AULA 00   PORTUGUÊS
74 pág.

AULA 00 PORTUGUÊS


DisciplinaPortuguês62.641 materiais1.370.972 seguidores
Pré-visualização23 páginas
a teoria da modernização e a economia neoclássica tendiam a 
considerar que os mesmos caminhos seguidos pelas sociedades em que 
foram formulados teriam que ser trilhados pelo resto do mundo, 
³DWUDVDGR´\ufffd\ufffd 
\ufffd5,&83(52\ufffd\ufffd%HUQDUGR\ufffd\ufffd³2\ufffdOXJDU\ufffdGR\ufffdFHQWUR\ufffdH\ufffdGD\ufffdSHULIHULD´\ufffd 
In: Agenda brasileira: temas de uma sociedade em mudança. 
André Botelho e Lilia Moritz Schwarcz (orgs.). São 
Paulo: Companhia das Letras, 2011. p. 94) 
A única afirmação INCORRETA sobre a forma transcrita do texto é: 
(A) (linha 2) vincula-se / o tempo e o modo verbais indicam que a ideia é 
tomada como verdadeira. 
(B) (linha 8) preocupava-se / a forma verbal designa que o fato é concebido 
como contínuo. 
(C) (linha 9) interessando-se / esse gerúndio, colocado depois do verbo 
principal í\ufffdpreocupava-se í, indica uma ação simultânea ou posterior, e 
SRGH\ufffdVHU\ufffdOHJLWLPDPHQWH\ufffdFRQVLGHUDGR\ufffdHTXLYDOHQWH\ufffdD\ufffd³H\ufffdinteressava-VH´\ufffd 
(D) (linha 11) repercutissem / essa forma subjuntiva enuncia a ação do verbo 
como eventual. 
(E) (linha 25) teriam / constitui forma polida de presente, atenuando a ideia 
de obrigação ou dever. 
 
 
 Curso Básico TRTs 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Décio Terror \u374 Aula 00 
 
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 68 de 72 
Questão 45: TJ RJ 2015 ± Analista Judiciário (banca FGV) 
Fragmento do texto: Em muitas ocasiões, nos sentimos presos à realidade, 
sem poder agir, limitados pelas contingências da vida. Felizmente, a 
inteligência nos diz que, dentro de certos limites ± a morte é um deles -, a 
realidade não está totalmente decidida; está esperando que acabemos de 
defini-la. A realidade não é bela nem feia, nem justa nem injusta, nem 
exultante nem deprimente, não há maniqueísmo. A vida é um conjunto de 
possibilidades que devem ser construídas. Por isso, nada é definitivo, tudo 
está por vir. As coisas adquirem propriedades novas quando vamos em 
direção a elas com novos projetos. 
 Observemos essa explosão do real em múltiplas possibilidades. Cada 
coisa é uma fonte de ocorrências, cada ponto se converte na intersecção de 
infinitas retas, ou de infinitos caminhos. Cada vez mais se desfazem os limites 
entre o natural e o artificial. 
³2EVHUYHPRV\ufffdHVVD\ufffdH[SORVmR\ufffdGR\ufffdUHDO\ufffdHP\ufffdP~OWLSODV\ufffdSRVVLELOLGDGHV´\ufffd\ufffdQR\ufffdFRQWH[Wo 
em que está inserido, o segmento tem função de: 
(A) ordem; 
(B) conselho; 
(C) advertência; 
(D) apelo; 
(E) ironia. 
 
Questão 46: TJ SC 2015 Técnico Judiciário (banca FGV) 
1D\ufffd IUDVH\ufffd ³$EUDFH-PH\ufffd\ufffd PHX\ufffd ILOKR\ufffd\ufffd DQWHV\ufffd GH\ufffd HX\ufffd LU\ufffd HPERUD\ufffd´\ufffd\ufffd VH\ufffd FRORFDGD\ufffd QD\ufffd
forma negativa, a opção correta seria: 
(A) Não me abraces; 
(B) Não me abraça; 
(C) Não me abraças; 
(D) Não me abrace; 
(E) Não me abraceis. 
 
Questão 47: TJ SC 2015 ± Assistente Social (banca FGV) 
Entre as mensagens abaixo, a única que está de acordo com a norma escrita 
culta é: 
(A) Verifique os dados da conta a pagar. Clica neste botão! 
(B) Demonstra que você é esperto. Pague suas contas em dia. 
(C) Controla teu dinheiro e viaje tranquilo. 
(D) Não despreze as feias. Confira suas qualidades. 
(E) Em caso de fogo, procure os extintores. Pede o apoio da brigada. 
 
