A descoberta dos grupos sanguíneos
15 pág.

A descoberta dos grupos sanguíneos


DisciplinaFilosofia da Educação Brasileira1.068 materiais7.193 seguidores
Pré-visualização3 páginas
A descoberta dos grupos sanguíneos
Por volta de 1900, o médico austríaco Karl Landsteiner (1868 \u2013 1943) verificou que, quando amostras de sangue de determinadas pessoas eram misturadas, as hemácias se juntavam, formando aglomerados semelhantes a coágulos. Landsteiner concluiu que determinadas pessoas têm sangues incompatíveis, e, de fato, as pesquisas posteriores revelaram a existência de diversos tipos sanguíneos, nos diferentes indivíduos da população.
Quando, em uma transfusão, uma pessoa recebe um tipo de sangue incompatível com o seu, as hemácias transferidas vão se aglutinando assim que penetram na circulação, formando aglomerados compactos que podem obstruir os capilares, prejudicando a circulação do sangue.
 
Aglutinogênios e aglutininas
No sistema ABO existem quatro tipos de sangues: A, B, ABe O. Esses tipos são caracterizados pela presença ou não de certas substâncias na membrana das hemácias, os aglutinogênios, e pela presença ou ausência de outras substâncias, as aglutininas, no plasma sanguíneo.
Existem dois tipos de aglutinogênio, A e B, e dois tipos de aglutinina, anti-A e anti-B. Pessoas do grupo A possuem aglutinogênio A, nas hemácias e aglutinina anti-B no plasma; as do grupo B têm aglutinogênio B nas hemácias e aglutinina anti-A no plasma; pessoas do grupo AB têm aglutinogênios A e B nas hemácias e nenhuma aglutinina no plasma; e pessoas do gripo O não tem aglutinogênios na hemácias, mas possuem as duas aglutininas, anti-A e anti-B, no plasma.
 
 
Veja na tabela abaixo a compatibilidade entre os diversos tipos de sangue:
 
	ABO
	Substâncias
	%
	Pode receber de
	Tipos
	Aglutinogênio
	Aglutinina
	Frequência
	A+
	B+
	A+
	0+
	A-
	B-
	AB-
	O-
	AB+
	A e B
	Não Contém
	3%
	X
	X
	X
	X
	X
	X
	X
	X
	A+
	A
	Anti-B
	34%
	X
	
	
	X
	X
	
	
	X
	B+
	B
	Anti-A
	9%
	
	X
	
	X
	
	X
	
	X
	O+
	Não Contém
	Anti-A e Anti-B
	38%
	
	
	
	X
	
	
	
	X
	AB-
	Ae B
	Não Contém
	1%
	
	
	
	
	X
	X
	X
	X
	A-
	A
	Anti-B
	6%
	
	
	
	
	X
	
	
	X
	B-
	B
	Anti-A
	2%
	
	
	
	
	
	X
	
	X
	O-
	Não Contém
	Anti-A e Anti-B
	7%
	
	
	
	
	
	
	
	X
	
 
 
Tipos possíveis de transfusão
 
As aglutinações que caracterizam as incompatibilidades sanguíneas do sistema acontecem quando uma pessoa possuidora de determinada aglutinina recebe sangue com o aglutinogênio correspondente.
 
	Indivíduos do grupo A não podem doar sangue para indivíduos do grupo B, porque as hemácias A, ao entrarem na corrente sanguínea do receptor B, são imediatamente aglutinadas pelo anti-A nele presente. A recíproca é verdadeira: indivíduos do grupo B não podem doar sangue para indivíduos do grupo A. Tampouco indivíduos A, B ou AB podem doar sangue para indivíduos O, uma vez que estes têm aglutininas anti-A e anti-B, que aglutinam as hemácias portadoras de aglutinogênios A e B ou de ambos.
Assim, o aspecto realmente importante da transfusão é o tipo de aglutinogênio da hemácia do doador e o tipo de aglutinina do plasma do receptor. Indivíduos do tipo O podem doar sangue para qualquer pessoa, porque não possuem aglutinogênios A e B em suas hemácias. Indivíduos, AB, por outro lado, podem receber qualquer tipo de sangue, porque não possuem aglutininas no plasma. Por isso, indivíduos do grupo O são chamadas de doadores universais, enquanto os do tipo AB são receptores universais.
	 
	
 
Como ocorre a Herança dos Grupos Sanguíneos no Sistema ABO?
A produção de aglutinogênios A e B são determinadas, respectivamente, pelos genes I A e I B. Um terceiro gene, chamado i, condiciona a não produção de aglutinogênios. Trata-se, portanto de um caso de alelos múltiplos. Entre os genes I A e I B há co-dominância (I A = I B), mas cada um deles domina o gene i (I A > i e I B> i).
 
