Metodologia Científica - Conteúdo Online
53 pág.

Metodologia Científica - Conteúdo Online


DisciplinaMetodologia Científica53.610 materiais1.069.240 seguidores
Pré-visualização15 páginas
Citações: entende-se por citação a menção de uma informação extraída de outra fonte. 
A citação pode ser direta (compreende a transcrição de parte da obra do autor consultado, usando-se um trecho da própria obra) ou indireta (refere-se ao texto baseado na obra do autor consultado, reescrito com nossas próprias palavras).
Referência Bibliográfica: é o \u201c[...] conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite sua identificação individual\u201d (ABNT, 2002, p. 2) no todo ou em parte, impressos ou registrados em diversos tipos de suporte.
Não confunda Bibliografia com Referências Bibliográficas. 
Referência Bibliográfica corresponde à parte do trabalho em que se listam as obras utilizadas para elaboração do texto, isto é, tudo que se usou efetivamente, como citação direta ou indireta.
Para ABNT, representa o \u201cconjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite sua identificação individual.\u201d (ABNT, 2000, p.2)
Já a Bibliografia inclui as indicações bibliográficas (livros, artigos etc.) que foram lidas e que são indicadas para o aprofundamento do assunto, mas não foram citadas ou referenciadas no corpo do trabalho. 
AULA 7 \u2013 CITAÇÃO
Uma das principais angústias no meio acadêmico é a forma como o aluno se comunica. E isso é comum a todas as áreas. 
Espera-se que o aluno tenha um cuidado especial ao elaborar o seu texto e que siga algumas normas que facilitam a comunicação. 
É nesse sentido que se afirma que a linguagem escrita deve estar baseada em regras que a diferencia do agir espontâneo. Uma dessas regras é a da citação.
Qual é o Propósito de Um Texto Científico?
Segundo Azevedo (1997, p. 109), \u201co propósito de um texto científico é comunicar os resultados e as ideias a que se chegou, após a coleta e análise dos dados\u201d.  
Porém, é muito comum recorrer às palavras dos próprios autores quando queremos escrever sobre nossas pesquisas.  
Muitas vezes, recorremos a citações ou porque não conseguimos superar a fala do autor ou porque queremos intencionalmente mostrar ao nosso leitor como ele abordou o assunto.
Antes de tudo... 
Em um trabalho cuidadoso, você deve ler diferentes autores sobre o assunto a ser pesquisado e, assim, organizar o pensamento, fundamentando as ideias antes de iniciar a redação do trabalho.  
Nesse aspecto, o fichamento bibliográfico e o de leitura configuram fases imprescindíveis para a elaboração de seu trabalho acadêmico.  
Somente após uma leitura cuidadosa, você poderá destacar as citações-chave que utilizará, caso seja necessário.
Mas o Que Significa Citar? Como Devo Organizar Uma Citação?
As citações são trechos transcritos ou informações extraídas de publicações consultadas e devem ser inseridas em um texto com a finalidade de esclarecer ou complementar as ideias.
Em todas as hipóteses, a fonte deve ser mencionada.
Segundo ABNT, citação é a \u201cmenção a uma informação extraída de outra fonte\u201d. (NBR 10520:2002)
Elas estão divididas em três tipos:
Citação direta: são aquelas que copiamos, sem mudar nada, do texto original que consultamos.  
Como esclarece João Bosco Medeiros (2003, p. 187), é a referência a uma obra colhida de outra fonte \u201cpara esclarecer, comentar, ou dar como prova uma autoridade no assunto\u201d. 
É importante observar que este tipo de citação só se justifica quando o pensamento expresso pelo autor consultado é efetivamente significativo, claro e necessário à exposição, pois excessos de citações diretas, tabelas, gráficos, podem acarretar prejuízo à estratégia de comunicação, comprometendo o trabalho.
As citações devem ser apresentadas conforme a ABNT - NBR 10520.
As transcrições com até três (03) linhas1 permanecem no corpo do parágrafo, entre aspas duplas2, e são denominadas citações diretas curtas.
1 Considerando que o trabalho deve ser digitado em formato A4, com espaçamento de 1,5 cm; fonte do tipo Arial ou Times New Roman, tamanho 12.  
