Literatura Brasileira I - Avaliando o Aprendizado
31 pág.

Literatura Brasileira I - Avaliando o Aprendizado


DisciplinaLiteratura Brasileira I2.968 materiais50.742 seguidores
Pré-visualização13 páginas
histórico em que vivíamos. Marque a alternativa que apresenta a correta justificativa para a articulação da história e da literatura, no caso do Barroco:
	
	
	O cenário político e econômico de viagens e descobertas fomentou a literatura voltada para o sentimentalismo amoroso.
	
	A independência do Brasil foi o panorama ideal para as sátiras às relações sociais do período.
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_nao.gif" \* MERGEFORMATINET 
	O Iluminismo incentivava a divagação reflexiva sobre a sociedade e suas relações de poder.
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_ok.gif" \* MERGEFORMATINET 
	O contexto europeu de guerras e da Contrarreforma produziu um ambiente de tensões e de medo, refletido nas obras da época.
	
	O ambiente de reflexão sobre os referenciais clássicos foi propício à criação de obras em que sobressai a tranquilidade e o apego à vida no campo.
	
	7a Questão (Ref.: 201505251516)
	
	
	A expressão "ecos do Barroco", criada por Bosi, define a presença da estética barroca na literatura brasileira. Assinale a alternativa que indica a correta explicação para o termo:
	
	
	O Barroco não foi um movimento expressivo, nem contou com autores brasileiros.
	
	Os textos de natureza barroca no Brasil surgiram apenas no século XVIII.
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_ok.gif" \* MERGEFORMATINET 
	Os nossos autores sofreram a influência da península ibérica, além disso aqui não havia a configuração do Barroco propriamente dito.
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_nao.gif" \* MERGEFORMATINET 
	Os autores brasileiros apenas escreveram textos conceptistas, ignorando o cultismo como estética barroca.
	
	O Barroco brasileiro manifestou-se primeiramente na música.
	8a Questão (Ref.: 201504621499)
	
	
	Cultismo é uma poética do Barroco, cuja principal característica está enunciada na alternativa:
	
	
	o emprego de palavras do idioma tupi
	
	a simplicidade vocabular
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_nao.gif" \* MERGEFORMATINET 
	a constância de figuras de pensamento e silogismos
	
	a métrica medieval, em cantigas
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_ok.gif" \* MERGEFORMATINET 
	o uso excessivo de figuras de linguagem
Aula 5
	1a Questão (Ref.: 201504628364)
	
	
	(Centec-BA) Não é característica do Barroco a:
	
	
	preferência pelos aspectos cruéis, dolorosos e sangrentos do mundo, numa tentativa de mostrar ao homem a sua miséria.
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_nao.gif" \* MERGEFORMATINET 
	tentativa de reunir, num todo, realidades contraditórias.
	
	intenção de exprimir intensamente o sentido da existência, expressa no abuso da hipérbole.
	
	angústia diante da transitoriedade da vida.
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_ok.gif" \* MERGEFORMATINET 
	preferência pelos aspectos científicos da vida.
	
	2a Questão (Ref.: 201504667593)
	
	
	"A primeira cousa que me desedifica, peixes, de vós, é que comeis uns aos outros. Grande escândalo é este, mas a circunstância o faz ainda maior. Não só vos comeis uns aos outros, senão que os grandes comem os pequenos. Se fora pelo contrário era menos mal. Se os pequenos comeram os grandes, bastara um grande para muitos pequenos; mas como os grandes comem os pequenos, não bastam cem pequenos, nem mil, para um só grande [...]. Os homens, com suas más e perversas cobiças, vêm a ser como os peixes que se comem uns aos outros. Tão alheia cousa é não só da razão, mas da mesma natureza, que, sendo criados no mesmo elemento, todos cidadãos da mesma pátria, e todos finalmente irmãos, vivais de vos comer." 
VIEIRA, Antônio. "Obras completas do padre Antônio Vieira: sermões". (adaptada)
O texto de Vieira contém algumas características do Barroco. Dentre as alternativas a seguir, assinale aquela em que se confirma essa tendência estética: 
	
	
	e) Valorização da vida e visão depressiva da existência.
	
