Linguística II - Avaliando o Aprendizado
34 pág.

Linguística II - Avaliando o Aprendizado


DisciplinaLinguistica II689 materiais9.505 seguidores
Pré-visualização11 páginas
estudar a relação entre a estrutura gramatical das línguas e os diferentes contextos comunicativos em que elas são 
usadas. 
 entender a língua é um sistema, ou seja, um conjunto de unidades que obedecem a certos princípios de 
funcionamento, constituindo um todo coerente. 
Aula 9 
1
a
 Questão (Ref.: 201505185174) 
 
 
"O modelo funcionalista de análise linguística se caracteriza por considerar que a língua desempenha funções fora do 
sistema linguístico em si. Sendo assim, a língua não constitui um conhecimento autônomo: reflete uma adaptação do 
falante às diferentes situações comunicativas." (Adaptado de MARTELOTTA, Mario; VOTRE, Sebastião J. e 
CEZÁRIO, Maria Maura. O paradigma da gramaticalização. In. ___. Gramaticalização no português do Brasil. Rio de 
Janeiro: Tempo Brasileiro: 1996) 
I. Para os funcionalistas, em um contexto comunicativo real, dizer EU VOU SAIR e SAIR VOU EU apresenta o mesmo 
significado. 
II. O uso do sufixo -INHA em ESSE CARINHA É UM CHATO é exemplo de iconicidade: uma correlação natural entre 
forma e função. 
III. Nas análises funcionalistas, os vocábulos são relacionados às funções que representam. 
A partir de sua leitura, 
 
 Somente I está correta. 
 Todas estão corretas. 
 Somente III está correta. 
 Somente II está correta. 
 II e III estão corretas. 
2
a
 Questão (Ref.: 201505185170) 
 
 
"Segundo os funcionalistas, é preciso investigar a motivação para os fatos da língua. O funcionalismo trabalha com 
dados reais de fala ou escrita retirados de contextos reais de comunicação. Seu interesse de investigação linguística vai 
além da estrutura gramatical, buscando na situação comunicativa a motivação para os fatos da língua." (Adaptado de 
MARTELOTTA, Mario; VOTRE, Sebastião J. e CEZÁRIO, Maria Maura. O paradigma da gramaticalização. In. ___. 
Gramaticalização no português do Brasil. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro: 1996) 
Agora, analise as afirmativas a seguir tendo em mente a visão funcionalista. 
I. O sufixo -INHO é uma forma com uma única função na língua: na frase AMO MINHA MÃEZINHA ele tem valor de 
diminutivo. 
II. INFELIZMENTE, ELE SAIRÁ MAIS TARDE HOJE: o sufixo MENTE é um substantivo que assumiu novas 
funções na língua. 
III. ANA SABE SOBRE ISSO NÉ?: é exemplo de marcador discursivo o elemento NÉ? 
A partir de sua leitura, 
 
 II e III estão corretas. 
 Somente II está correta. 
 Somente I está correta. 
 Todas estão corretas. 
 Somente III está correta. 
3
a
 Questão (Ref.: 201505185172) 
 
 
"O processo de gramaticalização ocorre devido às necessidades de comunicação não satisfeitas pelas formas existentes 
no sistema linguístico e à existência de conteúdos cognitivos para os quais não existem designações linguísticas 
adequadas." (HEINE et al.,1991, p. 19-30). 
Depois de sua leitura do parágrafo acima, analise as afirmativas a seguir: 
I. Uma pessoa diz EU SEU LÁ O QUE ELE QUER DIZER COM ISSO: LÁ é um item que apresenta uma nova relação 
entre forma e função. 
II. VAMOS CHEGAR CEDO, TÁ?: tem-se em TÁ? exemplo de marcador discursivo. 
III. MEU IRMÃO É O CABEÇA DO GRUPO: CABEÇA representa uma metáfora corporal. 
A partir de sua leitura, 
 
 Todas as alternativas estão corretas. 
 Somente II está correta. 
 Somente III está correta. 
 Somente I está correta. 
 I e II estão corretas. 
4
a
 Questão (Ref.: 201504575265) 
 
 
Leia a citação abaixo: 
Designa um processo unidirecional, segundo o qual itens lexicais e construções sintáticas, em determinados contextos, 
passam a assumir funções gramaticais. (Cunha, 2009:173) 
A citação apresentada refere-se a um dos princípios da corrente funcionalista. Assinale-o: 
 
