Portugues com exercicios
908 pág.

Portugues com exercicios


DisciplinaPortuguês71.002 materiais1.683.157 seguidores
Pré-visualização50 páginas
1 \u2013 B - A forma verbal deixasse não possui desinência número-pessoal: 
TEMA 
Radical Vogal tem. 
DMT DNP 
DEIX A SSE Ø 
 
2 \u2013 C - O morfema \u201cu\u201d é desinência número-pessoal. 
 
TEMA 
PREFIXO 
Radical Vogal tem. 
DMT DNP 
CON TRIBU I Ø U 
À raiz trib unem-se os prefixos que formam os radicais dos verbos: retribuir, 
contribuir. 
O mesmo ocorre nos seguintes verbos: 
\u2022 (raiz = preend) compreender, apreender, repreender; 
\u2022 (raiz = vert) reverter, perverter, inverter, converter; 
\u2022 (raiz = fer) preferir, conferir, deferir, inferir, desferir; 
Esse são alguns exemplos de verbos formados a partir da união de prefixos à raiz. 
3 \u2013 A \u2013 Os três vocábulos apresentam prefixos negativos: inúmeros, ilícita, 
impropriedade. 
 
CURSOS ON-LINE \u2013 PORTUGUÊS \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSORA CLAUDIA KOZLOWSKI 
 
www.pontodosconcursos.com.br 
 
28
4 \u2013 Os prefixos latinos entre e inter designam \u201cposição intermediária\u201d. Os prefixos 
gregos da opção C também são sinônimos: arqui e hiper indicam superioridade. 
a) anti - prefixo grego = oposição / sub - prefixo latino = posição inferior 
b) co \u2013 latino = companhia ou contigüidade / contra \u2013 latino = oposição 
d) vice \u2013 latino = em lugar de / sobre \u2013 latino = posição superior 
e) ante \u2013 latino = anterioridade / recém \u2013 latino = recente 
 
5 \u2013 A 
b) i = negação / des = separação 
c) a em \u201camoral\u201d = negação / a em \u201caderente\u201d = separação 
d) a em \u201caderente\u201d = separação / sub = posição inferior 
 
6 \u2013 B \u2013 O prefixo i em \u2018imergir\u2019 indica o movimento para dentro (como em imigrar). 
 
7 \u2013 E - O vocábulo \u201centrevejo\u201d passou pelo processo de derivação prefixal, com a 
colocação do prefixo entre (posição intermediária). A esse mesmo processo se 
submeteu o vocábulo \u201cperfumadas\u201d, com o prefixo per (movimento através) 
a) derivação sufixal (jóia + lh + eria) 
b) originalmente francesa, sofreu derivação sufixal com \u2013eria ou \u2013aria, que indicam 
\u201catividade de\u201d, \u201cramo de negócio\u201d. 
c) derivação prefixal e sufixal 
d) derivação parassintética 
 
8 \u2013 C \u2013 \u2018epiderme\u2019 é a camada mais superficial da pele (prefixo grego epi + radical 
grego derme) 
a) trans- latino = passar além de. 
b) peri- grego = em torno de. 
d) sub- grego = posição abaixo. 
 
9 \u2013 C \u2013 O vocábulo \u201cfalta\u201d é o próprio tema (radical falt + VT a). 
 
10 \u2013 E \u2013 Os prefixos super, extra, ultra (latinos), mega, hiper e arqui (gregos) são 
equivalentes e indicam superioridade. Já os prefixos contra-, ob-, o-, des- (latinos) e 
anti- e para- (gregos) denotam oposição. 
Os demais apresentam os seguintes significados: 
- hemi \u2013 grego = metade; 
- poli \u2013 grego = muitos; 
- endo \u2013 grego = posição interna; 
- além \u2013 latino = adiante 
CURSOS ON-LINE \u2013 PORTUGUÊS \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSORA CLAUDIA KOZLOWSKI 
 
www.pontodosconcursos.com.br 
 
29
 
11 \u2013 E - vulcões; aldeões ou aldeães; alazões e alazães. 
a) cidadãos; vulcões ; capelães. 
b) escrivães; aldeãos, aldeões ou aldeães; razões. 
c) capelães; situações; alazões e alazães. 
d) corrimãos; cidadãos; escrivães. 
 
 
12 \u2013 E - Essa questão exigia bastante percepção do candidato. A dica para 
solucioná-la estava na expressão \u201cconsiderados os vários aspectos de sua formação\u201d. 
Assim como \u201chibernação\u201d buscou em sua origem latina a forma que significa 
\u201cinverno\u201d (hiber), a palavra \u201canimação\u201d tem em sua raiz (änima) o sentido de alma. 
 
13 \u2013 A - A palavra \u201caterrorizar\u201d tem relação com \u201cterror\u201d e não \u2018terra\u2019. 
 
14 \u2013 C \u2013 O aluno que se lembrou da aula sobre Ortografia não errou essa questão. 
No material, mencionamos que \u201cexceção\u201d não deriva de EXCEDER, mas de 
EXCETUAR. 
 
15 \u2013 B - O elemento de composição em \u201cagridoce\u201d é latino e significa \u201cacre, ácido, 
azedo\u201d. Já em \u201cagricultura\u201d, \u201cagrimensor\u201d, \u201cagreste\u201d e \u201cagrícola\u201d está presente o 
prefixo \u201cagri\u201d, também latino, que se refere a campo. 
 
