GESTÃO DE ESTOQUES E OPERAÇÕES INDUSTRIAIS
318 pág.

GESTÃO DE ESTOQUES E OPERAÇÕES INDUSTRIAIS


DisciplinaGestão de Estoques74 materiais405 seguidores
Pré-visualização50 páginas
menosprezado, porque nem sempre foi visto 
como de vital importância para o cliente e, consequentemente, para o sistema como 
um todo. Além disso, a velocidade das trocas de informação era limitada pela velocida-
de dos procedimentos de manuseio que se utilizavam de papel.
Hoje, com a evolução espantosa da tecnologia, a informação exata e em tempo 
hábil é vista como sendo de importância crítica para a eficácia de um projeto de siste-
mas logísticos por três razões (BOWERSOX; CLOSS; COOPER, 2001, p. 176):
 os clientes consideram que as informações sobre a situação do pedido, a dis-
ponibilidade do produto, a programação de entrega, o acompanhamento dos 
embarques e as faturas, como sendo elementos fundamentais para um bom 
nível de serviço ao cliente;
86
 os gerentes percebem que um fluxo de informações eficaz pode ser usado 
para reduzir as necessidades de inventário e de recursos humanos, reduzindo 
ativos totais na cadeia;
 a informação aumenta a flexibilidade para decidir em relação ao como, 
quando e onde os recursos devem ser aplicados para que se obtenha vanta-
gem estratégica.
Ou seja, de uma forma genérica o Sistema de Informação logística envolve a moni-
toração dos fluxos ao longo de toda a cadeia de suprimentos global, desempenhando 
funções como: capturar os dados básicos, transferir dados para centros de tratamen-
to e processamento dos mesmos, armazenar dados básicos conforme a necessidade, 
processar os dados em informações úteis, armazenar as informações conforme seja 
necessário e transferir as informações aos usuários.
O Sistema de Informações logísticas envolvendo a transferência de informações 
e sua capacidade de intercâmbio, aprimoradas pelos recursos das telecomunicações, 
estão mudando os relacionamentos entre parceiros de negócios, assim como, estão 
redefinindo os relacionamentos nos canais.
Níveis do Sistema de Informação logística
Segundo Bowersox e Closs (2001), o Sistema de Informação logística se baseia em 
quatro níveis de funções: o sistema transacional, controle gerencial, apoio à decisão e 
planejamento estratégico. Com relação aos níveis de apoio à decisão e planejamento 
estratégico, entende-se que estes possam ser incorporados um ao outro, visto suas 
características no uso da informação. Pois, para o mesmo autor (p. 177), o apoio à de-
cisão enfatiza o uso da informação no processo de tomada de decisão, auxiliando os 
executivos em nível de direção a identificar, avaliar e comparar alternativas logísticas 
originárias do nível tático (gerencial) para tomada de decisões estratégicas.
Com esse enfoque também estratégico dado ao terceiro nível, entende-se que ele 
possa ser incorporado ao quarto, ou seja, ao planejamento estratégico ou nível estraté-
gico, considerado no presente trabalho. Com isso, o Sistema de Informações logísticas 
será classificado, neste trabalho, em três níveis, dentro dos quais fluem as informações 
e promovem tomadas de decisões:
 sistema transacional (nível operacional);
 controle gerencial (nível gerencial ou tático);
 planejamento estratégico \u2013 apoio à decisão (nível estratégico).
G
es
tã
o 
de
 E
st
oq
ue
s 
e 
O
p
er
aç
õe
s 
In
du
st
ria
is
87
Sistem
as de Inform
ação e Tecnologia de Inform
ação na logística
De uma forma geral, a estrutura das decisões, no nível operacional, enfatiza a uti-
lização de recursos em curto prazo, no nível gerencial ou tático, enfatiza a alocação de 
recursos no médio prazo e no estratégico, a disposição dos recursos no longo prazo.
Os Sistemas de Informações logísticas representam a interligação das atividades 
logísticas de maneira a criar um ambiente integrado, e esses níveis de função represen-
tam, portanto, a hierarquia das funcionalidades desse Sistema de Informação.
