APRENDIZAGEM INFANTIL
266 pág.

APRENDIZAGEM INFANTIL


DisciplinaPsicomotricidade3.181 materiais11.463 seguidores
Pré-visualização50 páginas
apresentação de estímulo e resposta para que as crianças 
aprendam a utilizar o tempo que elas precisam para \u201ccalcular\u201d 
a resposta. A porcentagem de acertos por crianças de quatro 
Academia Brasileira de Ciências \u2013 Aprendizagem Infantil 148
anos quando se utiliza este artifício (cantiga) é de 89% e se 
realizam a tarefa sem este \u201ctruque\u201d o desempenho é igual à 
chance estatística: 56%, ou seja, elas não têm desempenho 
diferente do acaso.
Vygotsky defende a ideia de que se engajar em brincadeiras 
sociais é fundamental para o desenvolvimento de 
competências de funções executivas em crianças muito 
jovens. Isto é ressaltado no livro chamado Ferramentas 
da mente. Durante a brincadeira social, as crianças devem 
desenvolver o seu próprio papel e manter o dos outros em 
mente (memória de trabalho). Eles devem inibir ações fora 
do seu personagem (empregam o controle inibitório), e ter 
flexibilidade para ajustar as voltas e reviravoltas à medida que 
a trama evolui (flexibilidade cognitiva).
Pesquisadores aplicaram as atividades de FE em um módulo 
acrescentado ao currículo. Eles descobriram que as crianças 
melhoraram no que eles praticavam no módulo, mas os 
benefícios não foram transferidos para outros contextos 
ou outras habilidades além de FE. Eles descobriram 
que os benefícios podem ser generalizados para outros 
contextos e outras habilidades se houver suporte para que 
o desenvolvimento de FE seja incorporado em todos os 
aspectos do dia a dia na escola.
Em outro teste, as crianças teriam de transferir a sua 
formação em FE para absolutamente novas situações. 
Foram selecionadas crianças que trabalharam com mesmos 
materiais e ambientes, e os professores foram aleatoriamente 
alocados entre os grupos controle e de um e dois anos de 
uso do Ferramentas da mente. Os resultados mostram que 
as crianças que aprenderam com a técnica livro tiveram um 
desempenho melhor no teste Reverse Flanker Trials, e esta 
variável foi mais importante para a variância da FE do que 
a idade ou sexo (Diamond et al., Science, 30/11, 2007). O 
desempenho acadêmico superior de crianças que passaram 
por \u201cFerramentas\u201d, neste estudo, tem sido replicado em 
outros programas de ferramentas da mente, com outras 
crianças, com outros professores, em outras escolas, em 
outros estados, e com condições de comparação diferentes.
Mensagem para levar para casa nº 1: As habilidades em FE 
podem ser melhoradas, mesmo em crianças a partir dos 
quatro/cinco anos, sem equipamento caro, sem treinamento 
altamente técnico de professores, em sala de aula regular. 
Academia Brasileira de Ciências \u2013 Aprendizagem Infantil 149
Mesmo aqueles que acreditavam que as FE podem ser 
melhoradas, tinham dúvidas se isso poderia ser feito ainda 
na pré-escola, já que as FE dependem do córtex pré-frontal 
(CPF), que não está totalmente maduro até a idade adulta 
jovem (analogia com comprimento de perna aos dois anos e 
a capacidade de caminhar e até mesmo correr aos dois anos 
de idade). Só porque o CPF não está totalmente funcional, 
não significa que não esteja funcional em tudo (Kovács e 
Mehler, 2009). Além disso, há relatos de ganhos cognitivos 
em crianças bilíngues de sete meses de idade (Proceedings 
of National Academy of Sciences,v. 106, p. 6556-6560). Muito 
pouco é fixo ou imutável. Cerca de 90% dos nossos genes 
estão desligados. Em grande parte, nossas experiências e 
nossas reações a elas determinam quais genes serão ligados, 
e quais irão ficar. A experiência esculpe o cérebro, e o cérebro 
muda ao longo da vida (neuroplasticidade).
Mensagem para levar para casa nº 2: Escolas estão sob pressão 
para cortar o tempo permitido para o jogo, e proporcionar 
mais tempo para a instrução acadêmica. Entretanto, as 
crianças que fizeram \u201cferramentas da mente\u201d têm mais tempo 
para jogar, apresentam melhor desempenho em medidas de 
resultados acadêmicos do que as crianças que tinham mais 
tempo no ensino acadêmico direto.
