Sintaxe do Português I - Conteúdo Online
52 pág.

Sintaxe do Português I - Conteúdo Online


DisciplinaSintaxe do Português I173 materiais3.334 seguidores
Pré-visualização13 páginas
observamos uma oração, um sintagma verbal composto de outros sintagmas. 
Quantos sinais de pontuação temos? Apenas um: o ponto final. Por quê? 
Análise dos Elementos 
Vamos examinar os elementos que formam essa oração. Temos dois grandes blocos, um 
atuando como sujeito e o outro, como predicado: 
Sujeito: Últimos acontecimentos 
Predicado: mostram os problemas de relacionamento entre as autoridades e os moradores da 
comunidade. 
No segundo bloco, o predicado, é constituído por um verbo \u2015mostrar\u2016 e o seu complemento 
\u2015os problemas de relacionamento entre as autoridades e os moradores da comunidade.\u2016 
(objeto direto). 
Padrões Frasais 
Quando pensamos na sintaxe e na organização das frases, percebemos que temos, na Língua 
Portuguesa, cinco padrões frasais nos quais não usaremos outro sinal de pontuação que não 
seja o ponto. 
Padrão I \u2013 S + V ø 
Padrão II \u2013 S + V + OD 
Padrão III\u2013 S + V + OI 
Padrão IV \u2013 S + V + OD + OI 
Padrão V \u2013 S + V + predicativo 
Observando o padrão frasal I, devemos lembrar o porquê de não se poder separar sujeito e 
predicado com vírgulas, independentemente do tamanho do sujeito. Veja a seguir. 
Sujeito e Predicado Não Podem Ficar Separados Por Vírgula! 
Ex.: Decreto do RJ que prevê quebra de sigilo causa polêmica. 
Nesse caso, o sujeito é o sintagma \u2017Decreto do RJ que prevê quebra de sigilo\u2018 e, apesar do 
tamanho desse sujeito, não pode haver a quebra do padrão frasal. 
Mesmo que o sujeito esteja invertido, não haverá vírgula: \u2017Causa polêmica decreto do RJ que 
prevê quebra de sigilo\u2018. 
A Importância da Vírgula e a Relação dos Usos a Seguir Com o Padrão Frasal 
Observe: 
\uf02d O presidente compareceu à reunião, acompanhado da secretária, do diretor e do 
coordenador. 
(= Ele foi com três pessoas); 
\uf02d - O presidente compareceu à reunião, acompanhado da secretária do diretor e do 
coordenador. 
(= Agora ele foi só com duas pessoas \u2013 O diretor não foi, e a secretária é a do diretor e não 
do presidente). 
De Acordo Com o Padrão Frasal, Não Podemos Separar o Verbo e Seus 
Complementos 
Observe o parágrafo retirado de uma reportagem. 
Lucro da Apple cai 22% no trimestre, mas fica acima do esperado 
A preocupação dos analistas era que a demanda por modelos mais baratos do iPhone e do 
IPad pressionasse as margens da companhia. 
Assim como não podemos separar sujeito e predicado, não podemos separar por vírgula o 
sujeito \u2017A preocupação dos analistas\u2018 da oração predicativa \u2017que a demanda por modelos mais 
baratos do Iphone e do Ipad pressionasse as margens da companhia\u2018, assim como não 
podemos utilizar vírgulas no sintagma \u2017modelos mais baratos do Iphone e do IPad\u2018. 
Observação 
Como tratamos do padrão frasal, vale a dica: 
\uf0b7 Se existem termos deslocados, devemos usar a vírgula. 
Ex.: O bolo, acredito que já tenha sido comido. (Acredito que o bolo já tenha sido comido.) 
\uf0b7 O mesmo acontece com os anacolutos: uma quebra do padrão frasal, também deverão 
usar vírgulas. 
Ex.: Saúde, quem não precisa dela? 
Atente para o uso da vírgula na manchete: sempre usamos vírgula antes de conjunção 
adversativa e antes de conjunções conclusivas. 
