Portugues com exercicios
908 pág.

Portugues com exercicios


DisciplinaPortuguês70.753 materiais1.664.939 seguidores
Pré-visualização50 páginas
A bela mulher apareceu na porta. (loc.adverbial expressa a circunstância de lugar) 
As locuções adverbiais mais comuns são: com certeza, sem dúvida, de longe, de 
perto, às vezes etc. 
Sobre o emprego dos advérbios bem e mal, acompanhados de bem e antes de 
adjetivos particípios, já falamos na aula zero. Prefere-se a não-junção: 
É um dos jogadores mais bem pagos do mundo. 
Não há necessidade (nem condição) de decorar listas de advérbios ou locuções 
adverbiais. 
Você irá identificar a classe gramatical a partir da relação que a palavra estabelece 
com as demais. 
Veja: a palavra meio pode ser advérbio, mas nem sempre o será. Vamos aos 
exemplos: 
1 - "Estava meio atrasada." 
2 - "Resolvi dar meia volta." 
3 - "O meio universitário era favorável para a disseminação daquelas idéias." 
Você notou que no exemplo 1, mesmo ao lado de um adjetivo feminino, o vocábulo 
permaneceu inalterado? Isso comprova que essa palavra é um advérbio \u2013 é 
invariável e modifica um adjetivo. 
Já a segunda forma se flexionou em gênero, concordando com a palavra \u201cvolta\u201d \u2013 é 
um numeral, classe de palavra variável. 
No exemplo 3, o vocábulo está acompanhado de um artigo, o que o classifica como 
um substantivo. Também poderia se flexionar: \u201cOs meios acadêmicos...\u201d. 
Também merecem destaque os advérbios interrogativos: onde, aonde, donde, 
como, que fazem parte de orações interrogativas e não devem ser confundidos com 
os pronomes relativos homógrafos. Estes possuem antecedentes aos quais se 
referem, enquanto que os advérbios interrogativos são \u201cindependentes\u201d e se referem 
a circunstâncias como tempo, modo, causa ou lugar. Podem estar em construção 
interrogativa direta ou indireta. 
Não sei como você agüenta esse homem! 
Aonde você vai? (o verbo ir exige a preposição \u201ca\u201d, que a ele se liga: a + onde) 
CURSOS ON-LINE \u2013 PORTUGUÊS \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSORA CLAUDIA KOZLOWSKI 
 
www.pontodosconcursos.com.br 
 
19
Quero saber onde você vai almoçar. (quando o verbo exigir a preposição \u201cem\u201d, 
basta o \u201conde\u201d.) 
Donde você veio? (o verbo vir exige a preposição \u201cde\u201d, que se liga ao advérbio: 
de + onde) 
 
8. PALAVRAS DENOTATIVAS 
Na língua portuguesa, há algumas palavras e locuções não definidas pela N.G.B. em 
qualquer das classes de palavras. São as palavras denotativas, que apresentam 
certa semelhança com os advérbios mas que, devido a algumas características 
peculiares, com eles não se confundem. 
A principal característica que as distinguem dos advérbios é o fato de estes se 
referirem a certos vocábulos (verbos, adjetivos, advérbios), enquanto que as 
palavras denotativas podem se referir a qualquer vocábulo ou até mesmo a nenhum 
diretamente. 
As palavras ou expressões denotativas mais comuns são: 
- de exclusão \u2013 exceto, salvo, apenas etc. 
Todos, menos Lula, sabiam do mensalão. 
- de inclusão \u2013 até, inclusive, mesmo, também etc. 
Até Deus duvida disso! 
- de explicação \u2013 isto é, ou melhor, ainda, por exemplo, a saber etc. 
Este ato é arbitrário, ou seja, não respeita leis ou regras. 
- de retificação \u2013 isto é, ou melhor (a diferença entre esta e a anterior depende do 
contexto). 
Eu preciso de dois laudos, ou melhor, de três. 
- de realce \u2013 é que, lá, só, cá, mas etc. 
Ele lá sabe alguma coisa sobre isso? 
- de designação \u2013 eis. 
Eis o vencedor da competição. 
- de situação \u2013 então, mas, afinal etc. 
Mas, afinal, o que você queria? 
 
