NBR 12214 NB 590 - Projeto de sistema de bombeamento de agua para abastecimento publico
15 pág.

NBR 12214 NB 590 - Projeto de sistema de bombeamento de agua para abastecimento publico

Disciplina:Abastecimento de Água e Redes de Esgoto78 materiais2.287 seguidores
Pré-visualização5 páginas
Copyright © 1990,
ABNT–Associação Brasileira
de Normas Técnicas
Printed in Brazil/
Impresso no Brasil
Todos os direitos reservados

Sede:
Rio de Janeiro
Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar
CEP 20003 - Caixa Postal 1680
Rio de Janeiro - RJ
Tel.: PABX (021) 210 -3122
Telex: (021) 34333 ABNT - BR
Endereço Telegráfico:
NORMATÉCNICA

ABNT-Associação
Brasileira de
Normas Técnicas

ABR 1992

Projeto de sistema de bombeamento de
água para abastecimento público

NBR 12214

Palavras-chave: Abastecimento de água. Água 15 páginas

SUMÁRIO
1 Objetivo
2 Documentos complementares
3 Definições
4 Desenvolvimento do projeto
5 Condições gerais
ANEXO A - Cálculo do NPSH disponível
ANEXO B - Perdas de carga singulares

1 Objetivo
Esta Norma fixa as condições exigíveis para a elaboração
de projeto de sistema de bombeamento de água para
abastecimento público.

2 Documentos complementares

Na aplicação desta Norma é necessário consultar:

NBR 5432 - Máquina elétrica girante - Dimensões e
potências nominais - Padronização

NBR 8160 - Instalações prediais de esgotos sanitá-
rios - Procedimento

NBR 10152 - Níveis de ruídos para conforto acústi-
co - Procedimento

NBR 10844 - Instalações prediais de águas pluviais -
Procedimento

NBR 12211 - Estudo de concepção de sistemas pú-
blicos de abastecimento de água - Procedimento

NBR 12215 - Elaboração de projetos de sistemas de
adução de água para abastecimento público - Proce-
dimento

3 Definições

Para os efeitos desta Norma são adotadas as definições
de 3.1 e 3.2.

3.1 Barrilete

Conjunto de tubulações que une a saída das bombas
associadas em paralelo à tubulação de recalque.

3.2 Curvas características estáveis

Curvas nas quais a cada valor da carga manométrica cor-
responde uma só vazão.

4 Desenvolvimento do projeto

4.1 Elementos necessários

Para elaboração do projeto de sistema de bombeamento,
são necessários:

a) estudo de concepção elaborado conforme a
NBR 12211;

b) definição das etapas de construção;

c) localização e definição da área necessária para sua

Origem: Projeto 02:009.30-004/1989
CB-02 - Comitê Brasileiro de Construção Civil
CE-02:009.30 - Comissão de Estudo de Projeto de Sistema de Abastecimento
de Água
NBR 12214 - Public water supply systems - Pumping system - Procedure
Descriptors: Water. Water supply system
Esta Norma substitui a NB-590/1977
Reimpressão da NB-590, MAR 1990

Procedimento

2 NBR 12214/1992

implantação;

d) levantamento planialtimétrico cadastral da área de
implantação;

e) sondagens de reconhecimento do subsolo da área
de implantação;

f) características físico-químicas e biológicas da água
a ser recalcada;

g) cotas dos níveis de água de montante e de jusante;

h) disponibilidade de energia.

4.2 Atividades necessárias

A elaboração do projeto do sistema de bombeamento
compreende as seguintes atividades:

a) determinação das vazões de projeto do sistema de
bombeamento, levando em conta as condições
operacionais do sistema de abastecimento;

b) definição do tipo e arranjo físico da elevatória;

c) definição do traçado das canalizações de sucção e
recalque;

d) fixação preliminar das características hidráulicas
do sistema de bombeamento;

e) escolha do tipo e número dos conjuntos motor-
bomba, e definição do sistema operacional;

f) dimensionamento e seleção do material das cana-
lizações de sucção e recalque;

g) dimensionamento do poço de sucção;

h) estudo dos efeitos dos transientes hidráulicos e
seleção do dispositivo de proteção do sistema;

i) seleção final dos conjuntos motor-bomba;

j) definição dos sistemas de acionamento, medição e
controle;

k) seleção de equipamentos de movimentação e ser-
viços auxiliares;

l) dimensionamento da sala de bombas;

m) elaboração das especificações dos equipamentos
principais e canalizações;

n) elaboração dos projetos de,

- arquitetura, urbanização e sistema viário;

