Quadro Comparativo NCPC
181 pág.

Quadro Comparativo NCPC


DisciplinaDireito Processual Civil I39.645 materiais714.279 seguidores
Pré-visualização50 páginas
do assistente técnico. 
Art. 84. As despesas abrangem as custas dos atos do processo, a 
indenização de viagem, a remuneração do assistente técnico e a diária 
de testemunha. 
§ 3º Os honorários serão fixados entre o mínimo de dez por 
cento (10%) e o máximo de vinte por cento (20%) sobre o valor 
da condenação, atendidos: 
Art. 85 
§ 2º Os honorários serão fixados entre o mínimo de dez e o máximo de 
vinte por cento sobre o valor da condenação, do proveito econômico 
obtido ou, não sendo possível mensurá-lo, sobre o valor atualizado da 
causa, atendidos: 
a) o grau de zelo do profissional; I \u2013 o grau de zelo do profissional; 
b) o lugar de prestação do serviço; II \u2013 o lugar de prestação do serviço; 
c) a natureza e importância da causa, o trabalho realizado pelo 
advogado e o tempo exigido para o seu serviço. 
III \u2013 a natureza e a importância da causa; 
IV \u2013 o trabalho realizado pelo advogado e o tempo exigido para o seu 
serviço. 
[V. art. 85, §§ 3.º a 7.º e 10 a 13, relacionados] 
§ 4º Nas causas de pequeno valor, nas de valor inestimável, 
naquelas em que não houver condenação ou for vencida a 
Fazenda Pública, e nas execuções, embargadas ou não, os 
honorários serão fixados consoante apreciação equitativa do 
Art. 85 
§ 8º Nas causas em que for inestimável ou irrisório o proveito econômico 
ou, ainda, quando o valor da causa for muito baixo, o juiz fixará o valor 
Quadro comparativo elaborado pela grupo de pesquisa do Prof. José Miguel Garcia Medina. É permitida a 
distribuição ou reprodução, total ou parcial, do presente trabalho, desde que a título gratuito e citada a fonte, 
sendo vedada sua comercialização. O quadro comparativo foi elaborado com base em informações 
colhidas nas versões dos projetos disponíveis no site do Senado Federal e nos textos das Leis 5.869/1973 e 
13.105/2015 disponíveis no site da Presidência da República. Sugestões poderão ser enviadas 
para novocpc@medina.adv.br. 
 
CPC/1973 CPC/2015 
juiz, atendidas as normas das alíneas a, b e c do parágrafo 
anterior. 
dos honorários por apreciação equitativa, observando o disposto nos 
incisos do § 2º. 
§ 5o Nas ações de indenização por ato ilícito contra pessoa, o 
valor da condenação será a soma das prestações vencidas com 
o capital necessário a produzir a renda correspondente às 
prestações vincendas (art. 602), podendo estas ser pagas, 
também mensalmente, na forma do § 2o do referido art. 602, 
inclusive em consignação na folha de pagamentos do devedor. 
Art. 85 
§ 9º Na ação de indenização por ato ilícito contra pessoa, o percentual 
de honorários incidirá sobre a soma das prestações vencidas acrescida 
de 12 (doze) prestações vincendas. 
 
Art. 21. Se cada litigante for em parte vencedor e vencido, serão 
recíproca e proporcionalmente distribuídos e compensados 
entre eles os honorários e as despesas. 
Art. 86. Se cada litigante for, em parte, vencedor e vencido, serão 
proporcionalmente distribuídas entre eles as despesas. 
Parágrafo único. Se um litigante decair de parte mínima do 
pedido, o outro responderá, por inteiro, pelas despesas e 
honorários. 
Parágrafo único. Se um litigante sucumbir em parte mínima do pedido, 
o outro responderá, por inteiro, pelas despesas e pelos honorários. 
Art. 22. O réu que, por não arguir na sua resposta fato 
impeditivo, modificativo ou extintivo do direito do autor, dilatar 
o julgamento da lide, será condenado nas custas a partir do 
saneamento do processo e perderá, ainda que vencedor na 
causa, o direito a haver do vencido honorários advocatícios. 
 
