Literatura Brasileira I - Avaliando o Aprendizado

Literatura Brasileira I - Avaliando o Aprendizado


DisciplinaLiteratura Brasileira I2.963 materiais50.720 seguidores
Pré-visualização10 páginas
Leia o texto abaixo: 
A terra, conhecida por ilhas culturais (Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo), é inicialmente apenas objeto de 
literatura: vista de fora, com os olhos dos viajantes que dela descrevem as grandezas e diversidades.(STEGAGNO-
PICCHIO, Luciana. História da literatura brasileira. 2.ed.rev. e atualizada. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2004. p.29) 
De acordo com o trecho, pode-se concluir que os textos de informação, escritos por viajantes no período inicial de nossa 
colonização: 
 
 são exemplares da cultura francesa 
 estabelecem definitivamente as bases da literatura brasileira 
 expressam os sentimentos dos nativos em face do encontro com os portugueses 
 representam a visão do estrangeiro e seus interesses em relação às terras recém-descobertas 
 documentam a vida das cidades construídas no Brasil 
 
6
a
 Questão (Ref.: 201504529704) 
 
 
Leia o texto de Gândavo: ¿A língua de que [os índios] usam, toda pela costa, é uma: ainda que em certos vocábulos 
difere em algumas partes; mas não de maneira que se deixem de entender. (...) Carece de três letras, convém a saber, não 
se acha nela F, nem L, nem R, coisa digna de espanto, porque assim não tem Fé, nem Lei, nem Rei, e desta maneira 
vivem desordenadamente (...)." (GANDAVO, Pero de Magalhães, História da Província de Santa Cruz, 1578.) O 
espanto de Gandavo relaciona-se: 
 
 Ao seu desejo de endossar o projeto pedagógico dos jesuítas, auxiliando na alfabetização dos indígenas. 
 A uma postura tolerante com os indígenas, embora se espantasse por serem ainda um povo ágrafo. 
 A uma postura etnocêntrica, incapaz de reconhecer a diferença cultural como válida. 
 À recusa de Gândavo em aderir ao processo colonizador. 
 Ao fato dos indígenas conseguirem sobreviver como um grupo, pois, como sabe-se hoje, não possuíam 
religiosidade ou governo. 
 
7
a
 Questão (Ref.: 201504551781) 
 
 
Entre os escritos coloniais de origem portuguesa, podemos citar: 
 I - A CARTA, de Pero Vaz de Caminha e O GUARANI, de José de Alencar 
II - A CARTA, de Pero Vaz de Caminha e o DIÁRIO DE NAVEGAÇÃO, de Pêro Lopes e Sousa 
III - O TRATADO DA TERRA DO BRASIL e A HISTÓRIA DA PROVÍNCIA DE SANTA CRUZ A QUE 
VULGARMENTE CHAMAMOS BRASIL de Pêro Magalhães Gandavo 
IV - OS DIÁLOGOS DAS GRANDEZAS DO BRASIL de Ambrósio Fernandes Brandão e A CONFEDERAÇÃO DOS 
TAMOIOS, de Gonçalves de Magalhães. 
Assinale a alternativa correta: 
 
 Estão corretas as afirmativas II e IV 
 Estão corretas as afirmativas III e IV 
 Estão corretas as afirmativas I e IV 
 Estão corretas as afirmativas I e II 
 Estão corretas as afirmativas II e III 
 
8
a
 Questão (Ref.: 201504621496) 
 
 
Considera-se a Carta de Pero Vaz de Caminha a certidão de nascimento do Brasil, porque 
 
 divulga os costumes indígenas, como a antropofagia 
 evidencia o esforço em aprender o idioma tupi 
 sua estrutura em versos é imitada até os nossos dias. 
 foi o primeiro registro escrito, tendo como objeto as nossas terras. 
 estabelece a origem pré-histórica do povo brasileiro 
Aula 3 
1
a
 Questão (Ref.: 201505114166) 
 
 
A Literatura Jesuítica se caracterizou por: 
 
 Dominar a nova Igreja de Lutero. 
 Lutar contra a escravização dos escravos negros. 
 Doutrinar as famílias das classes privilegiadas. 
 Evangelizar somente os colonos e a classe nobre da colônia. 
 Cristianizar os gentios que viviam no Brasil. 
 
