REVISAO
14 pág.

REVISAO


DisciplinaOrganização Politica Publica62 materiais153 seguidores
Pré-visualização5 páginas
em especial durante
 a vigência do AI-5.
Questão 1/5 - Processo Legislativo
As medidas provisórias são \u201catos emanados do Poder Executivo com força de lei destinada a normatizar matérias em situações de relevância e que exijam urgência\u201d (BERNARDI, Jorge. O Processo Legislativo Brasileiro. Curitiba: InterSaberes, 2012), possuindo dois requisitos para sua constitucionalidade: relevância e urgência.
Acerca deles, analise o caso a seguir e assinale a alternativa correta:
O presidente brasileiro, na data de 28 de abril, editou uma medida provisória cujo conteúdo era:
\u201cArt. 1º É proibido plastificar documentos oficiais de identidade.
Art. 2º É permitido ao cidadão brasileiro, porém, plastificar seu documento de identidade, desde que o plástico possa ser facilmente retirado quando assim requerido por qualquer autoridade.\u201d
	 
	A
	Esse ato é inconstitucional, pois carece da relevância e urgência.
Você acertou!
A medida provisória deve ter relevância e urgência, requisitos sem os quais é inconstitucional. 
	
	B
	Esse ato é inconstitucional, pois, embora tenha nítida relevância e urgência, deixou de expor os motivos.
	
	C
	Esse ato é constitucional, pois carece da relevância e urgência.
	
	D
	Esse ato é constitucional, porque possui relevância e urgência.
	
	E
	Esse ato é inconstitucional, pois coloca em risco a segurança nacional.
Questão 2/5 - Processo Legislativo
\u201cA medida provisória, adotada no Brasil a partir da Constituição de 1988, inspira-se na Constituição da Itália, que adota o regime parlamentarista, na qual existe o decreto-legge in casi straordinari di necessità e d\u2019urgenza, ou seja, decreto-lei em caso extraordinário de necessidade e urgência.\u201d (BERNARDI, Jorge. O Processo Legislativo Brasileiro. Curitiba: InterSaberes, 2012.)
A medida provisória, se não transformada em lei no prazo estabelecido na Constituição:
Nota: 20.0
	
	A
	Passa a vigorar indefinidamente.
	
	B
	Tem vigência pelo prazo de dois anos, a contar da rejeição de sua conversão em lei.
	
	C
	Tem vigência pelo prazo de um ano, a contar da rejeição de sua conversão em lei.
	
	D
	Deixa de ser válida.
Você acertou!
Perde sua eficácia e validade a medida provisória não convertida em lei. (BERNARDI, Jorge
 
	
	E
	Recebe sobrevida até ser convertida em lei.
Questão 3/5 - Processo Legislativo
Acerca das espécies de atos legislativos, assinale a alternativa que preenche corretamente a lacuna abaixo:
\u201c____________ são atos legislativos interna corporis que objetivam regulamentar matérias de interesse próprio e de competência exclusiva dos órgãos legislativos, tanto nos aspectos político-legislativos quanto nas questões de ordem administrativa.\u201d
	
	A
	Os decretos legislativos.
	
	B
	Os decretos-leis.
	
	C
	As resoluções.
Você acertou!
\u201cAs resoluções são atos legislativos interna corporis que objetivam regulamentar matérias de interesse próprio
 e de competência exclusiva dos órgãos legislativos, tanto nos aspectos político-legislativos quanto nas 
questões de ordem administrativa. Explica Joaquim Castro Aguiar [...] que tanto as resoluções quanto os decretos
 legislativos são atos que independem de apreciação do Executivo\u201d. (BERNARDI, Jorge. 
	
	D
	As competências delegadas.
	
	E
	As leis ordinárias.
 
Questão 4/5 - Processo Legislativo
Na obra-base, cita-se Celso Ludwig, que narra: durante o período do governo nazista, a maioria dos alemães era favorável à perseguição dos judeus. Nem por isso as ações correspondentes eram válidas e legítimas, pelo efeito que elas produziam. \u201cTal medida não podia ser suportada pelos judeus alemães, já que ela estava lhes tirando tudo, inclusive a vida. Portanto, a referida lei, embora aprovada por um órgão estatal e apoiada pelo consenso da maioria da sociedade alemã, não era uma medida legítima, tampouco válida.\u201d (BERNARDI, Jorge. O Processo Legislativo Brasileiro. Curitiba: InterSaberes, 2012.)
Com base nesse exemplo de injustiça praticada por uma maioria, assinale a alternativa que ilustra o pensamento do filósofo Habermas para evitar situações semelhantes.
	