- fundações e superestrutura;

- eletricidade;

- iluminação, ventilação e acústica;

- drenagem pluvial, água potável, águas servidas,

instalações de combate a incêndio, drenagem e
outros;

o) elaboração dos seguintes documentos,

- especificações de serviços, materiais e equipa-
mentos;

- memorial descritivo e justificativo;

- listas de materiais e equipamentos;

- orçamento;

- manual de operação.

5 Condições gerais

5.1 Determinação das vazões de projeto

As vazões a recalcar devem ser determinadas a partir da
concepção básica do sistema de abastecimento, confor-
me prescrito na NBR 12211, da fixação das várias etapas
para a implantação das obras e do regime de operação
previsto para as elevatórias.

5.2 Relação das características hidráulicas e
morfológicas

Devem ser levantadas as características hidráulicas e
morfológicas das instalações existentes e projetadas.

5.2.1
 Em captação à margem de mananciais, devem ser

conhecidos:

a) número, forma, dimensões e material dos canais ou
condutos;

b) cota do fundo dos canais ou condutos na entrada
do poço de sucção;

c) níveis máximo e mínimo da água nos canais à en-
trada do poço de sucção;

d) características da água, condicionantes ou neces-
sárias à seleção dos equipamentos.

5.2.2
 Em captação direta no manancial, devem ser co-

nhecidos:

a) perfis de fundo do manancial no local da captação,
através de no mínimo três seções batimétricas,
distanciadas de no máximo 20 m entre si;

b) níveis máximo e mínimo da água;

c) velocidade da água no local da captação;

d) obras complementares projetadas;

e) características da água, condicionantes ou neces-
sárias à seleção dos equipamentos.

5.2.3
 Para sucção em reservatório, devem ser conhecidas:

NBR 12214/1992 3

a) características gerais do reservatório: tipo, materi-
al, forma, dimensões e número de células;

b) cotas geométricas e operacionais do reservatório,
e cotas do terreno;

c) características da água, condicionantes ou neces-
sárias à seleção do equipamento.

5.2.4
 Em caso de “booster”, devem ser conhecidos:

a) material e dimensões dos condutos de montante e
de jusante;

b) cota da soleira do conduto na sucção da bomba;

c) pressão de entrada na sucção da bomba;

d) características da água, condicionantes ou neces-
sárias à seleção do equipamento.

5.2.5
 Devem ser conhecidas as cotas piezométricas má-

xima e mínima na extremidade de jusante da adutora, da-
das pelo projeto ou pelo cadastro do elemento da unidade
de inserção.

5.3 Localização da elevatória e determinação do número
de bombas

5.3.1
 Para a determinação do local adequado à implantação

da estação elevatória, devem ser levados em consideração
os seguintes fatores, de importância ponderada em função
das condições técnicas e econômicas de cada projeto:

a) desnível geométrico;

b) traçado da tubulação de recalque, conforme pres-
crições da NBR 12215;

c) desapropriação;

d) acessos permanentes;

e) proteções contra inundações e enxurradas;

f) estabilidade contra erosão;

g) atendimento das condições presentes e futuras;

h) disponibilidade de energia elétrica;

i) remanejamento de interferências;

j) métodos construtivos e obras para implantação de
fundações e estruturas;

k) instalação das bombas junta à tomada de água;

l) segurança contra assoreamento;

m) NPSH disponível;

n) possibilidade de carga para sucção positiva.

5.3.2 No planejamento da casa de bombas, o número e a
vazão das unidades de bombeamento devem ser fixados

segundo os seguintes critérios:

a) número mínimo de bombas igual a duas unidades;

b) previsão de uma ou mais unidades de reserva para
o caso em que a parada de uma das bombas não
permita recalcar a vazão máxima ou transferir o
volume total diário previsto em projeto;

c) bombas de mesmo tipo e, de preferência, de mes-
ma vazão ou de vazões múltiplas entre si;

d) implantação em etapas