Art. 23. Concorrendo diversos autores ou diversos réus, os 
vencidos respondem pelas despesas e honorários em 
proporção. 
Art. 87. Concorrendo diversos autores ou diversos réus, os vencidos 
respondem proporcionalmente pelas despesas e pelos honorários. 
 § 1º A sentença deverá distribuir entre os litisconsortes, de forma 
expressa, a responsabilidade proporcional pelo pagamento das verbas 
previstas no caput. 
§ 2º Se a distribuição de que trata o § 1º não for feita, os vencidos 
responderão solidariamente pelas despesas e pelos honorários. 
Art. 24. Nos procedimentos de jurisdição voluntária, as 
despesas serão adiantadas pelo requerente, mas rateadas 
entre os interessados. 
Art. 88. Nos procedimentos de jurisdição voluntária, as despesas serão 
adiantadas pelo requerente e rateadas entre os interessados. 
Art. 25. Nos juízos divisórios, não havendo litígio, os 
interessados pagarão as despesas proporcionalmente aos seus 
quinhões. 
Art. 89. Nos juízos divisórios, não havendo litígio, os interessados 
pagarão as despesas proporcionalmente a seus quinhões. 
Art. 26. Se o processo terminar por desistência ou 
reconhecimento do pedido, as despesas e os honorários serão 
pagos pela parte que desistiu ou reconheceu. 
Art. 90. Proferida sentença com fundamento em desistência, em 
renúncia ou em reconhecimento do pedido, as despesas e os honorários 
serão pagos pela parte que desistiu, renunciou ou reconheceu. 
§ 1º Sendo parcial a desistência ou o reconhecimento, a 
responsabilidade pelas despesas e honorários será 
proporcional à parte de que se desistiu ou que se reconheceu. 
§ 1º Sendo parcial a desistência, a renúncia ou o reconhecimento, a 
responsabilidade pelas despesas e pelos honorários será proporcional à 
parcela reconhecida, à qual se renunciou ou da qual se desistiu. 
§ 2º Havendo transação e nada tendo as partes disposto quanto 
às despesas, estas serão divididas igualmente. 
§ 2º Havendo transação e nada tendo as partes disposto quanto às 
despesas, estas serão divididas igualmente. 
 § 3º Se a transação ocorrer antes da sentença, as partes ficam 
dispensadas do pagamento das custas processuais remanescentes, se 
houver. 
 § 4º Se o réu reconhecer a procedência do pedido e, simultaneamente, 
cumprir integralmente a prestação reconhecida, os honorários serão 
reduzidos pela metade. 
Art. 27. As despesas dos atos processuais, efetuados a 
requerimento do Ministério Público ou da Fazenda Pública, 
serão pagas a final pelo vencido. 
Art. 91. As despesas dos atos processuais praticados a requerimento da 
Fazenda Pública, do Ministério Público ou da Defensoria Pública serão 
pagas ao final pelo vencido. 
 § 1º As perícias requeridas pela Fazenda Pública, pelo Ministério Público 
ou pela Defensoria Pública poderão ser realizadas por entidade pública 
ou, havendo previsão orçamentária, ter os valores adiantados por 
aquele que requerer a prova. 
 § 2º Não havendo previsão orçamentária no exercício financeiro para 
adiantamento dos honorários periciais, eles serão pagos no exercício 
seguinte ou ao final, pelo vencido, caso o processo se encerre antes do 
adiantamento a ser feito pelo ente público. 
Art. 28. Quando, a requerimento do réu, o juiz declarar extinto 
o processo sem julgar o mérito (art. 267, § 2.º), o autor não 
poderá intentar de novo a ação, sem pagar ou depositar em 
cartório as despesas e os honorários, em que foi condenado. 
Art. 92. Quando, a requerimento do réu, o juiz proferir sentença sem 
resolver o mérito, o autor não poderá propor novamente a ação sem 
pagar ou depositar em cartório as despesas e os honorários a que foi 
condenado. 
Art. 29. As despesas dos atos, que forem adiados ou tiverem de 
repetir-se, ficarão a cargo da parte, do serventuário, do órgão 
do Ministério Público ou do juiz que, sem justo motivo, houver 
dado causa ao adiamento ou à repetição. 
Art. 93. As despesas de atos adiados ou cuja repetição for necessária 
ficarão a cargo da parte, do auxiliar da justiça, do órgão do Ministério 
Público ou da Defensoria Pública ou do juiz que, sem justo motivo, 
houver dado causa ao adiamento ou à repetição. 
Quadro comparativo elaborado pela grupo de pesquisa do Prof. José Miguel Garcia Medina. É permitida a 
distribuição ou reprodução, total