9. PREPOSIÇÃO 
Classe invariável que liga termos de uma oração de tal modo que o significado do 
primeiro (antecedente \u2013 termo regente) é explicado ou delimitado pelo segundo 
(conseqüente - termo regido). 
Ex.: O professor gosta de trabalhos noturnos. 
 Não há necessidade de trabalharmos à noite. 
CURSOS ON-LINE \u2013 PORTUGUÊS \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSORA CLAUDIA KOZLOWSKI 
 
www.pontodosconcursos.com.br 
 
20
São exemplos das preposições simples mais comuns, chamadas de essenciais: 
a, ante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por, sem sob, 
sobre, trás 
Algumas palavras, cujo sentido original é de outra classe gramatical, podem ser 
usadas como preposições \u2013 são chamadas de preposições acidentais. 
 Eu a considero como uma irmã. Você terá que fazer a prova amanhã. 
As locuções prepositivas se caracterizam por apresentar, como último vocábulo, uma 
preposição essencial: 
Abaixo de apesar de graças a por entre junto a embaixo de 
 
 
10. CONJUNÇÃO 
Classe invariável que liga orações, às vezes, liga termos coordenados de uma 
oração. 
Ex.: Os pais viajaram e estudaram. (liga orações) 
Os pais viajaram para Orlando e Paris. (liga termos dentro de uma oração) 
As conjunções podem ser: 
Coordenadas \u2013 relacionam elementos de mesma função gramatical. 
Subordinadas \u2013 ligam duas orações, sendo que uma complementa, 
determina ou restringe o sentido de outra. 
 
Locução conjuntiva 
Formada por mais de um vocábulo, sendo que, normalmente, o último é uma 
conjunção. 
 já que se bem que a fim de que 
 
11. INTERJEIÇÃO 
Classe invariável que expressa emoções, sensações, sentimentos ou representa um 
chamamento. 
 alívio (Ufa!) dor (Ai!) espanto (Quê!) medo (Credo!) 
 satisfação (Viva!) chamamento (Oxalá!) saudação (Alvíssaras!) 
 
Locução interjeitiva é o conjunto de duas ou mais palavras com valor de interjeição. 
 Que horror! Queira Deus! Ai de mim! 
Na escrita, a interjeição vem acompanhada do sinal de exclamação, com exceção do 
\u201cÓ\u201d de apelo (\u201cÓ menino, não faça isso\u201d), que não deve ser confundido com \u201cOh\u201d, de 
admiração. 
CURSOS ON-LINE \u2013 PORTUGUÊS \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSORA CLAUDIA KOZLOWSKI 
 
www.pontodosconcursos.com.br 
 
21
Sobre \u201cVivam os campeões!\u201d, nosso mestre Evanildo Bechara observa, em seu 
\u201cLições de Português pela Análise Sintática\u201d, que o emprego quase interjeitivo da 
oração e a proximidade com a interjeição (invariável, portanto) \u201cSalve os 
campeões!\u201d levam à forma \u201cViva os campeões!\u201d, com evidente erro de 
concordância. 
Contudo, ressalta o mestre: \u201cApesar de correr vitoriosa na linguagem coloquial, esta 
concordância no singular deve ser cuidadosamente evitada na língua padrão\u201d. 
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 
Algumas dessas classes gramaticais merecerão destaque em nossos encontros. Por 
ora, vamos resolver algumas questões de prova para fixar todos esses conceitos. 
Abraços e até a próxima. 
QUESTÕES DE FIXAÇÃO 
1 - (FGV / Ministério da Cultura /2006) 
Assinale a alternativa que não apresente a classificação correta de um dos 
elementos mórficos do vocábulo deixasse 
(A) deix- = radical 
(B) -e = desinência número-pessoal 
(C) -a = vogal temática verbal 
(D) deixa = tema 
(E) -sse = desinência modo-temporal 
 
2 - (FGV / ICMS MS - Fiscal de Rendas / 2006) 
Assinale a alternativa em que um dos elementos mórficos da palavra contribuiu 
(L.65) não esteja corretamente analisado. 
(A) contribuiu = prefixo 
(B) contribuiu = raiz 
(C) contribuiu = desinência modo-temporal 
(D) contribuiu = tema 
(E) contribuiu = vogal temática 
 
3 -(CESGRANRIO / INSPETOR DE POLÍCIA / 2001) 
Inúmeros, ilícita, impropriedade têm em comum: 
a) o prefixo negativo; 
b) a classe gramatical; 
c) o gênero; 
d) o número; 
e) a forma gráfica. 
 
CURSOS ON-LINE \u2013 PORTUGUÊS \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSORA CLAUDIA KOZLOWSKI 
 
www.pontodosconcursos.com.br 
 
22
4 - (FUNDEC / TRT 1ª.Região / 2003) 
Os prefixos das palavras entressafra (linha 15) e internacional são sinônimos. 
Idêntica relação semântica pode ser depreendida entre os prefixos das palavras: 
A) anti-higiênico