Se a manchete tivesse sido redigida com a conjunção adversativa deslocada, a conjunção 
deveria aparecer entre vírgulas. 
A mesma regra é válida para a conjunção conclusiva deslocada, exemplo: Ele estudou 
bastante, portanto será aprovado / Ele estudou bastante, será, portanto, aprovado. 
Lucro da empresa cai 22% no trimestre; fica, no entanto, acima do esperado 
\uf0b7 A conjunção \u2015pois\u2016, com o valor conclusivo, deve ficar entre vírgulas. Exemplo: 
Ex.: Ele sempre se dedicou à empresa, será, pois, promovido. (= portanto) 
\uf0b7 A conjunção \u2015pois\u2016, com o valor explicativo ou causal, pode ou não vir antecedida de 
vírgula. 
Ex.: Ele deverá ser promovido, pois se dedica à empresa (= porque) 
Mais Algumas Regras de Uso da Vírgula 
\uf0b7 A vírgula deve ser usada para separar orações coordenadas assindéticas. 
Ex.: Elas chegaram cedo à festa, arrumaram tudo, foram embora. (orações coordenadas 
assindéticas) 
\uf0b7 Em relação às orações adverbiais, a vírgula pode ser usada para separar a oração 
principal da subordinada adverbial (causal, concessiva, condicional, final, temporal...). 
No entanto, ela é obrigatória quando a oração subordinada estiver deslocada ou quando a 
oração for reduzida, como no exemplo a seguir. 
Vírgula: Quando Obrigatória e Quando Opcional? 
Para estabelecer ciência, tecnologia e inovação como paradigma de desenvolvimento, é 
preciso aumentar e qualificar a nossa rede. 
Da forma como a manchete está redigida, a vírgula é obrigatória. 
É preciso aumentar e qualificar a nossa rede, para estabelecer ciência, tecnologia e inovação 
como paradigma de desenvolvimento. 
Com a alteração da redação, a vírgula torna-se opcional. 
Nas Orações Adjetivas 
Em relação às orações adjetivas, a gramática estabelece que a vírgula aparecerá se a oração 
for adjetiva explicativa e não aparecerá quando a oração for adjetiva restritiva. 
Veja os exemplos fornecidos pelo professor Sérgio Nogueira e os significados veiculados. 
Os funcionários, que se dedicaram à empresa, devem ser aumentados. 
(entre vírgulas - oração explicativa = todos se dedicaram e serão aumentados) 
Os funcionários que se dedicaram à empresa devem ser aumentados. 
(sem vírgula - oração restritiva = só os que se dedicaram devem ser aumentados) 
Vírgula e Travessão Duplo 
Usamos vírgulas para separar orações intercaladas (o travessão duplo também pode ser usado 
nesse caso). Veja os dois usos no trecho a seguir. 
Segundo ele, o esforço valeu a pena \u2013 acertou as 30 questões, cada uma valendo 3 pontos \u2013 
era a disciplina de maior peso da prova. \u2015Sempre tem alguma coisa nova pra estudar, a 
competência de cada órgão, as infrações, os tipos, as gravidades, o valor de cada multa\u2016, diz. 
(http://g1.globo.com/concursos-e-emprego/noticia/2013/07/aprovado-na-prf-esperou-3-anos-
para-assumir-vaga-de-policial.html) 
Exceções na Utilização da Vírgula Com a Conjunção E 
a) A vírgula pode ser usada antes da conjunção e com valor adversativo. 
Ex.: Já são dez horas, e (= mas) a reunião ainda não terminou. 
b) A vírgula pode ser usada quando o conectivo e liga orações com sujeitos diferentes. 
Ex.: Os funcionários reclamavam, e a direção atendeu. 
c) A vírgula pode ser usada quando o conectivo e tem valor consecutivo ou enfático. 
Ex.: Os trabalhadores se reuniram, discutiram, e decidiram como agir. 
Chegou, e viu, e lutou, e venceu finalmente.