiecao soc ial , po li tic a e economtca do
munoo jaocoes e orasneno. crooorctonanoo Inumeras oportur uda-
des de mttuencias reclproca s.
Por ccas.ao dos testejos comemorattvos do septuaqesl mo arnversa-
rio da imi gra<;: ao japanesa para a Bra si l. to! inaugu rado ali a &quot; Museu
Hist cnco da tmtq racao Japonesa&quot; per sua Alleza Imper ia l. herde!ro
do trono [apones.
Sao frequentes as encontros cutturats promovidos pe la Soci edade
rec ital s de p iano, canto e canca. mrssas sob 0 ritual budista. a
certmc nia do cha. atem de cu rsos requtares ja enuociados.
Presentemente. nos eta s 24 e 25 de [unho. to! reali zado 0 &quot; 13.°
Festiva l de Dances e Mcstcas Fotctortcas Japcneaas''. co m apresen-
tacao de ci nco espetacufos e med iante a partictpacao de dezenas de
atunas e prole ssoras brasi lei ras e ja ponesas.
MUSEU HISTORICO DA IMIGRACAO JAPONESA NO BRASIL
Inaugurado perc Princ ipe Imperial Japones e por Sua Excelencia a
Presidente do Bra si l. 0 Genera l Ernesto Geisel, d ia 18 de junho oeste
ano (1978).
Seu acervo. cui dadosamente setecionado pe lo Prolessor Hiroshi
Saito da USP e presio ente da Comissao especialmente consti luida
para esse l im, conta e documenta a hist6ria dos 70 anos de imig rat;:ao
[aponesa.
Montado em 896 metros quaoraoos do 7.° e 8,° and ares do pred fo da
Sociedaoe Brasuena de Culture Japonesa. aRua Sao Joaqu im, n.?
38 1.
A co leta do acervo intctou-se em 1976, cheqando a reurur 14 mil
pecas (Ci ty News - Edicao de 18/6/78)