	c) Metáforas empregadas como mecanismo de comparação sutil, que não levam a um jogo imagético de construções engenhosas. 
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_ok.gif" \* MERGEFORMATINET 
	a) A tentativa de convencer o homem do século XVII, imbuído de práticas e sentimentos comuns ao semipaganismo renascentista, a retomar o caminho do espiritualismo medieval, privilegiando os valores cristãos.
	
	d) A falta de conflito permanente entre a razão e a fé.
	
	b) O culto do contraste, sugerindo a oposição bem x mal, em linguagem simples, concisa, direta e expressiva da intenção barroca de resgatar os valores greco-latinos.
	
	3a Questão (Ref.: 201505186405)
	
	
	Sobre o poema "Prosopopeia", de Bento Teixeira, é INCORRETO afirmar:
	
	
	É um poema encomiástico, ou seja, que louva os feitos de Jorge Albuquerque, terceiro donatário de Pernambuco.
	
	É nítida a influência de ¿Os Lusíadas¿, de Camões.
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_ok.gif" \* MERGEFORMATINET 
	Trata-se de obra que procura evidenciar as injustiças vivenciadas pelos negros no Brasil colonial.
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_nao.gif" \* MERGEFORMATINET 
	Há dois momentos em que ocorrem referências à paisagem brasileira: a descrição de Olinda e a menção a Recife.
	
	Constitui-se de 94 oitavas em versos hendecassílabos.
	
	4a Questão (Ref.: 201504548094)
	
	
	Texto para a questão
 Pois é possível, Senhor, que hão de ser vossas permissões argumentos contra vossa Fé? É possível que se hão de ocasionar de nossos castigos blasfémias contra vosso nome?! Que diga o herege (o que treme de o pronunciar a língua), que diga o herege, que Deus está holandês?! Oh não permitais tal, Deus meu, não permitais tal, por quem sois! Não o digo por nós, que pouco ia em que nos castigásseis; não o digo pelo Brasil, que pouco ia em que o destruísseis; por vós o digo e pela honra de vosso Santíssimo Nome, que tão imprudentemente se vê blasfemado: "Propter nomen tuum". Já que o pérfido calvinista dos sucessos que só lhe merecem nossos pecados faz argumento da religião, e se jacta insolente e blasfemo de ser a sua verdadeira, veja ele na roda dessa mesma fortuna, que o desvanece, de que parte está a verdade. 
(Padre Antônio Vieira - fragmento do sermão do bom sucesso das armas de Portugal contra a Holanda) 
Nesse famoso sermão proferido em prol de Portugal e usando técnicas do conceptismo, Padre Vieira "dialoga" e tenta convencer: 
	
	
	o povo
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_nao.gif" \* MERGEFORMATINET 
	o rei
	
	os jesuítas
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_ok.gif" \* MERGEFORMATINET 
	o próprio Deus
	
	os mentores intelectuais
	
	5a Questão (Ref.: 201504628365)
	
	
	(UF-SE) A literatura dessa época caracteriza-se pela abundância de ornatos, pela elaboração formal que redunda em um estilo trabalhado, ricamente entretecido de figuras, em especial a antítese, o paradoxo e a hipérbole. Esse movimento estético é o:
	
	
	Modernismo.
	
	Arcadismo.
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_ok.gif" \* MERGEFORMATINET 
	Barroco.
	
	Pré-modernismo.
	\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://simulado.estacio.br/img/imagens/peq_nao.gif" \* MERGEFORMATINET 
	Naturalismo.
	
	6a Questão (Ref.: 201504551927)
	
	
	Leia com atenção o fragmento do Sermão da Sexagésima para responder à questão:
"Entre os semeadores do Evangelho há uns que saem a semear, há outros que semeiam sem sair. Os que saem a semear são os que vão pregar à Índia, à China, ao Japão; os que semeiam sem sair são os que se contentam com pregar na pátria.