Livro   I Congresso Ibero Americano ABOP   Rev04 (com marcadores)
368 pág.

Livro I Congresso Ibero Americano ABOP Rev04 (com marcadores)


DisciplinaOrientação Profissional651 materiais4.231 seguidores
Pré-visualização50 páginas
19
2006). Além disso, a avaliação de políticas públicas ainda se depara com difi-
culdades como a ausência de uma cultura de avaliação, o que dificulta que ela 
se torne uma atividade regular no contexto da administração pública (Costa 
& Castanhar, 2003; Ramos & Schabbach, 2012). 
Diante da limitada disponibilidade de informação sobre a avaliação de 
programas sociais de trabalho em nível federal, foi realizada uma pesquisa 
em bases de dados de artigos científicos com o objetivo de identificar infor-
mações de caráter avaliativo sobre programas sociais de trabalho voltados à 
juventude no Brasil. O método e os principais resultados desse estudo serão 
descritos a seguir. 
Método
Em maio de 2015 foi realizada uma consulta a artigos científicos de pe-
riódicos nacionais disponíveis nas bases de dados de texto completo PePSIC 
e SciELO (http://www.bvs-psi.org.br/) utilizando os termos de busca 
juventude/jovens. A partir do conjunto de resultados para cada um desses 
termos, a busca foi refinada utilizando-se os termos trabalho e políticas pú-
blicas e trabalho e programas sociais. No total foram recuperados 26 resumos, 
dos quais 10 se repetiam. Após a leitura dos 16 resumos restantes foram 
selecionados apenas dois, de acordo com os seguintes critérios: (a) o estudo 
refere-se a um programa social de âmbito federal na área do trabalho; (b) o 
programa social de âmbito federal na área do trabalho está em execução; e 
(c) o objetivo do estudo propõe algum tipo de análise sobre um programa 
social na área do trabalho destinado aos jovens ou sobre os participantes 
desse tipo de programa. 
Considerando o pequeno número de resumos selecionados na primeira 
busca conforme os critérios definidos para o estudo, optou-se por reali-
zar uma segunda busca nas mesmas bases de dados utilizando-se como 
descritores o nome dos programas em curso no momento \u2013 ProJovem e 
Aprendizagem. Assim, foram utilizados os termos jovens e projovem, jo-
vens e aprendizagem e jovens e aprendiz. Para os termos jovens e projovem 
foram recuperados oito resumos. Destes, foram selecionados cinco, dois 
dos quais já haviam sido recuperados na primeira busca, ou seja, foram 
selecionados três novos resumos àqueles da primeira busca, totalizando 
cinco resumos. 
Para os termos jovens e aprendizagem e jovens e aprendiz foram recupera-
dos 140 resumos, sendo a grande maioria deles relacionada à área da educa-
ção. Após leitura desse conjunto de resumos foram selecionados cinco, que 
tratavam especificamente do programa de Aprendizagem Profissional, tota-
lizando 10 resumos. Nessa segunda busca os critérios de seleção dos artigos 
foram os mesmos que os utilizados na primeira. 
Após a leitura dos 10 artigos selecionados nas duas buscas efetuadas nas 
bases de dados foram descartados dois artigos cujo conteúdo não atendeu 
ao objetivo do estudo, que é identificar informações de caráter avaliativo so-
bre programas sociais de trabalho voltados à juventude no Brasil. A Tabela 2 
Ângela Carina Paradiso, Jorge Castellá Sarriera
20
apresenta o programa social de trabalho e a respectiva referência do artigo, 
o objetivo do estudo e a metodologia empregada em cada um dos oito arti-
gos selecionados.
