Profissionalização de Aux. de Enfermagem -  Caderno 1
161 pág.

Profissionalização de Aux. de Enfermagem - Caderno 1


DisciplinaCurso416 materiais336 seguidores
Pré-visualização39 páginas
profissional, você per-
ceberá que é na derme que se realizam a maioria dos testes cutâneos e
administração de vacinas - como a BCG, por exemplo.
A derme mantém a pele sob constante tensão elástica e forma a
impressão digital pela projeção das papilas dérmicas para a epiderme,
com formato de cristas separadas por sulcos.
O tecido celular subcutâneo ou hipoderme encontra-se logo
abaixo da derme. É um tecido conjuntivo gorduroso (tecido adiposo),
representando importante reserva calórica para o organismo, além
de funcionar em algumas partes do corpo como um coxim (almofa-
da) - denominado panículo adiposo -, evitando traumas. É nele que
Você já reparou como a
pele do bebê é mais clara
e rosada que a do adulto?
Quanto mais o tempo passa,
mais espessa torna-se a
pele e menos visível a rede
de vasos sangüíneos.
36
 1 Anatomia e Fisiologia
encontramos, em pessoas obesas, os \u201cdetestados\u201d excessos de gordura.
No entanto, o panículo adiposo proporciona proteção contra o frio.
Distribui-se por toda a superfície do corpo e varia de acordo com a
idade, sexo, estado nutricional e taxa de hormônios. Por ser mais
vascularizada que a derme essa camada da pele é capaz de absorver
com maior rapidez as substâncias nela injetadas \u2013 motivo pelo qual
recebe a administração de certas medicações, como a insulina para pa-
cientes diabéticos, por exemplo.
4.2 Os anexos da pele
Se a pele tem importância para a saúde das pessoas, seus ane-
xos (figura 15) não podem ser esquecidos: os pêlos, glândulas sebá-
ceas, glândulas sudoríparas e unhas.
Glândula sebácea Pêlo Glândula sudorípara Calosidade Poro sudoríparo
Glândula sudorípara
Planta do péBraçoCouro cabeludo
E
pi
de
rm
e
D
er
m
e
Aparentemente, pode parecer que os pêlos são superficiais, mas
se você depilar a sobrancelha, por exemplo, verificará que eles têm
uma inserção profunda, pois situam-se em invaginações (saliências) na
epiderme.
Os pêlos são constituídos por células queratinizadas produ-
zidas por folículos pilosos, localizados na derme ou hipoderme, onde
Figura 15
Anexos da pele
37
PPPPP EEEEEAAAAARRRRROOOOOFFFFF
Quando sentimos frio ou
estamos em uma situação
considerada \u201carrepiante\u201d, po-
demos observar que os pêlos
ficam eretos, arrepiados, devi-
do à função sensorial da pele.
Ao cuidar das unhas, muitas
pessoas têm o hábito de reti-
rar a cutícula, o que pode re-
sultar na contaminação do
leito ungueal e em processos
inflamatórios - vulgarmente
conhecidos por \u201cunheiro\u201d - que
podem até mesmo causar,
conforme o grau de agressão,
uma deformação permanente
na unha. O cuidado com as
unhas deve limitar-se à limpe-
za, escovação e corte.
O hábito de massagear
diariamente a pele com um
creme hidratante mantém a
boa irrigação de sangue nas
células da epiderme. Tal pro-
cedimento é particularmente
importante no caso de pacien-
tes acamados que, devido à
má circulação sangüínea e à
morte prematura de células
epidérmicas por falta de
oxigenação, podem apresen-
tar lesões de pele, denomina-
das escaras.
se abrem as glândulas sebáceas. Têm por função proteger áreas de orifí-
cios e olhos, possuindo rica inervação que lhes confere, ainda, o papel
de aparelho sensorial cutâneo.
A cor dos pêlos, tamanho e disposição variam de acordo com
a raça e a região do corpo. Estão presentes em quase toda a superfí-
cie da pele, exceto em algumas regiões bem delimitadas.
As glândulas sebáceas situam-se na derme e, como já dito, for-
mam-se junto aos pêlos, podendo existir várias para cada folículo piloso.
Em certas regiões, como lábio, glande e pequenos lábios da vagina, os
ductos das glândulas sebáceas abrem-se diretamente na pele. São res-
ponsáveis pela secreção de gorduras que lubrificam e protegem a super-
fície da pele e estão presentes em todo o corpo, exceto nas palmas das
mãos e plantas dos pés.
