ATENCAO ASAUDE COORDENADA PELA ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAUDE
116 pág.

ATENCAO ASAUDE COORDENADA PELA ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAUDE


DisciplinaPolítica de Saúde no Brasil65 materiais3.528 seguidores
Pré-visualização25 páginas
a interdependência na gestão entre entes federativos, 
com ênfase na cooperação, marco que também deve pautar o papel 
das instâncias colegiadas. 
0 5 95
Os atributos que melhor caracterizam as redes de atenção à saúde são: 
território e população adscrita, integração dos sistemas logísticos e de 
apoio, mecanismos de governança e instrumentos gerenciais eficientes. 
3 14 83
A ATENÇÃO Á SAÚDE COORDENADA PELA APS: CONSTRUINDO AS REDES DE ATENÇÃO NO SUS
111
AFIRMATIVAS (%) (0+1) (2+3) (4+5)
B.2 Sobre a gestão de redes de atenção à saúde se pode afirmar... 
A gestão da saúde deve desenvolver planos e outros instrumentos 
de gestão com foco regional, os quais devem pautar as instâncias 
colegiadas nas ações de planejamento, monitoramento e avaliação das 
ações de saúde. 
3 10 87
Devem ser promovidas mudanças radicais dos processos planejamento, 
programação e regulação, nos três âmbitos de governo, de forma 
a superar padrões construídos por séries históricas, quotas de 
atendimento e ajustes de oferta, de modo a focalizar de forma 
coerente as necessidades de saúde da população. 
3 7 90
O processo de regulação e as ferramentas correspondentes precisam 
ser renovados para garantir que a APS disponha dos instrumentos 
gerenciais adequados para garantir a continuidade da atenção.
3 12 85
C.1 Um modelo de atenção à saúde renovado, tendo a atenção primária à saúde como 
fator estruturante, tem como facilitadores...
Comprometimento dos gestores para o desenvolvimento e apropriação 
das ferramentas de gestão da clínica, com foco no cuidado, tais como 
diretrizes clínicas, protocolos clínicos, acreditação e promoção do 
autocuidado.
0 8 92
Intensa promoção do envolvimento dos profissionais na implantação da 
gestão da clínica e na demonstração de seu impacto sobre a qualidade 
da atenção e a eficiência alocativa. 
0 8 92
Mudanças no processo de formação e da capacitação profissional, com 
foco na gestão da clínica, na lógica de redes integradas de atenção 
baseadas na Atenção Primária à Saúde.
0 11 89
Organização e renovação do sistema de saúde, estruturando-o pela 
APS, com caráter proativo, com planejamento focado nos territórios e 
nas necessidades de saúde da população. 
0 8 92
Fortalecimento e renovação da atenção primária, mediante 
investimentos relevantes, visando à ruptura com os modelos de 
atenção primária seletiva.
0 8 92
O fortalecimento da APS deve estar focado na ampliação e na 
radicalização da Estratégia de Saúde da Família, em caráter substitutivo 
ao sistema fragmentado.
6 35 59
ISBN: 978-85-7967-065-7
9 788579 670657
A Organização Pan-Americana da 
Saúde considera a estratégia das 
Redes de Atenção coordenadas pela 
Atenção Primária à Saúde (APS) como 
princípio essencial para enfrentar o 
complexo cenário contemporâneo das 
necessidades de saúde e acabar com a 
fragmentação que enfraquece a maioria 
dos sistemas de saúde do mundo, 
incluindo o Brasil.
A presente iniciativa, que temos a honra 
de colocar à disposição dos gestores do 
SUS e demais interessados representa 
uma contribuição da OPAS/OMS no 
Brasil para aprofundar as discussões 
atuais sobre os desafios da implantação 
de redes de atenção à saúde no âmbito 
do Sistema Único de Saúde, visando 
oferecer elementos estratégicos ao 
gestor federal para o fortalecimento do 
SUS.
http://new.paho.org/bra/apsredes