Margens esquerda e superior com 3,0 cm; direita e inferior com 2,0 cm. (Fonte: Norma ABNT \u2013 NBR 14724:2005)
2 Essas citações com até 3 linhas, por estarem dentro do parágrafo, obviamente, devem seguir a estrutura da letra e o tamanho da letra do parágrafo na qual foram inseridas. 
Deste modo, não devem ser colocadas em itálico, negrito, sublinhado ou com qualquer outro destaque além das aspas duplas para delimitá-las.  
Outro detalhe importante que devemos prestar atenção é quando existem aspas dentro do trecho que está sendo citado.  
Caso isso aconteça, elas devem ser substituídas pelas aspas simples, para não se confundirem com as aspas que delimitam a citação.
As transcrições com mais de três (03) linhas devem ter um recuo de 4 cm da margem esquerda e digitadas com letra menor que a do texto, e em espaçamento simples. São chamadas de citações diretas longas.
Citação indireta: apresentam formatação diferente por tratar-se de textos baseados na obra de um autor consultado e não uma cópia de suas palavras. 
Nesta hipótese, então, não é necessário o emprego das aspas duplas, porque a citação indireta mantém a ideia original do texto lido, mas é reescrita por quem está elaborando o trabalho.  
A citação indireta é também denominada paráfrase1 e, segundo a ABNT (NBR 10520:2002), configura uma transcrição livre do texto do autor. 
1 \u201cParafrasear é, pois, traduzir as palavras de um texto por outras de sentido equivalente, mantendo, porém, as idéias originais. A paráfrase inclui o desenvolvimento de um texto, o comentário, a explicação.\u201d (MEDEIROS, 2003, p. 182)
João Bosco Medeiros (2003) esclarece que a citação indireta pode configurar um resumo, comentário de uma ideia, ou expressar o mesmo conteúdo, mas utilizando outras palavras. 
Este é um exemplo de citação indireta. Aqui não produzimos um trecho do texto do autor. Optamos por explicar a ideia que ele apresentou no seu texto. 
E explicar as ideias que encontramos no texto original é muito mais produtivo do que apenas reproduzi-las, não é mesmo? 
Por isso, parafrasear é muito melhor do que a citação direta.
Veja um exemplo:
Israel Belo de Azevedo (1997) esclarece que toda palavra tem um peso de acordo com sua capacidade de sintetizar uma ideia de maneira clara e concisa. 
No exemplo acima vemos que a ideia de Israel Belo de Azevedo foi apresentada e que foi informado o ano em que encontramos a publicação dela. 
Porém, o trecho que contém o conceito foi reescrito por quem está elaborando o trabalho. Assim, não houve a necessidade de utilizar as aspas duplas. 
O conteúdo original foi reelaborado e, por isso, não se usam as aspas. Essa é uma forma também de você explicar ao seu leitor, com as suas palavras, a ideia do autor que você estudou.
Citação da Citação: em algumas leituras verificamos que o autor apresenta uma citação direta ou indireta de outro autor, certo? E essa citação não é perfeita apenas para o autor que estamos lendo, ela é perfeita para nós também.
Só que, na maioria das vezes, não temos acesso à obra que esta sendo citada por ele. 
Como resolver isso? 
Estamos diante de uma citação da citação que exige o uso da expressão apud1 que significa citado por.  
Veja um exemplo de uso de apud:
Segundo Warde (1990 apud ALVES-MAZZOTTI, 2003, p. 35), o conceito de pesquisa se ampliou tanto que hoje tudo cabe: \u201cos folclores, os sensos comuns, os relatos de experiência, para não computar os desabafos emocionais e os cabotinismos\u201d.
Você observou que no exemplo acima o trecho citado é uma citação direta que a autora Alves-Mazzotti fez de outro autor, com o sobrenome Warde?  
Na sua lista de referências deve-se inserir a obra da autora Alves-Mazzotti. Então, sempre que você precisar transcrever um trecho de algum autor que figura na obra de outro, deve-se usar a expressão apud, inserindo a referência completa do autor que você pesquisou e não do autor citado por este.
Portanto, na lista de referências deverá constar apenas o autor a que você teve acesso.
Alguns autores denominam a