TABELA 2
Informações Sobre os Artigos Relacionados aos Programas Sociais Selecionados
Programa social/
Referência
Objetivo do estudo Método
1. Aprendizagem 
(Freitas & Oliveira, 
2012)
Identificar e compreender os significados atribuídos à 
escola e à formação profissional; descrever os problemas 
enfrentados 
Análise de conteúdo das respostas 
de 99 aprendizes a um questionário 
semiestruturado
2. Aprendizagem 
(Mattos & Chaves, 
2006)
Investigar as representações sociais de aprendizes sobre 
o trabalho e a relação entre trabalho e estudo
Análise de conteúdo das respostas 
de 71 aprendizes a um questionário 
com questões abertas 
3. Aprendizagem 
(Mattos & Chaves, 
2010)
Investigar a as experiências de transição para o trabalho 
de egressos de um programa de Aprendizagem 
Análise qualitativa de entrevista 
semiestruturada realizada com 10 
jovens egressos
4. Aprendizagem 
(Pessoa, Alberto, 
Máximo & Souza, 
2014)
Analisar a formação profissional oferecida por uma 
instituição filantrópica a partir da perspectiva de jovens 
aprendizes
Análise de conteúdo temática de 
entrevista semiestruturada realizada 
com 20 aprendizes
5. Aprendizagem 
(Sousa, Frozzi & 
Bardagi, 2013)
Conhecer como jovens participantes de um programa 
de Aprendizagem avaliam a inserção na vida profissional 
através do primeiro emprego; quais mudanças 
identificam em suas rotinas de vida; expectativas de 
futuro e escolha profissional; e aspectos positivos ou não 
das experiências de trabalho e aprendizagem
Análise de conteúdo de entrevista 
de grupo foco realizada com quatro 
aprendizes 
6. Projovem 
(Friedrich, Benite & 
Benite, 2012)
Apresentar uma reflexão sobre a relação entre a 
proposta pedagógica do Projovem (discurso oficial) e a 
realidade social dos egressos do programa
Análise das respostas de 45 egressos 
do Projovem a um questionário
7. Projovem 
Trabalhador (Deluiz 
& Veloso, 2013)
Analisar as expectativas dos alunos em relação aos cursos 
de qualificação profissional, as concepções e estratégias 
pedagógicas utilizadas e as mudanças ocorridas em sua 
situação social 
Realização de cinco grupos focais 
com 58 alunos de cursos de 
qualificação 
8. Projovem Urbano 
(Soares, Ferrão e 
Marques, 2011)
Quantificar a desistência e evasão, identificar os 
grupos com maior incidência de evasão e a avaliação 
do desempenho dos alunos em Matemática e Língua 
Portuguesa
Análise estatística de dados de 
47.142 jovens que concluíram o 
programa
Resultados
A leitura dos artigos selecionados permitiu identificar aspectos positi-
vos dos programas Projovem e Aprendizagem Profissional e problemas e 
desafios a serem superados em relação à execução desses programas e dos 
resultados por eles obtidos. A Tabela 3 apresenta uma síntese das informa-
ções \u2013 tanto favoráveis quanto desfavoráveis, sobre os programas sociais de 
trabalho destinados aos jovens em execução no Brasil identificadas nos ar-
tigos selecionados (Tabela 2). Tais informações foram agrupadas conforme 
o momento da execução do programa a que se referem: durante ou após a 
execução do programa.
Avaliação de programas sociais de trabalho | 15-28
21
TABELA 3
Informações Avaliativas Sobre Programas Sociais de Trabalho Conforme Momento da Execução 
Programa 
Informação avaliativa 
Durante execução do programa Após execução do programa
Aprendizagem 
Favorável: integração entre curso 
teórico e prática profissional. 
Reforço dos conteúdos escolares. 
Aprendizagem de comportamentos 
adequados e formas de se relacionar 
com pessoas no contexto das 
empresas
Desfavorável: baixa qualidade do 
material didático. Metodologia das 
aulas é pouco dinâmica. Conteúdo 
das aulas teóricas é defasado e não 
atende às necessidades dos alunos na 
prática profissional. Rotatividade dos 
professores
Favorável: mudanças positivas no âmbito pessoal: 
desenvolvimento de novas competências e habilidades; 
aquisição de novos conhecimentos; aumento da iniciativa, 
autonomia e sentimento de responsabilidade; percepção 
de amadurecimento pessoal; e melhora da autoestima. 
Trabalho associado a desenvolvimento pessoal e 
aprendizagem. Conhecimento sobre direitos e cidadania
ProJovem -
Favorável: mudanças positivas no âmbito pessoal. 
Aprendizagem de novos conhecimentos gerais
ProJovem 
Trabalhador
Favorável: bom desempenho dos 
professores; metodologia das aulas é 
satisfatória
Desfavorável: conteúdo dos cursos 
é simplificado. Baixa qualidade do 
material didático. Ausência de prática 
profissional dificulta consolidação do 
aprendizado \u201cteórico\u201d
Favorável: mudanças