Livro   I Congresso Ibero Americano ABOP   Rev04 (com marcadores)
368 pág.

Livro I Congresso Ibero Americano ABOP Rev04 (com marcadores)


DisciplinaOrientação Profissional652 materiais4.247 seguidores
Pré-visualização50 páginas
ORIENTAÇÃO
DE CARREIRA:
INVESTIGAÇÃO
E PRÁTICAS
ORGANIZADORES:
MARIA CÉLIA PACHECO LASSANCE
ROSANE SCHOTGUES LEVENFUS
LUCY LEAL MELO-SILVA
© Todos os direitos reservados à
Associação Brasileira de Orientação Profissional
Orientação de carreira: investigação e práticas
Projeto Gráfico e Diagramação:
Murilo Ohswald Máximo
Capa: Murilo Ohswald Máximo
Orientação de carreira: investigação e práticas / organizadoras, 
Maria Célia Pacheco Lassance, Rosane Schotgues Levenfus, 
Lucy Leal Melo-Silva. \u2013 Porto Alegre: Associação Brasileira 
de Orientação Profissional , 2015.
362 p. : il.
Livro eletrônico
ISBN 978-85-69762-02-7
1. Orientação de Carreira. 2. Orientação Profissional.
3. Intervenção de Carreira. I. Lassance, Maria Célia 
Pacheco. II. Levenfus, Rosane Schotgues. III. Melo-Silva, 
Lucy Leal. IV. Título: investigação e práticas.
CDU 005.966
Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)
APRESENTAÇÃO
AP
RE
SE
NT
AÇ
ÃO
Foi com muita satisfação que organizamos este livro, derivado de trabalhos 
apresentados no I Congresso Ibero-Americano de Orientação de Carreira da 
ABOP e XII Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional, re-
alizado em Bento Gonçalves, RS, entre 16 e 19 de setembro de 2015.
Desde 1993, data de fundação da Associação Brasileira de Orientação 
Profissional \u2013 ABOP (www.abopbrasil.org.br), durante o I Simpósio de 
Orientação Vocacional & Ocupacional, verificamos um enorme desenvolvi-
mento na área da orientação profissional e de carreira no Brasil. Este desen-
volvimento pode ser, sem sombra de dúvidas, atribuído à troca de experiên-
cias realizada entre orientadores brasileiros e estrangeiros ao longo dos 22 
anos de existência da ABOP, e pode ser verificado no aumento de disserta-
ções e teses na área, na qualidade sempre crescente da Revista Brasileira de 
Orientação Profissional e na expansão da sua abrangência e, principalmente 
pela ampliação do público atendido, caminhando de forma sistemática e in-
tencional na direção da universalização das oportunidades para a educação e 
orientação de carreira. 
Com este volume, retomamos uma prática iniciada em 2003, com a pu-
blicação da série \u201cOrientação Profissional: teoria e técnica\u201d, com três volumes 
publicados pela Vetor Editora (2003, 2005 e 2007), por considerarmos que 
um congresso tem seu impacto potencializado pelo registro formal e comple-
to dos trabalhos apresentados.
O livro que agora apresentamos constitui-se em duas partes. Na primeira, 
reunimos trabalhos teóricos e pesquisas. Estes estudos envolveram a oferta 
de orientação profissional em escolas, para adolescentes estudantes de ensi-
no médio e técnico de escolas públicas e jovens participantes de Programas 
de Aprendizagem, estudantes universitários e adultos (psicólogos, docentes 
aposentados), um estudo transgeracional com mulheres, um estudo que re-
flete sobre a orientação profissional e de carreira em um contexto multicul-
tural e um estudo que reflete sobre os limites da intervenção em OP, através 
de estudos de caso.
Na segunda parte, o livro traz a descrição e avaliação de práticas diversas 
em aconselhamento e orientação de carreira com adolescentes, estudantes 
universitários e adultos (aposentados), apresentando programas de inter-
venção e técnicas de trabalho. 
A diversidade de estados brasileiros, universidades, autores, públicos, 
contextos e perspectivas teóricas constitui a riqueza desta obra. Esperamos 
APRESENTAÇÃO
que este livro inspire, consolide a produção de conhecimento na área e, prin-
cipalmente, reforce a rede de comunicação entre os orientadores e pesquisa-
dores brasileiros, criando perspectivas de novos trabalhos e trocas entre os 
diversos grupos de pesquisa.
Boa leitura!
