Aula I Engenharia, Sociedade e Ética

Aula I Engenharia, Sociedade e Ética


DisciplinaEngenharia, Etica e Sociedade28 materiais168 seguidores
Pré-visualização2 páginas
de fundação
Dimensiona estrutura
Especifica a resistência dos materiais; consumo
Normalmente é o engenheiro civil que dimensiona as instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, bem como acompanha o desenvolvimento da obra para que tudo seja feito conforme especificado e dentro das normas técnicas.
*
*
Normalmente é o engenheiro civil que dimensiona as instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, bem como acompanha o desenvolvimento da obra para que tudo seja feito conforme especificado e dentro das normas técnicas.
Este profissional, por formação, também está habilitado para coordenar a construção de outras obras, como pontes, viadutos, barragens e estradas.
*
*
Quem devo escolher?
Embora o Arquiteto e o Engenheiro Civil atuem com focos diferentes, legalmente ambos têm atribuições profissionais semelhantes, podendo atuar no projeto e na construção de edificações. Dessa forma, cabe ao cliente definir a sua escolha. Geralmente em função do custo envolvido na contratação de dois profissionais, é frequente as pessoas contratarem apenas um deles para a sua construção. Nesta condição deve considerar não somente os custos de contratação mas principalmente deverá buscar informações da qualificação técnica e experiência de cada um.
*
*
 INSTRUÇÕES:
 03 fichas de cores diferentes = 1 pirulito + 1 ficha como troco ( pode escolher a cor).
 03 pirulitos = 07 fichas de qualquer cor (pode escolher a cor). 
*
*
 Analise do Jogo:
Compare os resultados da 1ª e 2ª rodadas. Analise os seguintes aspectos: Sentimento dos participantes; Concorrência entre membros: no jogo e nas empresas; Colaboração X Competição: entre e intra-grupos; Participação dos integrantes do grupo; Importância do planejamento; e  Analogia com a realidade do engenheiro e a sociedade.
*
*
Se você parar para observar o mundo contém dois tipos de seres:
Naturais
O seres naturais são formandos pelos processos na natureza, pelo vento, pela chuva entre outros intemperes. Historicamente, o papel das ciências naturais é investigar esses fenômenos naturais. Quando os geólogos, físicos e químicos analisam os seres naturais, em geral procuram responder a perguntas como:
De que forma este objeto se comporta?
De que é feito?
Como se formou?
*
*
Artificiais
Esse tipo de ser existente em nosso planeta, e em outros locais do sistema solar, foram todos projetados e construídos com um objetivo: satisfazer necessidade e desejos complexos da humanidade. A lista de necessidades humanas básicas inclui alimentos, água, habitação, saneamento, comunicações, educação e lazer.
*
*
O objetivo principal da engenharia é aplicar a tecnologia, em combinação com fenômenos naturais, para obter as coisas que desejamos ou de que necessitamos. Enquanto as ciências naturais procuram descobrir como as coisas são, a engenharia propõe a seguinte questão:
Que forma devemos da a esta coisa para que ela sirva ao propósito desejado?
*
*
Olhando a nossa volta, é fácil percebermos uma dependência cada vez maior da sociedade moderna em relação aos produtos tecnológicos.
Muito do que as evoluções da ciência e da tecnologia têm proporcionado nos facilita a vida, economiza tempo, protege nossa saúde. Isso em grande parte, é decorrência da evolução da engenharia.
 Aliás, o importante papel da engenharia tem desempenhado ao longo da história da humanidade é evidente:
Sistemas de transporte e de comunicação;
Sistema de produção, processamento, e estocagem de alimentos;
Sistema de distribuição de água e energia.
*
*
Graves questões também surgem ou são majoradas em decorrência dos avanços, como a desigualdade social a crescente depredação da natureza ou a dominação de povos pela força do poder. Todas essas questões são de responsabilidade do profissional de engenharia, pois somos nós, engenheiros, que ajudamos a criar as condições técnicas para que esses problemas aconteçam. Por isso devemos estar atentos \u2013 além das questões técnicas - também para as questões sociais e pessoais decorrentes de nossas ações.
*
*
Vários aspectos devem ser lembrados no início de um curso de engenharia.
Formação profissional: ninguém vai ser reconhecido como engenheiro se não dominar minimamente os tópicos de sua área de trabalho.
Ainda como estudantes, é importante termos ao menos uma noção do papel que desempenharemos futuramente, não apenas no campo estritamente técnico, mas também como cidadãos. 
*
*
Desde o início de um curso de graduação devemos considerar que possivelmente só seremos engenheiros ativos, contribuindo de forma substancial para a resolução de problemas, dentro de sete ou dez anos.
Para que nosso trabalho contribua de forma significativa para o avanço da tecnologia e para o bem-estar social, deve haver uma certa dose de ousadia nesse trabalho. Se todos os engenheiros fossem excessivamente cautelosos, usando apenas materiais, processos e sistemas já consagrados, a engenharia permaneceria estagnada, e todos continuariam a fazer apenas o que outros já fizeram.
*
*
Isso não significa menosprezar o significado de realizações passadas. Mas devemos ter em mente que correr riscos faz parte da profissão, e que de novas experiências podem surgir novas e revolucionárias soluções.
Considerando que empregando novas técnicas e aplicando novas teorias, teremos oportunidade de contribuir de forma mais significativa para o desenvolvimento da profissão e, muito provavelmente, para o avanço da própria sociedade.
*
*
Com tudo quase todos os problemas de engenharia são abertos, ou seja, não possuem uma solução única; Porém o fato de um problema ter mais de uma solução não significa que será fácil resolver; na verdade, o fato de existirem várias soluções possíveis muitas vezes torna o problema mais difícil.
Os engenheiros precisam aprender novas habilidades, tais como:
Formular um problema de projeto
Formular hipóteses
Formular possíveis ideias para projetos
Buscar soluções
Planejar e programar atividades 
Usar recursos com eficiência 
Organizar os componentes e atividades de um grupo
 
*
*
*
*
*