Questão 48: TRT 16ª R 2009 técnico (banca FCC) 
Olhemos, agora, por exemplo... 
O verbo flexionado de forma idêntica à do grifado acima está também grifado 
na frase: 
 Curso Básico TRTs 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Décio Terror \u374 Aula 00 
 
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 69 de 72 
(A) Observamos sinais evidentes de que o clima no planeta deriva de um 
sistema bastante desregulado. 
(B) Chegamos, sem dúvida, a uma situação crítica em relação às condições 
climáticas no país. 
(C) Vemos, no momento, situações extremas de seca ou de excesso de 
chuvas. 
(D) Devemos ser solidários com os desabrigados pelas inundações. 
(E) Façamos nossa parte, agindo como cidadãos conscientes da necessária 
preservação das florestas. 
 
Questão 49: TRT 3ªR 2009 Técnico (banca FCC) 
Fragmento de texto: 
 Escuta a hora formidável do almoço 
 na cidade. Os escritórios, num passe, esvaziam-se. 
 As bocas sugam um rio de carne, legumes e tortas 
 vitaminosas. 
 Salta depressa do mar a bandeja de peixes argênteos! 
 Os subterrâneos da fome choram caldo de sopa, 
 olhos líquidos de cão através do vidro devoram teu osso. 
 Come, braço mecânico, alimenta-te, mão de papel, é 
 tempo de comida, 
 mais tarde será o de amor. 
 Lentamente os escritórios se recuperam, e os negócios, 
 forma indecisa, evoluem. 
 O esplêndido negócio insinua-se no tráfego. 
 Multidões que o cruzam não veem. É sem cor e sem cheiro. 
 Está dissimulado no bonde, por trás da brisa do sul, 
 vem na areia, no telefone, na batalha de aviões, 
 toma conta de tua alma e dela extrai uma porcentagem. 
 
 Escuta a hora espandongada da volta. 
 Homem depois de homem, mulher, criança, homem, 
 roupa, cigarro, chapéu, roupa, roupa, roupa, 
 homem, homem, mulher, homem, mulher, roupa, homem 
 imaginam esperar qualquer coisa, 
 e se quedam mudos, escoam-se passo a passo, sentam-se, 
 últimos servos do negócio, imaginam voltar para casa, 
 já noite, entre muros apagados, numa suposta cidade, imaginam. 
 
(Carlos Drummond de Andrade. Nosso tempo, in Poesia 
completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2002, p. 128) 
Escuta a hora formidável do almoço//na cidade. (1º e 2º versos) 
O verbo flexionado da mesma forma que o grifado acima está no verso: 
(A) ... vem na areia, no telefone, na batalha de aviões ... 
(B) ... toma conta de tua alma ... 
(C) As bocas sugam um rio de carne, legumes e tortas vitaminosas. 
(D) Os subterrâneos da fome choram caldo de sopa... 
(E) Come, braço mecânico ... 
 Curso Básico TRTs 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Décio Terror \u374 Aula 00 
 
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 70 de 72 
Questão 50: TRE RN 2011 Técnico ± Apoio Especializado (banca FCC) 
João e Maria 
Agora eu era o herói 
E o meu cavalo só falava inglês 
A noiva do cowboy 
Era você 
Além das outras três 
Eu enfrentava os batalhões 
Os alemães e seus canhões 
Guardava o meu bodoque 
E ensaiava um rock 
Para as matinês 
(...) 
Não, não fuja não 
Finja que agora eu era o seu brinquedo 
Eu era o seu pião 
O seu bicho preferido 
Sim, me dê a mão 
A gente agora já não tinha medo 
No tempo da maldade 
Acho que a gente nem tinha nascido 
Chico Buarque e Sivuca 
I. Nos versos Agora eu era o herói e A gente agora já não tinha medo, o uso 
do advérbio agora mostra-se inadequado, pois os verbos conjugados no 
pretérito imperfeito designam fatos transcorridos no tempo passado. 
II. Em Finja que agora eu era o seu brinquedo e Sim, me dê a mão, os verbos 
grifados estão flexionados no mesmo modo. 
III. Substituindo-se a expressão a gente pelo pronome nós nos versos A 
gente agora já não tinha medo e Acho que a gente nem tinha nascido, a 
forma verbal resultante, sem alterar o contexto, será teríamos. 
Está correto o que se afirma em 
(A) I, apenas. (B) II, apenas. (C) III, apenas. 
(D) I e II, apenas. (E) I, II e III. 
 
Questão 51: TJ SC 2015 Técnico Judiciário (banca FGV) 
³$LQGD\ufffdTXH\ufffdFHUFDGR\ufffdGH\ufffdDdversidades, se preservares tua ecobiologia interior, 
serás IHOL]\ufffd\ufffdSRUTXH\ufffdWUDUiV\ufffdHP\ufffdWHX\ufffdFRUDomR\ufffdWHVRXURV\ufffdLQGHYDVViYHLV´\ufffd\ufffd 
(Frei Betto, O Dia, 30 de maio, 2004) 
A correspondência entre as formas verbais sublinhadas se manteria correta na 
seguinte opção: 
(A) preservasses / eras; 
(B) preserves / sois; 
(C) tivesses preservado / terias sido; 
 Curso Básico TRTs 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Décio Terror \u374 Aula 00 
 
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 71 de 72