	A
	Nenhuma lei deve ser decidida pela maioria.
	
	B
	As leis devem se dar pelo \u201cconsenso discursivo\u201d como forma de buscar a validade e a legitimidade.
Você acertou!
As leis devem se dar pelo consenso discursivo como forma de buscar a validade e a legitimidade. Esse consenso
 implica:
a)Todos devem participar e ter as mesmas oportunidades de participação, em igualdade de condições;
b) Todo participante deve ser livre e autônomo para levantar as pretensões que julgar convenientes;
c) Todo participante deve ser livre para apresentar razões que justifiquem suas condições;
d) Todo participante deve ser livre para fazer frente contra as proposições levantadas pelos outros participantes.
	
	C
	As leis devem ser discutidas em parlamentos fechados, sem participação popular.
	
	D
	A legitimidade e a validade das leis devem ser buscadas no plano dialético do parlamento, envolvendo 
a tomada de decisões violentas para coibir excesso de democracia.
	
	E
	Os projetos de lei devem ser propostos pelas minorias, para que, pelas vantagens que atribuam a si
 próprios, equilibrem a justiça.
\ufffd
Questão 5/5 - Política de Desenvolvimento Econômico
\u201cO desenvolvimento das ciências da natureza, principalmente a partir do século XIX, influenciou fortemente a metodologia das ciências humanas. Para Milton Santos (2003), a região apareceu na geografia moderna, em meados do século XIX, calcada pelas disciplinas da natureza. Foi a partir da geologia que a geografia científica incorporou, em seu vocabulário, o termo região. Ela apareceu, nesse contexto, como um conjunto de bacias hidrográficas orientadas pelo relevo. \u201d (Brito, Thiago Macedo Alves de. Texto derivado do capítulo 3 da dissertação de mestrado de título Região: leituras possíveis de Milton Santos, defendida em junho de 2007 no Departamento de Geografia do IGCUFMG. Disponível em <file:///C:/Users/92001848/Downloads/26810211PB. pdf > acesso em junho de 2015)
De acordo com os conceitos abordados na obra de Ultramari e Duarte (2012) e com a classificação desenvolvida por Ab\u2019Saber (2003), qual é a definição do DOMÍNIO DAS CAATINGAS?
Assinale a alternativa correta:
	
	A
	Região Nordeste do Brasil, formadora do chamado polígono das secas, de formações cristalinas, área
 depressiva (intermontanhas) e de clima semiárido. As temperaturas são elevadas durante o ano todo,
 com chuvas escassas e distribuídas de forma irregular.
Você acertou!
	
	B
	Região Norte do Brasil, com terras baixas, clima e floresta equatorial.
	
	C
	Região central do Brasil, também conhecida como savana brasileira, caracterizada por solos pouco férteis
 e profundos, e que atrai atividades como pecuária extensiva, produção de carvão vegetal e exploração madeireira. Recentemente, esse domínio se transformou no maior produtor de grãos, com destaque para
 a soja, o milho e o arroz, sem perder relevância na pecuária nacional.
	
	D
	Região Sul brasileira, área do habitat do Pinheiro Brasileiro (Araucária), região de planalto e de clima 
subtropical.
	
	E
	Região do Sudeste gaúcho, local de coxilhas subtropicais (relevo de planalto, pouco acidentado e com 
ondulações suaves).
Questão 1/5 - Política de Desenvolvimento Econômico
\u201cO desenvolvimento das ciências da natureza, principalmente a partir do século XIX, influenciou fortemente a metodologia das ciências humanas. Para Milton Santos (2003), a região apareceu na geografia moderna, em meados do século XIX, calcada pelas disciplinas da natureza. Foi a partir da geologia que a geografia científica incorporou, em seu vocabulário, o termo região. Ela apareceu, nesse contexto, como um conjunto de bacias hidrográficas orientadas pelo relevo. \u201d (Brito, Thiago Macedo Alves de. Texto derivado do capítulo 3 da dissertação de mestrado de título Região: leituras possíveis