Liberdade
169 pág.

Liberdade


DisciplinaSociologia da Desigualdade Social27 materiais766 seguidores
Pré-visualização33 páginas
estacoes " Liberdade" e "Sao Joaquim" inte -
gram a regiao a outros bairros da Capita l. atraves do service de
"rntec recao Metrc-Ontbus".
25
CAMINHO 00 CARRO PARA SANTO AMARO
Durante multo tempo.o forumde Sao Paulo teve varies difi culdades na
distrtbuicao da Justica nas acoes iudicieis. referentes a partilhas e
derrercecoes de Iimites de terras, em toea a exteneec desse ca-
mtnho.
Os doc umentos reterentes a leqiti mfd ade des propried ades, mu itas
vales eram ccucentes. refer indo areas com flagranles cootrac ncces
de iocaneecac. mas sempre indicando a reterencia principal, que
era 0 Caminho do Carro para Santo Amaro.
Demandava ere as terras do sui da cidade pete espiqao ou pete
varzea?
De mod o geral. todos as ensai stas. croni stas e his tortadcres de Sao
Paulo . dedicaram parte de sua atencao ao eq uacionamento de mda -
geeso. Dentre esses, 0 Engenhe iro Zenon Fleury Monte iro escreveu
extensa monografia scbre 0 assunto, parecendo ter defin ido exata-
mente 0 tracacc desse caminho: 0 reno da atual Avenida da Liber-
dade, Rua verpueiro. Domingos de Moraes. ate as vertentes dos
C6rregos da rretcac. vermetho e Pinhe irinho .
Ao findar do seculc XVI, os "portugueses nac ousavam ocu par 0
interior do pa is etem de um raio proxi mamente de c inq uenta
qu ilOmetros avolta de Piratin inga" (15). Esse historiador, per exem-
pro, Iocati zava 0 hist6rico Caminho do Carro, "na lombada para
alem do Anhangabau... descambando para a varzea do Rio Ger iba-
tiba prccurava a atcera... ".
Affonso de Taunay tocattzav a a forca... "no outeiro de frenle da cruz
que estava no caminho do Ib irapuera (Largo 7 de Setemb ro)" (16).
Affonso de Freitas localizou-o no seu ensaio de reconstituicao, no
nacaoc das ruas da Liberdade . Vergueiro e Domingos de Moraes.
Segundo Zenon Fleury Monteiro, nos ultimos anos do setscentrsmo. a
CAmara Municipal atendia com trequencia os ped idos de conces-
sees de datas de terras no rossio da vita. tocallz adas ao longo dos
quatro caminhos de salda da vita . entao extstentes.
Uma dessas sald as se enderecava rurno sui, na otrecao de Santo
Amaro, anter iormente denominado tbtrapuera . Seguia eotac cere
lombada entre os c6rregos do Anhangabau e Cambuc i, ate 0 ano de
1640.
A part ir dessa data, passou a ser conhectdo por "Caminho do Carro".
como unlca estrada ou caminho que ligava 0 nucleo as paragens
retunes de Santo Amaro. que partindo de Sao Goncato ou mats
26
abaixo, Largo de ~ ou Largo do eolegio. galga va 0 EspigAo do
Caaguac;u.
Em 1640. a partir de 19reja de Santo Antonio, ab re-se novo caminho
que atravessava 0 Piques. a Rue Santo Amaro (entao RUB do Verde e
do Curral) e Avenida BrigadeilO Luis Antonio para no alto do espigao
encontrar-se com 0 Caminho do Carro . Este atravessava varias le-
guas de chilo, possuiu varies oenorrnnecces atraves do tempo, de-
terminadas palo interesse de seus usuaries e que const ilu iriam
sempre . designac6es ccaecoers. prevatentes por breves periodos
de tempo.
D trac;ado princ ipa l S8 biturcava em toda a sua d tstanc ia. em camt-
nhos viclnals e tnlhos. etendendc a necess idade de sitiantes e donas
de cM caras ag rupad os as SUBS margens.
Os campos reiunos ou realengos adiante do espigllo eram do patti-
mOnio de CAmara Municipal, da tntendencia Nacicnal e depois devo -
lutos.
Durante muitos anos, a CAmara Municipa l fez conc essoes de tetras
nessa extensec (17). cujos reg istros revelam a posrcsc geografica do
caminho, bem como alguns dos primeiros povoadoresdo Distrito Sui
da sa. a saber:
- Carta de data de terra a Francisco da Costa Valladares (1640);
- Carta de data de terra ao Padre Alvaro Neto Bicudo e Custodio
Nunes Pinto (1640);
- Carta de data de terra a Baltazar de Godoy Moreira . Belchior de
Godoy Moreira e Marianna de l ara (1 640);
- Sltlo de Tapanhoim - Venda de totes tetta par rencrc Antonio
Mariano Fagundes Mariano (1860 a 1880);
- ne sacrccrtecac da Companhia Oantareira de Aguas e Esgotos a
Dona Balbina de Sant'Anna (1 891);
- Sftio Ressaca - oesaorconecac da Companhia de Aguas e
Esgotos a FeHcio Antonio Mariano Fagundes (18) - (1891).
