Portugues com exercicios
908 pág.

Portugues com exercicios


DisciplinaPortuguês70.679 materiais1.659.706 seguidores
Pré-visualização50 páginas
haja muitos que 
pensem o contrário. O que não é evidentemente, o caso do cronista. 
(B)) O poeta Álvares de Azevedo, no século XIX, parecia alimentar a mesma convicção 
do cronista. Embora fosse um romântico, o poeta ridicularizava os idealistas que, 
tendenciosamente, omitiam as agruras da vida natural. 
(C) O cronista é um dos maiores humoristas nossos, sem receio de ofender pontos de 
vista alheios, costuma atacar o senso comum; no que este tem de vicioso e sobretudo, 
artificial. 
(D) Provavelmente se sentirão hostilizados, aqueles que defendem as delícias da vida 
natural. Em compensação: os que relutam em aceitá-la, muito se divertirão com essa 
crônica. 
(E) Não se privaria o cronista, do conforto que oferecem instalações sanitárias, em nome 
de uma vida mais pura e mais rústica. Por que haveríamos de renunciar aos ganhos da 
civilização, pergunta-se ele? 
 
12 - (ESAF/AFRF/2002.1) 
A revolução da informação, o fim da guerra fria \u2013 com a decorrente hegemonia de uma 
superpotência única \u2013 e a internacionalização da economia impuseram um novo equilíbrio 
de forças nas relações humanas e sociais que parece jogar por terra as antigas 
CURSOS ON-LINE \u2013 PORTUGUÊS \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSORA CLAUDIA KOZLOWSKI 
 
www.pontodosconcursos.com.br 
 
20
aspirações de solidariedade e justiça distributiva entre os homens, tão presentes nos 
sonhos, utopias e projetos políticos nos últimos dois séculos. Ao contrário: o novo 
modelo \u2013 cuja arrogância chegou ao extremo de considerar-se o ponto final, senão 
culminante, da história \u2013 promove uma brutal concentração de renda em âmbito 
mundial, multiplicando a desigualdade e banalizando de maneira assustadora a perversão 
social. 
Julgue se os itens a respeito do emprego dos sinais de pontuação no texto são falsos (F) 
ou verdadeiros (V) para, em seguida, assinalar a opção correta. 
( ) As duas ocorrências de duplo travessão demarcam intercalações e 
desempenham função análoga à dos parênteses. 
( ) As vírgulas que se seguem a \u201chomens\u201d(l.4) e \u201csonhos\u201d(l.5) destacam uma 
explicativa restritiva e, por isso, seu emprego é opcional. 
( ) O emprego de dois-pontos após \u201ccontrário\u201d(l.5) justifica-se por introduzir 
um esclarecimento sobre o que foi dito no período anterior. 
( ) A função das vírgulas que isolam a expressão \u201csenão culminante\u201d(l.6-7) é 
a de destacá-la sintaticamente e dar-lhe relevo estilístico. 
A ordem correta dos itens é 
a) V F V F 
b) F F V F 
c) V F F V 
d) V F V V 
e) F V V V 
 
13 - (ESAF/Fiscal do Trabalho/2003) 
A sociedade baseada na liberdade contratual será sempre, em grande parte, uma 
sociedade de classes, cuja estrutura é defendida em vantagem dos ricos. Cumpre 
associar o indivíduo no processo de autoridade, isto é, o trabalhador no poder industrial. 
A exclusão de alguém de uma parcela do poder é, forçosamente, a exclusão daquele dos 
benefícios deste. Todos deviam e devem, portanto, ter direito a uma parte dos resultados 
da vida social. E as diferenças devem existir somente quando necessárias ao bem 
comum. Impõe-se, pois, uma igualdade econômica maior, porque os benefícios que um 
homem pode obter do processo social estão aproximadamente em função de seu poder 
de consumo, o que resulta do seu poder de propriedade. Assim os privilégios econômicos 
são contrários à verdadeira sociedade democrática. O próprio conceito de liberdade 
redefine-se através dos séculos, de acordo com as circunstâncias históricas e o 
desenvolvimento das forças econômicas. E a liberdade, no mundo atual, só existirá de 
fato quando assentada na segurança e em função da igualdade. É que a verdadeira 
democracia, já o disse Turner, \u201cé o direito do indivíduo de compartilhar as decisões que 
respeitam a sua vida e da ação necessária à execução de tais decisões\u201d. Para que a 
liberdade realmente exista, é preciso que a sociedade se estruture sobre cooperação e 
não sobre a exploração. E assim os homens serão livres. 
(João Mangabeira, Oração do Paraninfo, proferida em Salvador, BA, em 8/12/1944, com 
adaptações) 
Analise as seguintes afirmações a respeito do uso dos sinais de pontuação no texto. 
CURSOS ON-LINE \u2013 PORTUGUÊS \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSORA CLAUDIA KOZLOWSKI 
 