2
a
 Questão (Ref.: 201505186397) 
 
 
Alfredo Bosi, em sua obra "Dialética da colonização", chama a atenção para a grande dificuldade dos jesuítas no 
processo de catequização dos indígenas: "O projeto de transpor para a fala do índio a mensagem católica demandava um 
esforço de penetrar no imaginário do outro(...)Na passagem de uma esfera simbólica para a outra Anchieta encontrou 
óbices por vezes incontornáveis." Assinale a alternativa que indica a solução encontrada para o obstáculo do idioma: 
 
 A produção de músicas com instrumentos indígenas. 
 A alfabetização dos índios na língua portuguesa. 
 A introdução de uma palavra da língua portuguesa no idioma tupi ou a busca de semelhança entre as 
duas línguas. 
 A criação de uma terceira língua, que permitisse a comunicação entre indígenas e missionários. 
 O emprego maciço de mímicas e gestuais. 
 
3
a
 Questão (Ref.: 201504621494) 
 
 
Quanto à poesia de José de Anchieta, assinale a alternativa que enuncia a análise pertinente: 
 
 trata-se de poesia elaborada nos moldes medievais 
 registra a influência da poesia de Camões 
 documenta a vida política colonial 
 contava as lendas indígenas 
 descreve, em língua tupi, a experiência religiosa 
 
4
a
 Questão (Ref.: 201504548076) 
 
 
Leia o texto a seguir e depois responda ao solicitado. 
"Documento obtido pelo WikiLeaks e divulgado nesta quarta-feira (29/06/11) mostra que, na época da visita do papa 
Bento XVI ao Brasil, em 2007, o Vaticano estava preocupado com o crescimento dos evangélicos no país e recebeu 
críticas do Monsenhor brasileiro Stefano Migliorelli, que questionou a entidade sobre a falta de padres na América 
Latina." (trecho extraído de www.uol.noticias/internacional -29/06/11) 
Tomando por base o trecho da reportagem, podemos remeter nosso pensamento para a Escola Barroca da Bahia com a 
forte presença no Brasil do(s)/da(s): 
 
 do estilo literário 
 da Companhia de Jesus 
 das condições precárias de vida 
 dos soldados portugueses 
 da Frota Armada 
 
5
a
 Questão (Ref.: 201504621493) 
 
 
Considere os fragmentos que se seguem para responder à questão: 
TEXTO 1 
(...) Os diabos têm nomes tupis (Saraiúva, Aimbirê, Guaixará) e surgem em cena pintados de vermelho, emplumados e 
tatuados, falam tupi, fumam e se embriagam, declaram-se antropófagos e assassinos, adúlteros e luteranos. 
(STEGAGNO-PICCHIO, Luciana. História da literatura brasileira. 2.ed.rev. e atualizada. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 
2004. p.79) 
TEXTO 2 
Aculturar é também traduzir (BOSI, Alfredo. Dialética da colonização. 3.ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1994. p. 
65) 
Assinale a alternativa que relaciona adequadamente os dois trechos: 
 
 trata-se do mecanismo criado por José de Anchieta para introduzir a simbologia cristã nos autos, 
adaptando os elementos da cultura indígena 
 constituem observações acerca da Carta de Pero Vaz de Caminha e os ideais de catequese. 
 referem-se aos textos poéticos escritos por Gândavo para narrar os feitos heróicos dos indígenas 
 é uma referência ao Diálogo sobre a conversão do gentio, de Manoel de Nóbrega, em que analisa a cultura 
indígena de forma preconceituosa. 
 os trechos fazem referência às aventuras vividas por Hans Staden 
 
6
a
 Questão (Ref.: 201504621490) 
 
 
Leia o trecho abaixo e responda ao que se pede: 
Terem os romanos e outros mais gentios mais polícia que estes não lhes veio de terem naturalmente melhor 
entendimento, mas de terem melhor criação e criarem-se mais politicamente. ((BOSI, Alfredo. Dialética da colonização. 
3.ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1994. p. 67) 
 A afirmação de Nóbrega evidencia: 
 
 a percepção desprovida de preconceito por entender que não há desnível de inteligência entre os 
indígenas e as outras civilizações 
 a necessidade de controle do europeu, visto que os índios eram desprovidos de inteligência 
 a existência de policiais entre os indígenas 
 a compreensão da dificuldade de evoluir, visto que não dominavam a língua portuguesa 
 o olhar preconceituoso do Padre em relação aos indígenas 
 
7
a
 Questão (Ref.: 201504584550) 
 
 
Em relação aos Autos de José de Anchieta, NÃO se pode afirmar: 
 
 são peças produzidas com o objetivo