tnlctalrrente. as propriedades sa apresentavam como grandes ran-
fUndios que , por via sucess6ria. desapropriat6ria ou por vendas e
revendas. se transtcrmevam em pequenas areas. As propriedades
situadas amargem direita do Caminho do Carro tirmtavam-se entre
si. ets que os reg istros de umas e outras revelam essa posicao
limltrcte. Assim, a CM cara Moreira e a Chacara Sert6rio entre osdois
caminhos para Santo Amaro. A esquerda . 0 Tapanho im ou Lavapes.
que indi cavam em suas d ivisas a Cht:lcara do Quebra Bunda de
Demetrio Costa Nascimento, bem como a CMcara da Gl6ria.
27
Entre as enos de 1639 e 1649, 0 Caminho do Carro era tambem
chamado " Caminho Novo" para 0 Mar ou para Santos, ate confronter
as d ivisas do Sitio Bessaca. local ern que se bifurcava para Santo
Amaro e Santos. segundo relata de Fleury Monteiro (obra citada.
;:;agina 137).
Esse mesmo neche era tambem con hecrdo por "Caminho do Padre
Domingos Gomes Albemaz", entre as anos de 1647 e 1683.
Digna ta mbem de rsgislro. 0 tate de que a estrada vemuetro. no seu
trecho comum 80 Caminho do Carro (do Largo da liberdade ate a
blfurcacao do rresm c a altura do futuro Largo da Guanabara). era
conhec ida como "estrada nova para Santos", depots de 1864. Ap6s
esta data , 0 trecho comum passou A dencminacao olicial de Estrada
Vergue iro.
Ressalte-se. ainda. a intormacao de Fleury Monteiro, que:
"0 Caminho do Carro, em longo trecho, desde a certvacac
da Estrada Vergueiro ou mesmo no trecho comum, ate as
bordas dos Campos de Santo Amaro, em parte da face
oeste do Sitio Guarapuava. tomou-se conbecido. de 1870
a 1~96, como Estrada do Fagundes",
o Caminho do Carro pcssutu, portanto, cencminacees vartas.
Durante aproximadamente duzentos anos, as concess6es de terrae
estiveram interrompidas. E a partir de 1808 que nos reencontramos
com tala soncnacoes. quando Manoel Monteiro pedi a uma data a
CAmara Municipal "... no caminho do Carro defronte a Casa da
P6Ivora... .. com tundos ale 0 Rio Moringuinho, onde se loca lizava
uma fonte de igual nome. fundos da Chacara do Senador Vicente de
Souza Oueiroz. em cuja propriedade, em 1852, se locaftzava 0 pri-
meiro matadouro da cidade de sao Paulo.
Quando 0 centro da cidade se lntertiqou a Santo Amaro par linhas de
bondes, os trilhos foram colocados a margem ou sobre 0 leito do
Caminho do Carro no trechc ja retendo. a "Estrada do Fagundes",
que mais tarde passaria a chamar-se Rua Domingos de Moraes, par
Ato do intendente de obras municipals. competente para nomear as
ruas de Sao Paulo. par rorca da Lei n.c 77. de 09 de dezembro de
1893.
Foi somente ap6s a acrovecac dos pianos de construcao da Avenida
Anhangaba u, vetha asptracao dos pautlstaros. que se inici aram os
services de terraplanagem e de ob ras acess6rias, como galerias
para vazao de aguas ptuviais. a saneamento de todo 0 vale e zonas
circunvizi nhas. impedindo assim. 0 levantamentc de favelas nas
encostas marg inais e no pr6prio vale.
28
Planta da cidade em 1842: 32.000 habitantes. Destacam -se edificios
e servrcos. Ao Sui, grandes extensoea de terras a serem povoadas
com destaque do Camlnho de Santo Amaro ern dues pcs tceee. Be-
bedouro e Tanques a distancla. Destaques: Chacaraa do Batao de
Llmeira. de Ana Machado e Casa do Padre Iidefanso. Ig reja de Sao
Gonc ato e dos Remedios, 0 Pelourinho, Matadouro e Deposito dos
Chifres. Oadeia.
\u2022
/.' .~~ lnM __,.,,~
V?" '" e-~r?"'"-I II'.-
./-;... ... 4 -....<' &quot;(
_&quot;'::~&quot;J:._. .. _
JlIJ
--'~ -- - &quot; -=g~- . ,,~.-..F.: . -~---=.-:f':&quot;:.
1.- '-<' _ .. - -- ._
=.IJ __''':-~- ~._--,-. ._._.- .,..-. -,..--
' .
. '
'&quot;.
.) (.
t. ';
\u2022J
&quot;'--
--~ :.-~
31
Durante a qestao municipal do Or. J. Pires do Rio. as services de
pavimentacao e coleta de li xo da cidade em gera l, tiveram inc re-
mento [amais observado.