AULA 00   PORTUGUÊS
74 pág.

AULA 00 PORTUGUÊS


DisciplinaPortuguês62.641 materiais1.370.972 seguidores
Pré-visualização23 páginas
traz felicidade, não 
IRVVH\ufffdTXH\ufffdDPELFLRQDP\ufffdLQIOXLU\ufffdQD\ufffdIRUPXODomR\ufffdGDV\ufffdSROtWLFDV\ufffdS~EOLFDV´\ufffd\ufffd 
 Curso Básico TRTs 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Décio Terror \u374 Aula 00 
 
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 72 
Considere verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmativas sobre o uso 
da forma verbal assinalada: 
( ) O verbo está conjugado em uma forma do subjuntivo. 
( ) O verbo está conjugado em uma forma do futuro. 
\ufffd\ufffd\ufffd\ufffd$\ufffdIRUPD\ufffdYHUEDO\ufffdSRGHULD\ufffdVHU\ufffdVXEVWLWXtGD\ufffdSRU\ufffd³IRVVHP\ufffdUHSLVDU´\ufffd\ufffd 
( ) A forma verbal imprime à oração um estatuto de hipótese. 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo. 
a) V ± V ± V ± V. 
b) F ± F ± V ± F. 
c) F ± V ± F ± V. 
d) V ± F ± F ± F. 
Comentário: 2\ufffd YHUER\ufffd ³repisariam´\ufffd HQFRQWUD-se no futuro do pretérito do 
indicativo. Assim, a primeira afirmação está errada, haja vista que não se 
encontra no modo subjuntivo. 
 A segunda afirmação está correta, pois ocorre o futuro do pretérito do 
indicativo. Dessa forma, já sabemos que a alternativa correta só pode ser a 
(C). 
 Para confirmar tal alternativa como correta, basta notar que a locução 
YHUEDO\ufffd³fossem repisar´\ufffdWUDQVPLWH\ufffdXPD\ufffdQRomR\ufffdGH\ufffdFondição, algo incoerente no 
FRQWH[WR\ufffd GR\ufffd YHUER\ufffd ³UHSLVDULDP´\ufffd\ufffd R\ufffd TXDO\ufffd WUDQVPLWH\ufffd KLSyWHVH\ufffd\ufffd Assim, já 
reforçamos que a última afirmação está correta. 
Gabarito: C 
 
Questão 26: TJSE 2014 Analista (banca CESPE) 
Fragmento do texto: Com todas as letras, as Ordenações Filipinas 
asseguravam ao marido o direito de matar a mulher caso a apanhasse em 
adultério. Também podia matá-la por meramente suspeitar de traição. Previa-
VH\ufffdXP\ufffd~QLFR\ufffdFDVR\ufffdGH\ufffdSXQLomR\ufffd\ufffdVHQGR\ufffdR\ufffdPDULGR\ufffdWUDtGR\ufffdXP\ufffd³SHmR´\ufffdH\ufffdR\ufffdDPDQWH\ufffdGH\ufffd
VXD\ufffd PXOKHU\ufffd XPD\ufffd ³SHVVRD\ufffd GH\ufffd PDLRU\ufffd TXDOLGDGH´\ufffd\ufffd R\ufffd DVVDVVLQR\ufffd SRGHULD\ufffd VHU\ufffd
condenado a três anos de desterro na África. 
2\ufffdHPSUHJR\ufffdGR\ufffdIXWXUR\ufffdGR\ufffdSUHWpULWR\ufffdHP\ufffd³SRGHULD´\ufffd\ufffdlinha 5) indica que a situação 
apresentada na oração é não factual, ou seja, é hipotética. 
Comentário: Há de se observar que o futuro do pretérito do indicativo marca 
uma hipótese, e não um fato. Assim, a afirmativa está correta. 
Gabarito: C 
 
