2017818 21590 APOSTILA+LOGÍSTICA+(1)
77 pág.

2017818 21590 APOSTILA+LOGÍSTICA+(1)


DisciplinaLogística20.852 materiais76.689 seguidores
Pré-visualização16 páginas
custo total do transporte envolve mais do que a fatura do frete. E, 
terceiro, todo o esforço no sentido de integrar a capacitação do transporte em um 
sistema logístico pode ser inviabilizado se o serviço de entrega for esporádico e 
inconsistente. 
 
7.1 CLASSIFICAÇÃO DOS MODAIS 
 
Os cinco modais de transporte básicos são o ferroviário, o rodoviário, o aquaviário, o 
dutoviário e o aéreo. A importância relativa de cada modal pode ser medida, em 
termos da quilometragem do sistema, volume de tráfego, receita e natureza da 
composição do tráfego. A tabela abaixo resume a estrutura de custos fixos- variáveis 
de cada modal. 
 
Ferroviário 
Altos custos fixos em equipamentos, terminais, vias férreas etc; 
Custo variável baixo 
Rodoviário 
Custos fixos baixos (rodovias estabelecidas e construídas com fundos públicos); 
Custo variável médio (combustível manutenção). 
Aquaviário 
Custo fixo médio (navios e equipamentos); 
Custo variável baixo (capacidade para transportar grande quantidade de tonelagem). 
Dutoviário 
Custo fixo mais elevado (direitos de acesso, construção, requisitos para controles das estações de 
bombeamento); 
Custo variável mais baixo (nenhum custo com mão-de-obra de grande importância) 
 
Aeroviário 
Custo fixo alto (aeronaves e manuseio e sistemas de carga); 
Alto custo variável (combustível, mão-de-obra, manutenção, etc). 
 
46 
 
 
Logística Empresarial 
 
7.2 MODAL FERROVIÁRIO 
 
A ferrovia é basicamente um transportador lento de matérias- primas ou 
manufaturados de baixo valor para longas distâncias. A distância média da viagem é 
de 535 milhas, com velocidade média de 20 milhas horárias. A distância média diária 
para um vagão é de cerca de 57 milhas diárias. As baixas velocidades e pequenas 
distâncias diárias percorridas refletem o fato que o vagão gasta 88% de seu tempo 
carregando e descarregando, locomovendo-se de um ponto a outro dentro do 
terminal, sendo classificado e agregado em composições ou mesmo ficando inativo 
durante uma queda sazonal de demanda. 
 
Existem duas formas de serviço ferroviário, o transportador regular e o privado. Um 
transportador regular vende seus serviços para qualquer usuário, sendo 
regulamentado em termos econômicos e de segurança pelo governo. Já o 
transportador privado pertence a algum usuário particular, que o usa com 
exclusividade. 
 
O transporte é realizado tanto com carga cheia ou carga parcial. A carga cheia 
refere-se a um carregamento com tamanho predeterminado, geralmente igual ou 
maior que a capacidade média de um vagão para o qual se aplica uma taxa 
particular. O frete de carga cheia é menor do que o frete de carga parcelada, 
refletindo o menor volume de manuseio exigido. 
 
Vantagens Desvantagens (continua) 
Baixo custo para as grandes distâncias 
Pouco competitivo para pequenos 
carregamentos 
Indicado para produtos de baixo valor e alta 
densidade 
Pouco competitivo para pequenas distâncias (< 
500 km) 
Adequado para grandes quantidades Pouco flexível (trabalha terminal a terminal) 
Transporta vários tipos de produtos 
Altos Custos Fixos (equipamentos, manutenção 
vias, pátios e terminais) 
Pouco influenciado pelas condições climáticas 
e de tráfego 
Horários e serviços pouco flexíveis 
47 
 
 
Logística Empresarial 
 
 
Vantagens Desvantagens (conclusão) 
Superior ao rodoviário em termos de consumo 
de energia 
Dependência de outros meios de transporte 
( sobretudo o rodoviário) 
Vantagens em termos ambientais 
 
7.3 MODAL RODOVIÁRIO 
 
O transporte rodoviário difere do ferroviário, pois serve rotas de curta distância de 
produtos acabados ou semi-acabados. As vantagens inerentes do uso de caminhões 
são (1) o serviço porta a porta, de modo que não é preciso carregamento ou 
descarga entre origem e destino, como frequentemente ocorre com os modos aéreo 
e ferroviário; (2) a freqüência e a disponibilidade de serviços e (3) sua velocidade e 
conveniência no transporte porta a porta. 
 
