Caderno Metodologico Educação Alimentar e Nutricional
81 pág.

Caderno Metodologico Educação Alimentar e Nutricional


DisciplinaEducação Alimentar36 materiais170 seguidores
Pré-visualização19 páginas
Vários alimentos 
coloridos 
P8. açúcar, café, enlatados, 
frituras, refrigerantes, balas, 
salgadinhos e outras 
guloseimas com tarja de 
proibidos 
P 9. Figura de lavar as mãos 
P10. bebê doente com 
alimentos frutas, verduras, 
legumes???? 
 
Fonte: BRASIL, 2010a; BRASIL, 2002. 
 
Caderno Metodológico 
 Educação Alimentar e Nutricional: o direito humano a alimentação adequada e o 
fortalecimento de vínculos familiares e comunitários 
 
21 
 
Atividade 5: Semáforo da alimentação para famílias de crianças de 01 a 
02 anos 
Objetivos: 
\uf0b7 Incentivar a alimentação saudável para crianças entre um e dois anos; 
\uf0b7 Ampliar o conhecimento e empoderamento das famílias sobre a alimentação 
de seus filhos; 
\uf0b7 Incentivar o consumo de alimentos saudáveis pelas crianças e suas família. 
Participantes: 
\uf0b7 Mulheres ou responsáveis pelas crianças de um a dois anos; 
\uf0b7 As crianças podem participar junto às famílias. 
Materiais necessários: 
\uf0b7 Materiais como cartolina, papel kraft, canetas coloridas, durex ou cola, etc.; 
\uf0b7 Figuras de alimentos: sugerimos encartes de supermercados e feiras. 
Metodologia: 
Para trabalhar em grupo os alimentos com as famílias sugerimos o quadro 
representativo abaixo. Previamente a equipe técnica deve expor três cartazes em uma 
mesa ou uma parede. Após deve fazer um circulo em cada cartaz, destes, um na cor 
verde, outro na cor amarela e o ultimo na cor vermelha, onde serão colados os 
alimentos (quadro 7). 
Inicialmente o técnico irá acolher as famílias e após explicar a atividade da 
seguinte forma: primeiros os participantes irão recortar os alimentos que os filhos 
consumiram no ultimo dia/ na ultima semana ou ainda os alimentos que os pequenos 
mais se interessam ou que mais ingerem durante o dia. Em seguida o técnico explicar o 
motivo do semáforo: cada alimento recortado e apresentado pelo participante será 
colocado no circulo de acordo com a quantidade em que o filho ingeriu mais ou 
menos. Após feito isso, a equipe técnica orienta sobre os alimentos que não esta 
sendo oferecido na medida certa ao filho, sempre explicando que a família pode 
aumentar ou diminuir a quantidade e nunca dizendo qual quantidade deve ser ingerida 
(pois a quantidade correta devera ser orientada pela rede de saúde). 
Cabe destacar que nesta parte técnico deve conduzir de forma que a família 
não se constranja ou se exclua pela exposição da alimentação da família. Assim, cada 
participante irá ser questionado se os alimentos oferecidos ao filho são saudáveis ou 
 
Caderno Metodológico 
 Educação Alimentar e Nutricional: o direito humano a alimentação adequada e o 
fortalecimento de vínculos familiares e comunitários 
 
22 
 
não e a partir da resposta desta deve ser colocado no circulo que a família entende 
que o alimento deve estar. Após a representação de cada família a equipe vai 
explicando cada alimento e em qual circulo o alimento deve ficar. Assim, o sinal verde 
representa os alimentos que devem ser mais oferecidos à criança; o sinal amarelo, os 
alimentos que devem ser oferecidos em quantidade moderada e o sinal vermelho são 
alimentos não necessários na alimentação da criança. 
Temática específica: 
É necessário reforçar que algumas crianças aceitarão volumes maiores ou 
menores por refeição, sendo importante observar e respeitar os sinais de fome e 
saciedade da criança. 
Quadro 7. Referências para uma alimentação saudável e adequada para crianças de 
um até dois anos. 
GRUPO 
RECOMENDAÇÕES 
DIÁRIAS PARA 
CRIANÇAS 01 a 02 
anos* 
UTILIZAR NA ATIVIDADE DE EAN 
QUANTIDADE 
NECESSÁRIA À 
CRIANCA 
SINAL DE 
REPRESENTAÇÃO DA 
QUANTIDADE 
Cereais, pães e tubérculos 
(massas, arroz, pães, biscoitos, 
babatas, aipim, etc.). 
05 porções Maior quantidade 
 