16 \u2013 D \u2013 O prefixo latino \u201cin\u201d em \u201cincorrer\u201d significa \u201cmovimento para dentro\u201d. Os 
demais têm valor de negação. 
 
17 \u2013 B - O processo de acompanhamos é o mesmo de encanada \u2013 derivação 
parassintética. 
a) rapidíssimos - sufixação 
c) utilizamos - sufixação 
d) repressão - prefixação 
e) intermediárias \u2013 prefixação e sufixação (mediar Î intermediar Î intermediária) 
 
 
18 \u2013 A \u2013 Não nos cansamos de repetir \u2013 a análise morfológica de uma palavra só 
pode ser feita de acordo com o contexto. Na oração \u201cA tal da demanda social\u201d, o 
vocábulo \u201ctal\u201d está sendo usado para indicar. Por isso, é um pronome demonstrativo. 
Esse pronome faz parte da expressão \u201cO(a) tal de\u201d, usado na linguagem com 
desdém. 
Não confunda com \u201co tal\u201d, substantivo coloquial brasileiro de dois gêneros usado 
para designar a pessoa que julga ser mais importante do que é: \u201cEla se acha o tal\u201d. 
Veja na próxima questão um outro emprego de \u201ctal\u201d. 
 
CURSOS ON-LINE \u2013 PORTUGUÊS \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSORA CLAUDIA KOZLOWSKI 
 
www.pontodosconcursos.com.br 
 
30
19 \u2013 B - Muita gente boa, de cara, deve ter marcado "pronome demonstrativo" (D), 
e não foi à toa que essa questão está nesta posição. 
Em \u201cTal como está organizada, a sociedade gira em torno do mercado\u201d, esse 
"tal" indica MODO - circunstância. Troque por "assim" ou "do modo" e continuará 
fazendo sentido. Assim, notamos que não é pronome demonstrativo, mas ADVÉRBIO 
- opção B. 
 
20 \u2013 A 
b) olhos azul-turquesa \u2013 note que \u201cturquesa\u201d (com \u201cs\u201d) é um mineral azul ou 
esverdeado. Como o segundo elemento do adjetivo composto é um substantivo, 
permanecerá invariável. 
c) escolas-modelo(s) \u2013 atualmente, esta questão estaria sujeita a recursos, pois o 
enunciado não menciona a norma culta e modernamente já se aceita a flexão dos 
dois vocábulos, mesmo o segundo indicando finalidade. 
d) surdos-mudos \u2013 os dois se flexionam. 
e) pores-do-sol \u2013 só o primeiro elemento varia. 
 
21 \u2013 D - \u201cMatéria-prima\u201d é um substantivo composto formado por um substantivo e 
um adjetivo. No plural, os dois elementos variam. O mesmo acontece com \u201calunos-
mestres\u201d. 
a) porta-voz Î porta-vozes (verbo + substantivo) 
b) guarda-comida Î guarda-comidas (idéia de guardar \u2013 não varia) 
c) bem-te-vi Î bem-te-vis 
e) pisca-pisca Î pisca-piscas 
 
 
22 \u2013 A \u2013 Em \u201csegunda-feira\u201d, os dois elementos se flexionam: segundas-feiras 
(numeral e substantivo). 
Da mesma forma que a questão 20, esta seria passível de anulação, em virtude da 
possibilidade de se flexionar os dois elementos do item B \u2013 salários-família(s). 
Assim, haveria duas respostas igualmente válidas \u2013 A e B. 
 
As demais opções, devidamente corrigidas, seriam: 
c) Houve alguns quebra-quebras na cidade. 
d) Gostava de sopa de grãos-de-bico. 
 
 
23 \u2013 B \u2013 A mudança da colocação do vocábulo \u201cvárias\u201d altera seu aspecto semântico 
e morfológico. Em \u201cvárias idéias\u201d, é um pronome indefinido. Já em \u201cidéias várias\u201d, 
tem valor adjetivo com o sentido de \u201cvariadas\u201d. 
Não há alteração morfológica nem semântica entre os elementos das opções a, c e d 
(novos, lúcidas e tristes, que mantêm em qualquer das orações o sentido e a 
classificação morfológica \u2013 adjetivo). 
CURSOS ON-LINE \u2013 PORTUGUÊS \u2013 CURSO REGULAR 
PROFESSORA CLAUDIA KOZLOWSKI 
 
www.pontodosconcursos.com.br 
 
31
A "pegadinha" do enunciado em relação à opção E é a exigência de alteração 
SEMÂNTICA E GRAMATICAL: poucas oportunidade (pronome indefinido) e 
oportunidades poucas (adjetivo) 
Há alteração gramatical. O Dicionário Eletrônico Aurélio indica as seguintes acepções 
do vocábulo "pouco": 
\u201cAdjetivo. 
1.Em pequena quantidade; escasso, reduzido. [Superl. abs. sint.: pouquíssimo.] 
Pronome indefinido. 
2.Algo (coisa ou indivíduo) em quantidade ou em grau menor do que o habitual ou o 
esperado.\u201d 
Contudo, mesmo que haja alteração gramatical (um é pronome indefinido e o outro, 
adjetivo), não há alteração semântica. Em qualquer das duas