Questão 27: TRE AC 2015 Técnico Judiciário (banca AOCP) 
(P\ufffd³Eles questionam a falta de propostas específicas de todos os candidatos 
para pessoas da terceira idade e acreditam que um voto consciente agora 
pode influenciar futuramente na vida de seus filhos e netos´\ufffd 
a) 2\ufffdYHUER\ufffd³TXHVWLRQDP´\ufffdHVWi\ufffdFRQMXJDGR\ufffdQR\ufffdWHPSR\ufffdSUHVHQWe do subjuntivo. 
b) 2\ufffdYHUER\ufffd³SRGH´\ufffdGD\ufffdORFXomR\ufffdYHUEDO\ufffd³SRGH\ufffdLQIOXHQFLDU´\ufffdHQFRQWUD-se conjugado 
no tempo futuro do indicativo, pois remete a uma ação futura. 
c) 2\ufffdYHUER\ufffd³DFUHGLWDP´\ufffd\ufffdTXH\ufffdHVWi\ufffdFRQMXJDGR\ufffdQR\ufffdWHPSR\ufffdSUHVHQWH\ufffdGR\ufffdLQGLFDWLYR\ufffd\ufffd
HVWi\ufffdQR\ufffdSOXUDO\ufffdSRU\ufffdFRQFRUGDU\ufffdFRP\ufffdR\ufffdVXMHLWR\ufffd³(OHV´\ufffd 
 Curso Básico TRTs 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Décio Terror \u374 Aula 00 
 
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 72 
d) ³7RGRV\ufffd RV\ufffd FDQGLGDWRV´\ufffd HVWi\ufffd QR\ufffd SOXUDO\ufffd SDUD\ufffd FRQFRUGDU\ufffd FRP\ufffd ³SURSRVWDV\ufffd
HVSHFtILFDV´\ufffd 
e) ³3URSRVWDV\ufffd HVSHFtILFDV´\ufffd GHYHULD\ufffd HVWDU\ufffd QR\ufffd VLQJXODU\ufffd SDUD\ufffd FRQFRUGDU\ufffd FRP\ufffd ³D\ufffd
IDOWD´\ufffd 
Comentário: $\ufffd DOWHUQDWLYD\ufffd \ufffd$\ufffd\ufffd HVWi\ufffd HUUDGD\ufffd\ufffd SRLV\ufffd R\ufffd YHUER\ufffd ³TXHVWLRQDP´\ufffd
encontra-se no presente do indicativo. 
 A alteUQDWLYD\ufffd \ufffd%\ufffd\ufffd HVWi\ufffd HUUDGD\ufffd\ufffd SRLV\ufffd R\ufffd YHUER\ufffd ³SRGH´\ufffd HQFRQWUD-se no 
presente do indicativo. 
 A alternativa (C) é a correta. Apesar de ainda não termos trabalhado a 
DXOD\ufffd GH\ufffd VLQWD[H\ufffd GD\ufffd RUDomR\ufffd\ufffd D\ufffd TXDO\ufffd VHUi\ufffd YLVWD\ufffd DGLDQWH\ufffd\ufffd R\ufffd YHUER\ufffd ³DFUHGLWDP´\ufffd
realmente encontra-se no pOXUDO\ufffdMXVWDPHQWH\ufffdSRUTXH\ufffdVH\ufffdUHIHUH\ufffdDR\ufffdVXMHLWR\ufffd³(OHV´\ufffd\ufffd
Além disso, é fácil perceber que tal verbo encontra-se no presente do 
indicativo. 
 As alternativas (D) e (E) estão erradas, pois não há relação de 
concordância entre essas expressões, isto é, o fato de uma estar no plural não 
força a outra também estar. Veremos na aula de sintaxe da oração que essas 
expressões têm uma relação de dependência sintática uma da outra, a qual 
chamamos de regência. Mas isso é assunto para nossas próximas aulas. 
Gabarito: C 
 