www.pontodosconcursos.com.br 
 
21
I. O emprego da vírgula depois de \u201cclasses\u201d (l.2) é opcional e, por isso, sua retirada não 
causa prejuízo gramatical ao texto. 
II. Devido ao valor explicativo do período iniciado por \u201cA exclusão\u201d(l.4), as regras 
gramaticais permitem trocar o ponto final que o antecede pelo sinal de dois pontos, 
desde que se empregue o artigo com letra minúscula. 
III. Apesar de não ser obrigatório o emprego da vírgula depois de \u201cAssim\u201d(l.9), o valor 
conclusivo do advérbio recomenda que aí seja inserida. 
IV. Por se tratar de uma citação, as regras gramaticais admitem que o período entre 
aspas (l.14-15) seja precedido do sinal de dois pontos, em lugar de vírgula; e, nesse 
caso, as aspas podem ser retiradas. 
a) todos os itens estão corretos. 
b) nenhum item está correto. 
c) apenas o item II está correto. 
d) apenas os itens II e III estão corretos. 
e) apenas os itens II, III e IV estão corretos. 
 
14 - (ESAF/Técnico ANEEL /2006) 
Apesar das dificuldades, o Programa de Metas foi executado e seus resultados 
manifestam-se na transformação da estrutura produtiva nacional. O governo JK, que 
soube mobilizar com maestria a herança de Vargas e elevar a auto-estima do povo 
brasileiro, realizou-se em condições democráticas, com liberdade de imprensa e 
tolerância política. A taxa de inflação, que em 1956 foi de 12,5%, no final do governo JK, 
elevou-se para o patamar de 30,5%. A Nação, por sua vez, obteve um crescimento 
econômico médio de 8,1% ao ano. Apesar das pressões do Fundo Monetário 
Internacional (FMI), que já advogava o \u201cequilíbrio fiscal\u201d e o Estado mínimo para o Brasil, 
e de setores conservadores da vida brasileira, JK conseguiu elevar o PIB nacional em 
cerca de 143%. E tudo isto ocorreu em um contexto marcado por um déficit de 
transações correntes que atingiu 20% das exportações em 1957 e 37% em 1960, o que 
ampliava a fragilidade externa e fazia declinar a condição de solvência da economia 
brasileira. No entanto, foi graças ao controle do câmbio e ao regime de incentivos criados 
que as importações de bens de consumo duráveis foram contidas. 
(Rodrigo L. Medeiros, com adaptações) 
Em relação ao texto, julgue a assertiva. 
\u2022 As vírgulas após \u201cJK\u201d (l.2) e após \u201cbrasileiro\u201d(l.4) isolam oração de natureza 
restritiva. 
 
15 - (FCC/TRE MG /2005) 
A supressão da(s) vírgula(s) implicará alteração de sentido na frase: 
(A) Ao longo das últimas décadas, as obras de Umberto Eco vêm ganhando mais e mais 
respeitabilidade. 
(B) Umberto Eco homenageia os cientistas, que combatem o obscurantismo 
fundamentalista. 
CURSOS ON-LINE \u2013 PORTUGUÊS \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSORA CLAUDIA KOZLOWSKI 
 
www.pontodosconcursos.com.br 
 
22
(C) O grande pensador italiano, Umberto Eco, homenageia em seu texto a atitude de um 
grande cientista. 
(D) Na atitude de Stephen Hawking, há uma grandeza que todo cientista deveria imitar. 
(E) Não há como deixar de reconhecer, no texto de Humberto Eco, uma homenagem a 
Stephen Hawking. 
 
16 - (FCC/TRE MG/2005) Atente para as seguintes frases: 
I. A preocupação do autor é com os jornalistas, cuja liberdade de expressão se encontra 
ameaçada. 
II. Os jornalistas, que costumam cuidar de seus próprios interesses, não preservam sua 
independência. 
III. O direito à livre informação é dos jornalistas e, também, da sociedade como um todo. 
A supressão da(s) vírgula(s) altera o sentido APENAS do que está em 
(A) I. 
(B) II. 
(C) III. 
(D) I e II. 
(E) II e III. 
 
GABARITOS COMENTADOS DAS QUESTÕES DE FIXAÇÃO 
1 \u2013 A 
Vimos que a vírgula