Maria Célia Pacheco Lassance
Rosane Schotgues Levenfus
Lucy Leal Melo-Silva
Organizadoras
PREFÁCIO
PR
EF
ÁC
IO
Parafraseando Dante Alighieri, apetece dizer aos leitores deste livro que, a 
partir daqui, percam toda a esperança de encontrar uma obra monótona, 
uniforme no conteúdo e tematicamente clássica; pelo contrário, encontrarão 
nestas páginas os sinais mais evidentes do pulsar da orientação da carreira 
no espaço Ibero-Americano. 
Com efeito, encontrarão aqui trabalhos que se ocupam desde os temas 
mais tradicionais que preenchem um espaço na literatura brasileira (principal-
mente) de referência no campo que dá corpo coerente a esta obra, até às mais 
recentes pesquisas, quer teóricas quer empíricas, que acompanham e estão a 
par do que se vai fazendo no resto do mundo. Refiro ainda outra evidência: 
a orientação, o desenvolvimento, o aconselhamento de carreira, ocupam aqui 
o espaço que devem ocupar: estudos realizados em todas as faixas etárias, e 
em contextos diversificados, mostram bem que este campo de investigação e 
intervenção está bem disseminado e teoricamente consolidado, e que interessa 
tanto ao contexto escolar (desde o pré-escolar ao universitário) como ao do 
mundo do emprego e da empresa, e ainda ao da aposentadoria.
A prova provada de que a orientação, o desenvolvimento vocacional, a 
educação para as carreiras, e o aconselhamento de carreira têm um espaço 
próprio de investigação e de intervenção, onde co-habitam pesquisadores 
e práticos, psicólogos e outros profissionais, está bem evidente nesta obra; 
quase me atrevo a chamar-lhe uma obra de retrato: um retrato de fotógrafo, 
um retrato de quem quer aprender a fotografar melhor, um retrato com pai-
sagem, um retrato selfie tirado em grupo, e, sobretudo, um retrato actual que 
projecta uma ideia de futuro. 
Olhemos melhor para este retrato. As cerca de quarenta peças agora apre-
sentadas atravessam épocas, ultrapassam dificuldades, e algumas olham para 
o futuro. E todas elas estão \u201carrumadas\u201d com dedicação, com vontade, com 
força para continuar \u2013 os editores merecem por isso uma palavra de aplauso 
na medida em que nos dão o retrato do profissional esforçado, conhecedor do 
seu ofício e atento ao espaço Ibero-americano). 
Mas há também o retrato feito pelos jovens, pelos novos pesquisadores 
e práticos que procuram saber mais, que estimulam as comunidades onde se 
inserem, que não querem deixar por mão alheia o que aprenderam com os 
mais velhos \u2013 mas que, ao mesmo tempo, querem quebrar velhas amarras 
teóricas, querem descobrir outros modos de fazer, outras maneiras de se tor-
narem úteis, e em tempo útil, às comunidades que servem. 
PREFÁCIO
Não espere o leitor uma obra perfeita e, portanto, acabada. Desengane-
se!, porque Drummond ecoa a cada página deste livro: há sempre uma pedra 
no meio do caminho. Mas ele entende-se bem da realidade, na medida em 
que nele se dá conta que haverá sempre algum entrave, alguma contrariedade 
que nos apanha a todos no meio do caminho; mas que o caminho existe, exis-
te mesmo! E há gente disposta a fazê-lo, procurando enfrentar obstáculos. 
É também um retrato de paisagem: o Brasil, melhor, os aprendizes, os 
mestres, apresentam peças, diversas no conteúdo, adaptadas aos contextos e 
enquadradas pelas diferentes paisagens, desde os estudos em meios urbanos 
aos estudos em meios menos favorecidos\u2026 Afinal, a paisagem deste nosso 
mundo. 
E temos ainda o retrato selfie, tirado em grupo: no meio da fotografia, o 
mestre, o tutor, o professor acompanhando pelos seus \u201corientandos\u201d, pelos 
seus aprendizes. É o retrato que nos fala da equipa, da transmissão de sabe-
res e de afectos, de sentido de vida partilhada. 
E temos finalmente o retrato actual que nos mostra o futuro. Julgo que 
teria sido impensável dar à estampa tal livro no ano em que a ABOP reali-
zou o seu primeiro ou segundo congresso; como julgo que será impensável 
ter um livro (só) desta dimensão daqui a 10 anos. Neste se percebe que há 
um caminho, vislumbra-se a contemporaneidade, e sente-se que a ABOP 
e os seus membros (e os