AV Contabilidade Internacional
4 pág.

AV Contabilidade Internacional


DisciplinaContabilidade Internacional1.791 materiais8.005 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Avaliação: GST0540_AV_ » CONTABILIDADE INTERNACIONAL
	Tipo de Avaliação: AV
	Aluno: 
	Professor:
	SILVIO MONTES PEREIRA DIAS
	Turma: 9001/AC
	Nota da Prova: 5,5    Nota de Partic.: 1   Av. Parcial 2  Data: 22/11/2017 19:11:41
	
	 1a Questão (Ref.: 201301618889)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	O objetivo da IAS 2 - Estoques é estabelecer o tratamento contábil para os estoques. A questão fundamental na contabilização dos estoques é quanto ao valor do custo a ser reconhecido como ativo e mantido nos registros até que as respectivas receitas sejam reconhecidas. O critério adotado para mensuração dos estoques de matéria prima é o do valor justo. Nesse caso, explique o que vem a ser valor justo:
		
	
Resposta:
	
Gabarito: Valor justo - o preço pelo qual possam ser repostos, mediante compra no mercado, ou seja, o custo de reposição de cada material.
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201301618381)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	A empresa Alfa adquiriu uma Máquina por $ 320.000. A empresa solicitou uma consultoria para determinar a vida útil da Máquina, a empresa especializada apresentou um laudo informando que o prazo de vida útil do equipamento é de 8 anos, ficando fora de uso após esse período. De acordo com o IAS 16  e CPC 27 - Ativo Imobilizado, calcule o valor da depreciação acumulada a ser contabilizada pela empresa Alfa no primeiro ano e o valor da despesa dedutível para fins fiscais, sabendo que a taxa de depreciação admitida pela legislação fiscal é de 10% a.a.
		
	
Resposta:
	
Gabarito: Legislação Fiscal: $ 32.000 Legislação Societária: $ 40.000
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201302077404)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	(CESGRANRIO - 2011 - Transpetro - Contador Júnior - Contábil) Com as modificações introduzidas na Lei no 6.404/76, das Sociedades por Ações, pelas Leis nº 11.638/07 e no 11.941/09, deu-se, no entendimento de autores contábeis, a chamada independência da Contabilidade Brasileira. Essas mudanças criaram as condições básicas para a convergência da Contabilidade Brasileira às normas internacionais. O Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), criado em 2005 pela Resolução CFC no 1.055/05, foi um importante marco para tal convergência, pois cabe a esse comitê emitir os Pronunciamentos Técnicos, que, após discussão em audiência pública, são aprovados pelos instrumentos próprios dos órgãos reguladores públicos (CVM, Bacen e Susep, principalmente) e particulares, como o CFC, transformando o CPC em norma a ser seguida pelas empresas e profissionais que estiverem no campo de atuação desses mesmos órgãos. Constitui característica preponderante das normas internacionais de Contabilidade implementadas no Brasil pelo CPC e pelos órgãos reguladores brasileiros, a
		
	
	produção de informações contábeis mais quantitativas do que qualificativas.
	
	predominância do domínio dos contadores na realização de tarefas contábeis, com menor participação do restante da empresa.
	
	importância maior dada à propriedade jurídica para registrar os ativos, passivos, receitas e despesas.
	
	fundamentação baseada mais em normas que em princípios.
	 
	prevalência da essência sobre a forma.
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201302281094)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	(Prova do CFC) Uma sociedade empresária adquiriu mercadorias para revenda, com as seguintes informações: Preço das mercadorias - R$ 25.000,00; Pis e Cofins Recuperáveis - R$ 2.312,50 e ICMS incluído no preço de venda - R$ 4.250,00. A empresa está sujeita à não cumulatividade do PIS e da Cofins, e ainda tem direito ao crédito tributário referente ao ICMS pago na aquisição das mercadorias. Conforme a NBC TG (R1) Estoques, o custo de aquisição total a ser reconhecido no estoque, referente a essa transação, é de:
		
	
	R$ 27.000,00
	
	R$ 25.000,00
	
	R$ 20.750,00
	 
	R$ 18.437,50
	
	R$ 31.562,50
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201301973904)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Alterações em práticas contábeis são:
		
	
	Modificações que, em decorrência de pronunciamentos, interpretações ou por resultar alterações das demonstrações contábeis podem gerar ajustes nas declarações.
	
