A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
311 pág.
HISTÓRIA 1000 QUESTÕES

Pré-visualização | Página 3 de 50

número de senadores
romanos.
b) O assassinato de Júlio César.
c) A redução na produção dos latifúndios, em razão da falta de escravos.
d) A reforma agrária instituída por Tibério Graco.
e) O abalo causado ao Império pelas Guerras Púnicas.
15. U. Uberaba-MG/Pias A cidade australiana de Sidney foi sede de 15 de setembro a 1º
de outubro de 2000 da 24ª. Olimpíada da era moderna. A origem da Olimpíada está
relacionada aos Jogos realizados na Grécia Antiga, a partir de 776 a.C. Segundo os rela-
tos obtidos pela arqueologia, esse povo adiantado tão preocupado com as artes, filosofia,
poesia, atividades do espírito, tinha o hábito de homenagear os deuses com um festival
esportivo, que incluía de arremesso a saltos em altura e distância, lutas e corridas.
Sobre os Jogos Olímpicos realizados pelos gregos podemos afirmar que:
I. as guerras eram suspensas e era sacrilégio atacar os peregrinos durante a realização
dos jogos;
II. os vencedores recebiam uma coroa de louros e eram temas dos cantos dos poetas da
época;
III. os jogos transformavam Olímpia numa gigantesca feira festiva, vendedores de comi-
da e de vinhos, dinamização de negócios e participação de líderes políticos;
IV. as mulheres gregas participavam dos jogos competindo com modalidades mais leves
como danças e corridas a pé.
As afirmativas corretas são:
a) II, III e IV c) I, II e III
b) I, III e IV d) I, II e IV
HISTÓRIA - O modo de produção asiático, Grécia antiga e mundo romano
IM
PR
IM
IR
Voltar
GA
BA
RI
TO
Avançar
6
16. UFSC Entre as civilizações da antigüidade, que tiveram o Mar Mediterrâneo como
cenário no seu desenvolvimento, destacaram-se os hebreus (Judeus, Israelitas), por
terem sido o primeiro povo conhecido que afirmou sua fé em um único Deus. As
bases da história da filosofia, da religião e das leis hebraicas estão contidas na Bí-
blia, cujos relatos, em parte confirmados por achados arqueológicos, permitem tra-
çar a evolução histórica e cultural do povo hebreu e identificar suas influências sobre
outras civilizações.
Assinale a(s) proposição(ões) correta(s) nas suas referências à cultura hebraica.
01. Os hebreus destacaram-se em diferentes áreas do conhecimento humano e nos lega-
ram os livros do Antigo Testamento (Tora).
02. O vínculo visível das influências do judaísmo sobre o cristianismo está na pessoa de
Cristo, considerado O Messias pelas duas religiões.
04. Entre os princípios religiosos contidos na Bíblia está o politeísmo, isto é, a crença
em muitos deuses.
08. O cristianismo e o islamismo, religiões que têm hoje milhões de seguidores, recebe-
ram influências do judaismo.
16. O Pentateuco, o Talmud e o Alcorão representam o conjunto dos escritos que reú-
nem os preceitos do judaísmo.
Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas.
17. Unioeste-PR
“A preocupação com os fenômenos da natureza estimulou os estudos de Astronomia, que
levaram os sábios do Egito a localizarem alguns planetas e constelações. Construíram também um
relógio d’água e organizaram um calendário solar, cujos princípios gerais são adotados até hoje.
Dividiram o dia em 24 horas e a hora em minutos, segundos e terços de segundos; dez dias
completavam uma semana e três semanas, um mês. O ano tinha 365 dias, de acordo com as
estações agrárias: Cheia, Inverno e Verão. A necessidade de fixar o início das cheias e das vazantes
do Nilo desenvolveu esta capacidade de precisão.”
ARRUDA. 1986, p. 63.
Conforme o texto acima, podemos concluir que:
01. os planetas e constelações podem ser considerados fenômenos naturais;
02. usamos o mesmo calendário lunar que os egípcios inventaram;
04. o ano egípcio dividido em estações, como o inverno, a primavera e o verão, é seme-
lhante ao calendário atual;
08. um mês de 30 dias pode ter 3 semanas de doze dias;
16. a água não é um elemento útil para marcar o tempo, porque está ligada ao fenômeno
da seca e das cheias;
32. o relógio d’água e o calendário solar foram construídos pelo Nilo;
64. o Nilo tornou-se cada vez mais preciso, à medida que se conhecia o regime de suas
águas.
Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas.
18. FATEC-SP Na visão do historiador grego Tucídides, a guerra do Peloponeso estendeu-
se por longo tempo e, no seu curso a Hélade (Grécia), sofreu desastres como jamais
houvera num lapso de tempo comparável. Nunca tanta gente foi exilada ou massacrada,
quer no curso da própria guerra, quer em conseqüência de dissenções civis.
Com relação à Guerra do Peloponeso podemos afirmar que o seu resultado foi:
a) a unificação da Grécia sob a bandeira de Atenas.
b) a unificação da Grécia sob a bandeira de Esparta.
c) a unificação da Grécia sob a bandeira de Tebas.
d) o esfacelamento da Grécia e a sua conquista pela Macedônia, em 338 a.C.
e) o esfacelamento da Grécia e a sua conquista pelos persas, em 404 a.C.
HISTÓRIA - O modo de produção asiático, Grécia antiga e mundo romano
IM
PR
IM
IR
Voltar
GA
BA
RI
TO
Avançar
7
19. UFGO
“Apoiado num oráculo favorável dado por Ashur, meu senhor, eu lutei contra eles e infrigi-lhes
uma derrota. No calor da batalha, eu pessoalmente capturei vivos os aurigas egípcios com seus
príncipes e também os aurigas da Etiópia. Ataquei Ekron e matei os oficiais e patrícios que haviam
cometido o crime e pendurei seus corpos em estacas circundando a cidade. (Do Prisma de Sena-
queribe)”
PINSKY, Jaime. 100 Textos de História Antiga. São Paulo: Global, 1980. p. 125.
Sobre as guerras que envolveram as civilizações do mundo antigo, pode-se afirmar que,
colocando (c) para certas e (e) para as erradas:
( ) por volta de 1750 a.C., o Egito foi dominado pelos hicsos, povo asiático de origem
semita que conseguiu impor-se por causa de novas técnicas guerreiras, como o
carro de guerra e as armas de bronze;
( ) sumérios, babilônicos e assírios sucederam-se como povos hegemônicos na Meso-
potâmia; posteriormente, a região caiu sob domínio persa e macedônio;
( ) os hebreus consolidaram-se como povo comerciante e navegador: fundaram colô-
nias em todo o Mediterrâneo e sua política expansionista foi denominada talasso-
cracia;
( ) as guerras Médicas, Púnicas e do Peloponeso são indícios das tensões e dos confli-
tos que dividiam as civilizações da Antiguidade.
20. UFPB A historiografia costuma chamar as sociedades que se desenvolveram antes da
invenção da escrita como “pré-históricas”. Os homens dessas sociedades paulatinamente
superaram suas deficiências físicas e de raciocínio, bem como de adaptação ao ambiente,
onde passaram a criar condições materiais para sobreviver. Sobre esse longo período, em
que viveram essas sociedades, afirma-se:
I. O paleolítico é caracterizado como o período da pedra lascada, em que a luta pela
sobrevivência tinha por base a caça, a pesca e a coleta. Os homens eram nômades,
viviam em bandos e habitavam as cavernas.
II. A principal conquista do neolítico foi o domínio do fogo, que possibilitou ao homem
defender-se de animais, preparar alimentos, proteger-se do frio e sedentarizar-se, or-
ganizando-se em tribos e vivendo em aldeias agrícolas auto-suficientes.
III. Duas características marcaram a Idade dos Metais: a revolução urbana e o uso de
instrumentos de metal na fabricação de utensílios e armas. Esse período se distingue
pela harmonia entre os povos.
Considerando as afirmativas, está(ão) correta(s):
a) apenas I; d) apenas I e II;
b) apenas II; e) todas as alternativas estão corretas.
c) apenas III;
21. U. Uberaba-MG/Pias A escravidão foi conhecida pela maioria dos povos e cultura do
mundo.
Originalmente representou a necessidade do emprego de uma mão-de-obra complemen-
tar, que aumentasse a produtividade do trabalho familiar e doméstico.
Gradativamente o escravo passou a ser empregado em todos setores da economia. Sobre
a utilização da mão-de-obra escrava ao longo da história, podemos afirmar que:
I. os gregos e romanos utilizaram