Mensagem para levar para casa nº 3: Importância da ação 
(fazer) para a aprendizagem.
Um provérbio chinês diz: ouço e esqueço; vejo, e me lembro; 
faço, e entendo. Se a informação não é relevante para a ação, 
nós não prestamos atenção, da mesma forma (daí a diferença 
na memória de rota para o motorista, e para o passageiro 
de um veículo). Um aspecto fundamental das \u201cferramentas 
da mente\u201d é um tempo mínimo destinado às atividades em 
grupos maiores e com ênfase para que as crianças participem 
ativamente com os demais e com o material.
Mensagem para levar para casa nº 4: Reforço positivo. Crianças 
em situação de risco progressivamente ficam mais distantes 
de outras crianças no desempenho escolar ao longo dos anos 
escolares. Essa lacuna de realização ampliada pode resultar 
de dois dinamismos indo em direções opostas. Considere o 
início de um reforço negativo com crianças inicialmente com 
baixos desempenhos em FE : isto pode levar a problemas de 
atenção em sala de aula, para completar tarefas, e falta de 
inibição de comportamentos impulsivos. A escola fica menos 
Academia Brasileira de Ciências \u2013 Aprendizagem Infantil 150
divertida. O professor está sempre aborrecido com a criança 
e exige o cumprimento das tarefas, a escola é muito difícil. 
Os professores então não esperam muita autorregulação e 
trabalhos precários, e as crianças veem-se como estudantes 
pobres. Por outro lado, as crianças que têm melhores FE têm 
mais chances de serem elogiadas por bom comportamento, 
gostam mais da escola e querem gastar mais tempo em aulas. 
Seus professores irão apreciá-los e um ciclo de realimentação 
de autorreforço positivo é criado. Este é o poderoso papel das 
expectativas na atitude do aluno. A hipótese da dra. Diamond 
é de que os benefícios do treinamento precoce de FE podem 
aumentar ao longo do tempo. Melhorar as competências 
das FE precocemente coloca as crianças mais cedo em uma 
trajetória de sucesso. Por outro lado, deixar as crianças 
começarem a escola atrasadas nestas habilidades é deixá-las 
começar a fazer uma trajetória negativa que pode ser difícil 
e extremamente cara para reverter. A dra. Diamond também 
acredita que (e isto está se testando agora) a formação 
precoce de habilidades de FE pode reduzir a incidência 
ou gravidade de problemas de saúde mental envolvendo 
a função executiva, tais como ADHD ou vícios, porque as 
crianças vão ter aprendido a exercer a autorregulação. 
Muitas questões não são simples questões de educação ou 
problemas de saúde. São ambas.
Mensagem para levar para casa nº 5: Ferramentas da mente 
não envolvem apenas as FE ou apenas o desenvolvimento 
cognitivo, há menor nível de estresse na sala de aula. Porque 
as crianças exercitam mais as FE, os professores não precisam 
discipliná-las tão frequentemente e há menos interrupções. 
Ao ajudar as crianças a inibir seus comportamentos 
impulsivos e agir de forma adequada, \u201cFerramentas\u201d reduz o 
estresse experimentado por ambos os professores e alunos. 
Além disso, as crianças executam atividades em pares, o que 
cria uma atmosfera positiva de cooperação e amizade.
É importante ter em mente que há outros mecanismos 
de variações individuais que devem ser observados. Por 
exemplo, o nível de neurotransmissores importantes para as 
FE certamente modulam o comportamento. Por outro lado, 
há interações com o ambiente. 
Um exemplo disto é a dopamina (DA), importante para as 
funções executivas. Se os níveis de dopamina no CPF estão 
baixos, é pior o desempenho em testes de FE. O melhor 
mecanismo de metabolização de DA são as proteínas 
Academia Brasileira de Ciências \u2013 Aprendizagem Infantil 151
transportadoras de dopamina na fenda sináptica. Estes 
transportadores de DA são abundantes no núcleo estriado, 
mas escassos no córtex pré-frontal. Isso faz com que o 
córtex pré-frontal seja mais dependente de mecanismos 
secundários de regulação (tais