	Pronunciamentos, interpretações ou melhor apresentação das demonstrações contábeis podem gerar ajustes nos relatórios contábeis.
	 
	Modificações que, em decorrência de pronunciamentos, interpretações ou por resultar em melhor apresentação das demonstrações contábeis podem gerar ajustes nas demonstrações.
	
	Confirmações que, em decorrência de pronunciamentos, interpretações ou por resultar em melhor apresentação das demonstrações contábeis podem gerar ajustes nas contabilizações.
	
	Modificações que, podem resultar em falhas na apresentação das demonstrações contábeis podem gerar ajustes nas demonstrações.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201301973254)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	O IAS 12 versa sobre :
		
	
	O reconhecimento dos impostos sobre a renda que possuem relação com o exercício financeiro passado e os ativos ou passivos, provenientes de diferenças temporárias ou de lucos fiscais.
	
	O reconhecimento dos impostos sobre a circulação de mercadorias que possuem relação com o exercício financeiro atual.
	
	O reconhecimento dos impostos sobre a prestação de serviços que possuem relação com o exercício contabil e as despesas ou passivos fiscais não diferidos, provenientes de diferenças temporárias ou de prejuízos fiscais.
	 
	O reconhecimento dos impostos sobre a renda que possuem relação com o exercício financeiro atual e os ativos ou passivos fiscais diferidos, provenientes de diferenças temporárias ou de prejuízos fiscais.
	
	O não reconhecimento dos impostos sobre a renda que possuem relação com o exercício contabil passado e os ativos fiscais não diferidos, provenientes de diferenças temporárias ou de lucros fiscais.
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201302303040)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	(FUNCAB-2015/CRC-RO - Contador)Arrendamento mercantil é um acordo pelo qual o arrendador transmite ao arrendatário em troca de um pagamento ou série de pagamentos o direito de usar um ativo por um período de tempo acordado. Se um arrendamento mercantil transferir substancialmente todos os riscos e benefícios inerentes à propriedade, o mesmo deve ser classificado como:
		
	 
	financeiro.
	
	contingente.
	 
	operacional.
	
	não cancelável.
	
	superveniente.
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201301973272)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	A IAS 23 está relacionada às orientações a serem seguidas para a contabilização dos custos relacionados aos :
		
	
	Empréstimos obtidos para a aquisição de bens móveis e semoventes.
	
	Empréstimos efetuados para a aquisição, construção ou ainda produção de determinados passivos.
	
	Empréstimos obtidos para a aquisição de veiculos.
	 
	Empréstimos obtidos para a aquisição, construção ou ainda produção de determinados ativos.
	
	Empréstimos contraidos para a composição do fluxo de caixa.
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201301470603)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Assinale a alternativa que evidencia a correta classificação, dentro da Demonstração dos Fluxos de Caixa, segundo a norma IAS 7, para os juros recebidos de recursos financeiros cedidos por parte de uma empresa financeira e não financeira, respectivamente:
		
	
	de investimento e de investimento
	
	operacional e operacional
	 
	operacional e de investimento
	 
	de investimento e operacional
	
	financiamento e operacional
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201301470611)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Assinale a alternativa que apresenta o que é comparado em um teste de imparidade:
		
	
	valor recuperável e valor de venda de um ativo
	
	valor recuperável e valor de venda de um aivo intangível
	
	valor recuperável e valor de venda de um patrimônio líquido
	 
	valor