APOL 2 FASE B2
4 pág.

APOL 2 FASE B2


DisciplinaAdministração114.654 materiais813.586 seguidores
Pré-visualização1 página
REGIANE DOS SANTOS 
Disciplina(s):Sociologia Organizacional Responsabilidade Social e Empresarial
apol 2
Questão 1/5
As transformações internacionais da década de 1970 significaram uma verdadeira revolução originária, cujas consequências foram os desequilíbrios nas balanças de pagamento, choque do petróleo, globalização do comércio, finanças e setor produtivo, crise do sistema fordista e substituição pela especialização flexivel. Essas rápidas transformações implicaram sérias dificuldades para os países em desnvolvimento, entre os quais o Brasil, devido à dependência tecnológica e as consequentes dificuldades de competitividade no novo cenário.
Nesse cenário, o Brasil reagiu, à época, de acordo com as recomendações dos organismos internacionais alinhadas com a (s).
A-Medidas protecionistas, que iniciaram o processo de desconcentração interna da renda.
B-Lógica keynesiana de ampliar o papel do Estado de maneira a constituir um novo patamar de proteção social.
C-Vertente neoliberal, que resultou, ao longo do tempo, na manutenção do processo de concentração de renda.
D-Flexibilização do processo produtivo, que ampliou o Mercado de trabalho interno devido ao aumento das exportações.
E-Inovação tecnológica do parque industrial brasileiro visando superar a dependência externa e qualificar a mão de obra.
Questão 2/5
O que significa dizer que o executivo da empresa tem uma \u201cresponsabilidade social\u201d em sua capacidade como empresário? Se essa afirmação não for pura retórica, deve significar que ele tem que agir de alguma forma que não seja no interesse de seus empregadores. Por exemplo, que ele deve se abster de aumentar o preço do produto para contribuir com o objetivo social de prevenir a inflação, embora um aumento de preços estivesse no melhor interesse da corporação. Ou que ele deve gastar para reduzir a poluição além da quantidade que seja para o melhor interesse da corporação ou exigida por lei, de maneira a contribuir com o objetivo social de melhorar o meio ambiente. Ou que, à custa dos lucros da corporação, ele deva contratar desempregados de longa data ao invés de trabalhadores mais qualificados, de forma a contribuir com o objetivo social de reduzir a pobreza.
FRIEDMAN, Milton. A responsabilidade social das empresas é aumentar os seus lucros Publicado em 10 de agosto de 2014 | por Milton Friedman
Disponível em: http://www.libertarianismo.org/index.php/artigos/responsabilidade-social-empresas-aumentar-lucros/
Segundo o pensamento de Milton Friedman
I - A conta da responsabilidade social termina sendo paga pelos funcionários ou os consumidores.
II - A responsabilidade social é atribuição do governo mediante a cobranza e o destino dado às taxas de impostos cobrados.
III - Não é função das empresas asumirme a responsabilidade social.
Marque a alternativa CORRETA
A-Só a II é correta.
B-A I e a III são corretas, apenas.
C-Apenas a II e a III são incorretas.
D-Nenhuma é correta.
E-A I, a II e a III são corretas.
Questão 3/5
Mais de 30 anos separam os ganhadores do prêmio Nobel de Economia: 1976 Milton Friedman e 2009 Elinor Ostrom. Além da distância temporal, há uma enorme diferença de abordagens. Enquanto a abordagem de Friedman delimita a atuação das empresas ao âmbito exclusivamente privado, a abordagem de Ostrom nos inspira a considerar o aspecto ambiental e politico. E essa comprensão trascende o ambiente interno das organizações. Como explica Klaus Schwab, fundador e executivo chefe do Fórum Econômico Mundial em seu artigo \u201dGlobal Corporate Citizenship\u201d, as corporações globais não têm somente licença para operar, mas também o dever civil de contribuir para o bem-estar no mundo em cooperação com governos e sociedade civil. Isso pode incluir, entre outros, mudanças climáticas, corrupção, educação, pobreza e disponibilidade de água potável. Desafios para os quais a proposta de coprodução poderá ajudar a encontrar alguns caminhos de superação.
RSE de Friedman à coprodução por Janice Mileni Bogo e Mauricio C. Serafim
Disponível em: ALDEIA \u2013 vol 9 \u2013 No. 1 \u2013 jan/jun 2010
Com base no texto acima, avalie as afirmações e assinale a opção CORRETA
I - Segundo Milton Friedman, é papel das empresas desenvolver programas de ação social nas comunidades.
PORQUE
II - De acordo com Elinor Ostrom, as empresas têm o dever de promover o bem-estar social apoiando o governo e a sociedade civil.
A-As duas proposições são verdadeiras.
B-A proposição I é verdadeira, mas a II é falsa.
C-A proposição I é verdadeira, mas a II contradiz a I.
D-A proposição I é falsa, e a II é verdadeira.
E-As duas proposições são falsas.
Questão 4/5
Sobre as diferenças apresentadas por Durkheim quanto as sociedades tradicionais e sociedades modernas, relacione a Coluna A (tipo de sociedade) com a Coluna B (características da sociedade).
Coluna A Coluna B
 1. Sociedade tradicionaL	 ( ) Pouca divisão do trabalho
 2. Sociedade moderna	 ( ) Grande divisão do trabalho
 ( ) Baixa especialização
 ( ) Alta especialização
A-1, 1, 2, 2
B-1, 2, 1, 2
C-2, 1, 2, 1
D-2, 2, 1, 1
E-1, 1, 1, 2.
Questão 5/5
Na fábrica o trabalho foi dividido em várias etapas para serem executadas por diferentes trabalhadores, visando ganho de tempo na execução das tarefas e aumento de produtividade. Essa divisão manufatureira do trabalho também gerou uma divisão social do trabalho. Assinale a alternativa que apresenta de forma correta a diferença entre divisão manufatureira do trabalho e divisão social do trabalho:
A-Divisão social do trabalho está ligada a divisão das etapas de produção e divisão manufatureira do trabalho à divisão entre os ofícios, as ocupações e as profissões dentro da sociedade.
B-Divisão taylorista do trabalho está ligada a divisão das etapas de produção e divisão fordista do trabalho à divisão entre os ofícios, as ocupações e as profissões dentro da sociedade.
C-Divisão das etapas do trabalho está ligada a divisão das etapas de produção e divisão de classes à dominação hierárquica.
D-Divisão manufatureira do trabalho está ligada a divisão das etapas de produção e divisão social do trabalho à divisão entre os ofícios, as ocupações e as profissões dentro da sociedade.