Nível operacional (sistema transacional) 
Um Sistema de Informação operacional é a base para as operações logísticas e 
fonte de informações para as atividades de planejamento e coordenação dentro da 
empresa (níveis superiores \u2013 gerencial e estratégico). São informações que fluem no 
\u201cchão de fábrica\u201d, ou seja, onde se desenvolvem as atividades operacionais rotineiras 
mais básicas e mais ligadas diretamente ao setor produtivo de uma empresa.
As informações que fluem no nível operacional são caracterizadas por informa-
ções que geram tomadas de decisões no curto prazo e são relacionadas a processos 
bem estruturados, ou seja:
 regras formalizadas e preestabelecidas;
 procedimentos e comunicações padronizadas;
 comunicações rotineiras interfuncionais;
 grande volume de transações rotineiras;
 focalizado nas atividades operacionais cotidianas;
 tem enfoque crítico, onde as decisões têm que ser tomadas na hora;
 qualquer erro, que por ventura ocorra, não traz consequências desastrosas.
As informações que fluem nesse nível (operacional) geram tomadas de decisões 
em atividades rotineiras, como, por exemplo: no caso de recebimento de materiais, 
qual equipamento de movimentação empregado, qual operador escalado, onde será 
estocado o material, se o material não vier unitizado qual o equipamento ou forma de 
descarga será utilizada etc. Pode-se observar que são decisões extremamente críticas 
que têm que ser tomadas naquele momento.
De uma forma mais abrangente pode-se considerar o processamento de pedido, 
um dos principais processos operacionais logísticos. O recebimento do pedido de um 
cliente desencadeia evidentemente uma série de transações que necessitam de de-
cisões imediatas, preestabelecidas e rotineiras. Ou seja, quando esse pedido entra no 
88
Sistema de Informação, ocorre um grande número de atividades de transação que pre-
cisam ser desenvolvidas naquele momento.
As atividades de transações do ciclo do pedido incluem:
 entrada de pedidos;
 alocação de inventário;
 seleção de pedidos;
 envio;
 precificação;
 faturamento.
Deve-se considerar que, embutidas em cada uma dessas transações, ocorrem 
várias atividades operacionais. Porém, de forma resumida, a hierarquia das transa-
ções ocorre geralmente da seguinte forma: (1.o) entrada de um pedido de um produ-
to por um cliente; (2.o) entra no Sistema de Informação; (3.o) é alocado no inventário o 
pedido; (4.o) ocorrem as operações no armazém, onde selecionam e retiram o pedido 
do local de estocagem; (5.o) expedição \u2013 movimentação, carregamento, transporte 
e entrega do pedido ao cliente; (6.o) a transação final - transmissão da fatura para 
pagamento e registro do recebimento.
O Sistema de Informação operacional, portanto, é caracterizado por um conjun-
to de regras formais preestabelecidas, comunicações interfuncionais e um grande 
número de transações com foco nas atividades operacionais rotineiras.
Nível gerencial ou tático (controle gerencial)
O nível de controle gerencial tem como principal finalidade a avaliação de de-
sempenho e a elaboração de relatórios com base nessas avaliações. Ou seja, se uti-
liza das informações disponíveis no sistema transacional e efetua a mensuração de 
desempenho como indicadores financeiros de serviço ao cliente, de produtividade 
e de qualidade.
As informações que fluem no nível gerencial são caracterizadas por informações 
resumidas e agrupadas, obtidas da análise e processamento de informações originadas 
do nível operacional. São informações que produzem a avaliação de desempenhos ope-
racionais e consequentemente, de relatórios gerenciais e geram tomadas de decisões no 
médio prazo, tomando, desta forma, características táticas. São relacionadas, da mesma 
G
es
tã
o 
de
 E
st
oq
ue
s 
e 
O
p
er
aç
õe
s 
In
du
st
ria
is
89
Sistem
as de Inform
ação e Tecnologia de Inform
ação na logística
forma que o nível operacional, também a processos bem estruturados, porém, sem o 
enfoque rigidamente crítico e o volume de informações
José
José fez um comentário
Estoques
0 aprovações
Carregar mais