Verduras e legumes 
(beterraba, cenoura, alface, 
abobora, jerimum, etc.). 
03 porções Media quantidade 
 
Frutas 
(banana, laranja, açaí, 
tangerina, abacaxi, manga, 
kiwi, etc.). 
04 porções Maior quantidade 
 
Leguminosas 
(ervilha, feijões, lentilha, fava, 
etc.). 
02 porções Pequena quantidade 
 
Leites e produtos lácteos 
(queijos, iogurtes, nata, 
coalhada, etc.). 
03 porções Media quantidade 
 
Carnes, miúdos e ovos 
(peixe, frango, bovinos, 
sardinha, ovos, etc.). 
02 porções Pequena quantidade 
 
Óleos e gorduras 
(azeites, margarina, banha, 
etc.). 
02 porções Pequena quantidade 
 
Açúcares e doces 
(biscoito recheado, balas, 
chocolates, sorvetes, etc.). 
nenhuma Não é necessário 
 
*Estas informações não precisam ser apresentadas para as famílias nas atividades dos serviços socioassistenciais. Caso o 
profissional perceba que a família tenha a necessidade de obter um melhor entendimento sobre o porcionamento dos alimentos 
oferecidos as crianças, o técnico irá encaminhar a família para a rede de saúde ou ainda realizar uma atividade conjunta com um 
profissional que tenha as competências necessárias para a realização dessa tarefa na rede de saúde do território. 
 
Caderno Metodológico 
 Educação Alimentar e Nutricional: o direito humano a alimentação adequada e o 
fortalecimento de vínculos familiares e comunitários 
 
23 
 
Atividade 6: Descobrindo os alimentos por meio dos sentidos I 
Objetivos: 
\uf0b7 Promover o consumo de frutas entre as crianças pequenas; 
\uf0b7 Incentivar a alimentação saudável para crianças entre 02 e 03 anos com a 
apresentação saborosa e de novas texturas das frutas; 
\uf0b7 Incentivar a variedade do consumo alimentar das crianças, dentro das 
realidades familiares; 
Participantes: 
\uf0b7 Crianças de 02 a 03 anos. 
Materiais necessários: 
\uf0b7 Um tipo de fruta ou no máximo dois em quantidade suficiente para o grupo; 
\uf0b7 Utensílios e materiais de cozinha para a correta higienização, bem como a 
correta preparação (descascar, cortar); 
\uf0b7 Folhas para impressão da tabela de quantidade. 
OBS: Esta atividade também pode ser utilizada para estimular o consumo de outros 
alimentos como verduras. 
Metodologia: 
Fazer uma oficina de degustação de diversos tipos de frutas da época e da 
região para que as crianças sintam os sabores azedos e doces como laranja, banana, 
mexerica e outras frutas. 
Previamente, selecione a fruta que irá oferecer a criança ou grupo de crianças, 
faça a sua higienização da seguinte forma: deixe de molho as frutas com casca por 15 
minutos em água clorada (1 litro de água com 1 colher de água sanitária sem perfume) 
e após retire e enxague em água corrente. Após retire as cascas e sementes. Corte, em 
diferentes formatos, algumas das frutas e mantenha algumas sem cortar. 
Sente junto ao grupo, em um local tranquilo e sem muito barulho. Ofereça a 
fruta para que cada uma das crianças sintam a textura, o cheiro e o gosto da fruta. Não 
adicione açúcar nas frutas oferecidas. Mesmo que a criança rejeite, isso não deve ser 
tachado como se ela não gostasse da fruta oferecida, mas sim como a primeira 
experimentação dentre as outras sete que devem ser feitas para que a criança se 
habitue ao sabor do alimento, no caso a fruta. Repita o procedimento com todas as 
 
Caderno Metodológico 
 Educação Alimentar e Nutricional: o direito humano a alimentação adequada e o 
fortalecimento de vínculos familiares e comunitários 
 
24 
 
crianças dos grupos. A sugestão é que esta atividade também possa ser realizada junto 
à família. 
Após o trabalho com o grupo de crianças, marque um \u201cx\u201d no quadro 8 na 
primeira coluna referindo que a criança fez a sua primeira experimentação da fruta. 
Após a finalização do grupo incentive a mãe a continuar oferecendo a fruta 
para a criança e marcando número de vezes que ofereceu determinado alimento. 
Explique a mãe ou responsável pela