	Fenótipos
	Genótipos
	A
	I AI A ou I Ai
	B
	I BI B ou I Bi
	AB
	I AI B
	O
	ii
 
A partir desses conhecimentos fica claro que se uma pessoa do tipo sanguíneo A recebe sangue tipo B as hemácias contidas no sangue doado seriam aglutinadas pelas aglutininas anti-B do receptor e vice-versa.
 
Veja também:
 
O sistema MN de grupos sanguíneos
O sistema RH de grupos sanguíneos
 
 
 
 
  
Curta nossa página nas redes sociais!
 
		
	
Mais produtos
	
 
		Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale Conosco
Copyright © 2008-2016 Só Biologia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.
Sistema ABO
Por Fabiana Santos Gonçalves
Faça os exercícios!
No início do século XX, um pesquisador Austríaco chamado Karl Landsteiner trabalhou com transfusões sanguíneas e percebeu que quando misturava alguns tipos diferentes de sangue poderia ocorrer incompatibilidade entre eles, resultando na aglutinação (formação de aglomerados) dashemácias. Essa descoberta foi muito importante para o avanço das transfusões sanguíneas, pois a incompatibilidade sanguínea entre o doador e o receptor pode causar sérios prejuízos à saúde do receptor.
Também concluiu que existem quatro tipos sanguíneos, chamados de A, B, AB e O, formando oSistema ABO.
Aglutinogênios
Os aglutinogênios são antígenos encontrados na superfície das hemácias e são responsáveis pela determinação do fenótipo sanguíneo.
	Grupo sanguíneo
	Aglutinogênio nas hemácias
	A
	A
	B
	B
	AB
	AB
	O
	-
Aglutininas
As aglutininas são proteínas encontradas no plasma sanguíneo. As aglutininas são anticorpos que reagem com os aglutinogênios.
Uma pessoa com o tipo sanguíneo A possui aglutinogênio A nas hemácias e aglutinina anti-B no plasma. Se receber sangue do tipo B, ou seja, que possua aglutinogênio B, as hemácias do sangue irão aglutinar, formando aglomerados de células, prejudicando a circulação sanguínea, prejuízos renais e, dependendo do caso, podendo levar à morte.
	Grupo sanguíneo
	Aglutinina no Plasma
	A
	anti-B
	B
	anti-A
	AB
	-
	O
	anti-A e Anti-B
Transfusões sanguíneas
Para que seja realizada uma transfusão segura, é necessário conhecer o tipo sanguíneo do doador e receptor. Atualmente, o sangue que será doado passa por uma série de exames.
Pessoas com o sangue tipo A podem receber sangue de pessoas do tipo A e do tipo O, pois o grupo O não possui aglutinogênios.
Pessoas com o sangue tipo B podem receber sangue de pessoas do tipo B e do tipo O, pois o grupo O não possui aglutinogênios.
Pessoas do grupo AB podem receber sangue dos grupos A, B, AB e O, pois não possuem aglutininas no plasma.
Pessoas do grupo O só podem receber sangue de pessoas do grupo O, pois possuem aglutininas anti-A e anti-B.
Genética do sistema ABO
Existem três genes envolvidos no sistema ABO, resultando em 4 fenótipos: A, B, AB e O, determinados por um gene com alelos múltiplos (polialelia).
	Alelo
	Função
	Fenótipo
	Genótipo
	IA
	síntese de aglutinogênio A
	A
	IA IA ou IAi
	IB
	síntese de aglutinogênio B
	B
	IB IB ou IBi
	IA e IB
	síntese de aglutinogênio A e aglutinogênio B
	AB
	IAIB
	i
	não sintetiza aglutinogênio
	O
	ii
Os genes IA e IB são dominantes em relação ao gene i, e a relação de dominância pode ser escrita da seguinte forma:
IA = IB > i
Arquivado em: Genética Humana, Sangue | Fazer os exercícios
Disciplinas
Artes
Astronomia
Biologia
Ciências
Espanhol
Filosofia
Física
Geografia
História
Inglês
Literatura
Matemática
Português
Química
Redação
Exercícios
Cursos Online
Outros assuntos
Administração
Biografias
Curiosidades
Direito
Doenças
Drogas
Economia
Educação
Esportes
Idiomas
Medicina
Mitologia
Informática
Política
Profissões
Psicologia
Religião
Sexualidade
Sociedade
Sociologia
Notícias
Enem 2016
Educação
Enade
Gabaritos
Inscrições
Isenções
Matrículas
ProUni
Provas
Resultados
SiSu
CONTEÚDO
NOTÍCIAS
Contato
Anuncie
Termos de Uso
Política de Privacidade
XML Sitemap
Redes Sociais
Facebook
Twitter
Google+
Feed RSS
Copyright 2006-2016