 Informatividade. 
 Transitividade. 
 Iconicidade. 
 Gramaticalização. 
 Marcação. 
5
a
 Questão (Ref.: 201504575266) 
 
 
A gramaticalização e a discursivização são 
 
 aspectos relacionados a questões normativas no uso da língua. 
 princípios teóricos da corrente estruturalista de Ferdinand de Saussure. 
 pressupostos importantes para explicar a questão do inatismo. 
 categorias que têm como foco a relação entre língua e sociedade. 
 fenômenos associados aos processos de regularização do uso da língua. 
6
a
 Questão (Ref.: 201504575276) 
 
 
A trajetória de substantivos e verbos para conjunções (o verbo querer passa a ser utilizado como conjunção 
alternativa como em Quer chova quer faça sol, estarei lá. (cf. Cunha, 2009)) e de nomes e verbos para morfemas (na 
expressão tranquila mente, o substantivo mente (= intelecto) passa a designar sufixo formador de advérbio: 
tranquilamente, lamentavelmente etc.) refere-se ao processo de 
 
 Transitividade. 
 Informatividade. 
 Iconicidade. 
 Gramaticalização. 
 Marcação. 
7
a
 Questão (Ref.: 201505167447) 
 
 
Para os funcionalistas, _______ é um processo de regularização do uso da língua. Isso vai ao encontro do modo como 
eles concebem a gramática. Por ser algo maleável, ela está sempre se adaptando às necessidades cognitivas e 
comunicativas dos falantes. É um exemplo o verbo QUERER que passa a ser utilizado como conjunção alternativa como 
em QUER CHOVA QUER FALA SOL, estarei lá. 
 
 subprincípio da quantidade. 
 subprincípio da ordenação linear. 
 subprincípio da integração. 
 a iconicidade. 
 o processo de gramaticalização. 
8
a
 Questão (Ref.: 201504575264) 
 
 
Leia a citação abaixo: 
É definido como a correlação natural e motivada entre forma e função, isto é, entre o código linguístico (expressão) e 
seu significado (conteúdo). (Cunha, 2009:167) 
A citação apresentada refere-se a um dos princípios da corrente funcionalista. Assinale-o: 
 
 Transitividade. 
 Informatividade. 
 Iconicidade. 
 Marcação. 
 Gramaticalização. 
Aula 10 
1
a
 Questão (Ref.: 201504585396) 
 
 
Para os funcionalistas, a linguagem é um fenômeno primariamente social. Portanto, há uma preocupação com o contexto 
comunicativo. Com isso em mente, leia as afirmativas abaixo. 
I- A função das formas linguísticas desempenha papel predominante. 
II- O correlato psicológico de uma língua natural é a competência comunicativa (sua habilidade de exercer a interação 
social por meio da linguagem). 
III- Os universais linguísticos devem ser explicados em termos dos fins da comunicação; os contextos e circunstâncias 
nas quais a língua é usada para os propósitos comunicativos. 
Tendo como foco os pressupostos teóricos funcionalistas, assinale a alternativa que analisa corretamente as afirmativas 
apresentadas. 
 
 Apenas a I está correta. 
 Apenas a III está correta. 
 Apenas I e II estão corretas. 
 Apenas II e III estão corretas. 
 Todas estão corretas. 
2
a
 Questão (Ref.: 201504575268) 
 
 
Leia a afirmativa abaixo: 
É um dos precursores do Funcionalismo norte-americano, propôs a versão original do princípio de iconicidade, 
segundo a qual há uma única forma linguística para expressar uma ideia. 
As informações apresentadas referem-se a 
 
 Jean Piaget. 
 Ferdinand de Saussure. 
 Noam Chomsky. 
 William Labov. 
 Dwight Bolinger. 
3
a
 Questão (Ref.: 201505234661) 
 
 
Leia o parágrafo a seguir. 
Uma análise FUNCIONAL se caracteriza pela investigação dos aspectos e mecanismos funcionais que regem o sistema, 
focalizando-se a língua em uso e a competência comunicativa do falante. Reconhece-se, assim, que o conhecimento 
linguístico (mental) que rege a competência dos falantes, que lhes permite distinguir entre aquilo que é gramatical e 
agramatical na língua, não é o mesmo conhecimento (sociointeracional) que faz com que esses mesmos falantes usem a 
língua adequadamente em variados contextos. Disponível