a AVC Isquêmico
7 pág.

a AVC Isquêmico


DisciplinaMedicina10.240 materiais32.690 seguidores
Pré-visualização3 páginas
maneira mais abrupta em questão de seg. a minutos, para 
atingir o clímax, pois os quadros vasculares são estacionários, uma vez atingido o clímax, dali não 
passa, não é progressivo. 
 Então o diagnóstico é dado pela idade do paciente, fatores de risco, maneira de instalação 
dos sintomas. 
 
\u3b7 EXAMES DE IMAGEM 
Frente a um paciente com suspeita de AVC isquêmico deve-se recorrer a TC de crânio, de 
preferencia deve ser feita de imediato. Isso para afastar a possibilidade de estarmos diante de um 
acidente vascular hemorrágico, o que colocaria em risco todo o nosso procedimento posterior. 
 
\u3b7 EXAMES CARDIOLÓGICOS \u2013 ECG, a avaliação cardiológica clínica, ECO. 
 
\u3b7 OUTROS LABORATOTIAIS necessários: hemograma, glicemia, colesterol sérico RX tórax, etc. 
 
\u3d5 TTo: os trombolíticos só podem ser usados nas primeiras 3 h. No entanto ainda não se 
usam esses medicamentos em Belém (Estrptoquinase, Atepase), por falta de estrutura. E só 
podem ser usados após a exclusão de sangramento. 
 
\u3b7 FASE AGUDA 
A) Suporte clínico \u2013 fase mais importante do Tto. Medidas destinadas a manter a vida do 
paciente. 
3 Mobilização do paciente no leito 
3 Ventilação mecânica 
3 Intubação S/N 
3 Manutenção hemodinâmica 
3 Hidratação adequada 
3 Cuidados vesicais 
 
 7
3 Redução da PA Æ apenas se estiver > 200 sistólica e > 120 diastólica. Baixar com 
cuidado. Há autores que recomendam o uso de Nitroprussiato de sódio, que é uma droga 
vasodilatadora e potente hipotensor, muito cuidado na manipulação dele, mas que é facilmente 
controlável, pois possui efeito imediato e cessa imediatamente após a infusão. Portanto se 
acharem que é necessário um hipotensor, usem o Nitroprussiato de Sódio. 
Há trabalhos mostrando que há uma redução espontânea da PA nas primeiras horas. 
 
B) Medidas Especificas \u2013 uso da aspirina, antiagregante plaquetário, pois na fase aguda do 
AVC isquêmico, há uma grande adesividade plaquetária, sendo importante combatê-la para evitar 
uma progressão do problema e para prevenção de um novo AVC isquêmico, especialmente do 
trombótico. 
Paciente alérgicos a aspirina usa-se outros anti-agregantes plaquetários: Tiplofidina 
(Ticlide®) # confirmar # 
São os únicos 2 anti-agregantes plaquetários que tem seu uso aprovado pela comunidade 
científica. 
 
C.I.T. uso de anti-hipertensivos para os pacientes hipertensos e aspirina para 
prevenir trombose. São relatados uma redução importante dos AVC`s em paciente que fazem 
uso de aspirina. 
Trombolíticos \u2192 mais recentemente usado e aparentemente melhor é o r.TPA \u2192 ativador 
tecidual do plasminogênio. Atua dissolvendo a fibrina, liberando as plaquetas. Até 3hs após o AVC 
isquêmico por trombose. 
 
OBS: os medicamentos tipo ativadores cerebrais não tem indicações para nada pois não há nada 
provado cientificamente. (GABAX e CIA) 
 
A dexametasona tem suas indicações precisas e nunca deve ser usada nos AVCs 
isquêmicos podendo piorar o quadro do paciente.