Questão 28: TJ RJ 2014 Técnico de Atividade Judiciária (banca FGV) 
QUANTO FALTA PARA O DESASTRE? 
Verão de 2015. As filas para pegar água se espalham por vários bairros. 
Famílias carregam baldes e aguardam a chegada dos caminhões-pipa. Nos 
canos e nas torneiras, nem uma gota. O rodízio no abastecimento força 
lugares com grandes aglomerações, como shopping centers e faculdades, a 
fechar. As chuvas abundantes da estação não vieram, as obras em andamento 
tardarão a ter efeito e o desperdício continuou alto. Por isso, São Paulo e 
várias cidades vizinhas, que formam a maior região metropolitana do país, 
HQWUDP\ufffdQD\ufffdPDLV\ufffdJUDYH\ufffdFULVH\ufffdGH\ufffdIDOWD\ufffdG¶iJXD\ufffdGD\ufffdKLVWyULD\ufffd\ufffd 
(Época, 16/06/2014) 
As duas primeiras frases do texto mostram formas verbais no presente do 
indicativo, que indicam: 
(A) mais ênfase nos fatos que indicam o desastre anunciado; 
(B) o interesse do autor em descrever fatos alarmantes; 
(C) a apresentação de fatos futuros como já ocorridos; 
(D) a preocupação de argumentar a favor de novas medidas; 
(E) a intenção de dar mais dinamismo às ações narradas. 
Comentário: Vimos que o presente do indicativo transmite uma regularidade, 
uma rotina. Mas, se formos procurar essas ideias nas alternativas, não 
encontraremos, porque o autor empregou os verbos com um sentido a mais, 
além. Assim, devemos entender sua intenção comunicativa. 
 Veja ao final do texto que ele foi veiculado em junho de 2014. O título 
GR\ufffdWH[WR\ufffdp\ufffd³4XDQWR\ufffdIDOWD\ufffdSDUD\ufffdR\ufffdGHVDVWUH"´ e também nos chama a atenção a 
H[SUHVVmR\ufffd ³9HUmR\ufffd GH\ufffd \ufffd\ufffd\ufffd\ufffd´. Assim, o editorial da revista Época faz um 
prenúncio, um prognóstico do que ocorrerá em 2015. 
 Curso Básico TRTs 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Décio Terror \u374 Aula 00 
 
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 72 
 Ele poderia ter usado um tempo verbal que transmitisse hipótese, haja 
YLVWD\ufffdTXH\ufffdR\ufffdIXWXUR\ufffdD\ufffd'HXV\ufffdSHUWHQFH\ufffd\ufffdQmR\ufffdp\ufffdPHVPR"\ufffd\ufffd0DV\ufffdR\ufffdDXWRU\ufffdTXHU\ufffdXP\ufffd³DU\ufffd
GH\ufffdYHUGDGH´\ufffd\ufffdGH\ufffdcerteza, ele quer chocar o leitor. Assim, emprega o presente 
para envolver o leitor a um problema certo de ocorrer no futuro: a falta 
G¶iJXD\ufffd\ufffd9HMD\ufffdTXH\ufffdD\ufffdH[SUHVVmR\ufffd³9HUmR\ufffdGH\ufffd\ufffd\ufffd\ufffd\ufffd´\ufffdQRV\ufffdLQGLFD\ufffdTXH\ufffdHOH\ufffdHVWi\ufffdIDODQGR\ufffd
do futuro, e os verbos no presente do indicativo ³HVSDOKDP´\ufffd\ufffd ³FDUUHJDP´\ufffd H\ufffd
³DJXDUGDP´ transmitem uma certeza nas ações. Assim, sabemos que a 
alternativa que mostra que os verbos estão sendo empregados com um valor 
variado e nos dá uma noção de que o fato futuro é certo de ocorrer, é a (C). 
 É certo que o autor, ao empregar o presente do indicativo de uma forma 
variada, deu ênfase nas ações, registrou seu interesse em descrever esses 
fatos, bem como sua preocupação em chamar a atenção ao problema e dar 
mais dinamismo às ações narradas. Assim, todas seriam corretas? Não! 
 Concordo com você se achou que as demais alternativas não estão tão 
erradas assim, porém você há de convir que todas essas ideias das demais 
alternativas foram provenientes da noção de que as ações no presente são 
dadas como certas de ocorrer no futuro. Assim, a alternativa (C) é o real 
emprego do verbo. A partir daí, podemos tirar demais conclusões. 
Gabarito: C 
 
Questão 29: TRE GO 2014 Técnico Judiciário (banca CESPE) 
Fragmento do texto: Em 1880, o deputado Rui Barbosa, da Bahia, redigiu, a 
pedido do presidente do Conselho de Ministros, José Antônio Saraiva, o 
projeto de lei de reforma eleitoral. Em abril de 1880, o Ministério do Império 
enviaria o documento à Câmara dos Deputados. Aprovado posteriormente 
pelo Senado, em janeiro do ano seguinte seria transformado no Decreto n.º 
3.029 e ficaria popularmente conhecido como Lei Saraiva. Por intermédio dela, 
seriam instituídas eleições diretas no país para todos os cargos, à exceção do 
de