Vantagens Desvantagens 
Flexibilidade de serviço Unidades de carga limitada 
Grande cobertura Limitado por condições climáticas 
Manuseio de pequenos lotes Limitado pelo trânsito 
Muito competitivo em distâncias curtas e 
médias 
Limitado pela infra-estrutura disponível 
Elevada adaptabilidade Limitado por regulamentações de circulação, horários. 
Baixo investimento para operador Mais caro em grandes distâncias 
Rápido, serviço ponto a ponto Custo variável por Km é relativamente alto 
Menores custos de embalagem 
 
7.4 MODAL DUTOVIÁRIO 
 
Até hoje, o transporte dutoviário oferece um rol muito limitado de serviços e 
capacidades. Petróleo bruto e derivados são os principais produtos que têm 
movimentação economicamente viável por dutos. 
48 
 
 
Logística Empresarial 
 
A movimentação do duto é bastante lenta, sendo apenas cerca de 3 a 4 milhas 
horárias. A lentidão é contrabalançada pelo fato de que o transporte opera 24 horas 
por dia e sete dia por semana. 
 
Com relação ao tempo de trânsito, o transporte dutoviário é o mais confiável de 
todos, pois existem poucas interrupções para causar variabilidade nos tempos de 
entrega. Fatores meteorológicos não são significativos e bombas são equipamentos 
altamente confiáveis. Além disso, a disponibilidade de dutos é limitada apenas por 
seu emprego por outros usuários. 
 
Danos e perdas são baixos, pois (1) líquidos e gases não estão sujeitos a danos no 
mesmo grau que produtos manufaturados e (2) a quantidade de perigos que podem 
ocorrer na operação dutoviária é limitada. 
 
 
Vantagens Desvantagens 
Funciona ponto a ponto para líquidos ou gases Alto investimento (direito a acesso, construção, 
controle das estações, bombeamento) 
Rapidez Adaptável a poucos tipos de produtos 
Baixa utilização de mão de obra Não são flexíveis 
Baixo custo de manutenção 
Longa vida útil 
Operam 24 h 
Não existe container/veículo para retorno 
 
7.5 MODAL AQUAVIÁRIO 
 
O transporte marítimo é o modal mais utilizado no comércio internacional ou longo 
curso refere-se ao transporte marítimo internacional. Inclui tanto os navios que 
realizam tráfego regular, pertencentes a Conferências de Frete, Acordos Bilaterais e 
os outsiders, como aqueles de rota irregular, os \u201ctramps\u201d. 
 
49 
 
 
Logística Empresarial 
 
Vantagens Desvantagens 
Competitivo para grandes cargas (baixo custo 
por ton x Km transportada) 
Baixa Velocidade 
Carrega qualquer tipo de carga Limitado a mercados com orla marítima ou rios 
navegáveis 
Menor custo de transporte Muito pouco flexível 
 
7.6. MODAL AEROVIÁRIO 
 
O transporte aéreo tem tido uma demanda crescente de usuários no segmento de 
cargas com serviço regular, mesmo apesar de seu frete exceder o valor do frete 
rodoviário mais de três vezes e quatorze vezes o ferroviário. A vantagem do modo 
aéreo está em sua velocidade sem paralelo, principalmente para longas distâncias. 
 
A disponibilidade e a confiabilidade podem ser consideradas boas sob condições 
normais de operação. A variabilidade do tempo de entrega é baixa em termos 
absolutos, apesar de o tráfego aéreo ser bastante sensível a falhas mecânicas, 
condições meteorológicas e congestionamentos. Comparando-se sua variabilidade 
com seu tempo médio de entrega, a situação se inverte, pois se apresenta então 
como um dos modais menos confiáveis. 
Vantagens Desvantagens 
Velocidade de transporte Elevado custo para maioria dos produtos 
Boa confiabilidade e freqüência entre as 
principais cidades 
Custo variável muito elevado ( combustível, 
manutenção, M.O, intensa e especializada) 
Adequado