As glândulas sudoríparas são encontradas em toda a pele,
exceto em certas regiões, como a glande. Secretam o suor - solução
extremamente diluída, que contém pouquíssima proteína -, além de
sódio, potássio, cloreto, amônia e ácido úrico. Nas palmas das mãos e
plantas dos pés se abrem diretamente na superfície cutânea, sendo mais
numerosas nessas áreas. Ao atingir a superfície da pele o suor se evapo-
ra, baixando a temperatura corporal. Dessa forma, exercem importante
papel no controle da temperatura corporal \u2013 motivo pelo qual suamos
mais no calor e menos no frio. A presença de catabólitos no suor sugere
que as glândulas sudoríparas também têm função excretora.
Quando desembocam nos folículos pilosos são chamadas de glân-
dulas sudoríparas apócrinas e localizam-se apenas nas regiões axila-
res, perianal e pubiana. Podem ser estimuladas pela tensão emocional e
sua secreção é ligeiramente viscosa e sem cheiro, mas adquire odor de-
sagradável e característico pela ação de bactérias na pele.
As unhas recobrem a última falange dos dedos e são formadas
por queratina dura e fixadas sobre a epiderme nos denominados leitos
ungueais. Crescem apenas longitudinalmente, não para os lados. Prote-
gem as pontas dos dedos, evitando traumatismos e possuem em seu
contorno uma espécie de selo chamado cutícula, que impede a entrada
de agentes infecciosos, como bactérias.
Para o profissional de saúde, a pele deve ser objeto de atenção
especial pois sua coloração, textura e aparência podem ser
indicativos de alterações no organismo. Por outro lado, os cuida-
dos básicos de higiene e hidratação são essenciais para a manuten-
ção da saúde em geral.
38
 1 Anatomia e Fisiologia
5- SISTEMA CARDIOVASCULAR
O sangue pode ser chamado de \u201cmeio de transporte\u201d do cor-
po. Veículo de elementos tão importantes que uma falha sua pode cau-
sar a morte dos que esperam suas \u201cmercadorias\u201d: as células.
O sangue é uma massa líquida, contida num compartimento fe-
chado, o aparelho circulatório, e mantida em movimento regular e
unidirecional devido às contrações rítmicas do coração. Num adulto,
seu volume total é de aproximadamente 5,5 litros.
Para executar com precisão suas funções, tais como suprir as necessida-
des alimentares dos tecidos, transportar detritos das células para serem elimi-
nados e conduzir substâncias e gases de uma parte a outra do corpo, possibili-
tando o bom funcionamento das células, o sangue necessita de elementos es-
peciais em sua composição \u2013 sobre os quais passaremos a discorrer.
Se colhermos uma pequena quantidade de sangue observaremos que
em pouco tempo haverá a separação entre um líquido amarelado e uma
massa vermelha (coágulo). Assim, verificamos que o sangue é formado de
uma parte líquida, denominada plasma, e de uma parte sólida, composta
por células e fragmentos de células (elementos figurados).
O plasma representa 56% do volume sangüíneo e é constituí-
do por 90% de água e diversas substâncias, como proteínas, sais
inorgânicos, aminoácidos, vitaminas, hormônios, lipoproteínas, glicose
e gases - oxigênio, gás carbônico e nitrogênio -, diluídos em seu meio.
Os sais minerais, juntamente com a água, regulam a pressão
osmótica, ou seja, a força que pressiona a passagem de água através
de uma membrana de um local menos concentrado para outro mais
concentrado. Os principais sais minerais são o cloreto, o sódio, o
potássio, o cálcio e o magnésio.
Com relação ao plasma, suas principais proteínas são a albumina,
as globulinas e o fibrinogênio. Entre outras funções, a albumina trans-
porta medicamentos, bilirrubina e ácido biliar, além de manter a pressão
osmótica uniforme no plasma, propiciando a troca de água entre o san-
gue e os tecidos. As globulinas são compostas pelas alfa e betaglobulinas
que transportam o ferro e outros metais, hormônios, vitaminas, lipídios
e as gamaglobulinas (anticorpos) que protegem o nosso organismo \u2013
motivo pelo qual são chamadas de imunoglobulinas. Por sua vez, o
fibrinogênio é necessário para a formação