Introdução à Simulação com ARENA
199 pág.

Introdução à Simulação com ARENA


DisciplinaSimul Computacional II1 materiais2 seguidores
Pré-visualização17 páginas
Os módulos de fluxograma RECORD e ASSIGN 
Para permitir uma maior flexibilidade na coleta de estatísticas e 
alteração de parâmetros do modelo, além de permitir a criação de 
estatísticas de custo personalizadas, o template Basic Process possui 
dois módulos muito úteis: 
 
Record 
O módulo RECORD serve para coletar estatísticas 
em pontos do modelo escolhidos pelo usuário. 
Entre as informações que podem ser colhidas 
estão: contagem de entidades, freqüência e 
intervalos de tempo. Expressões personalizadas 
podem ser incluídas também. A caixa de diálogo de RECORD é 
apresentada a seguir: 
 
Para usar o módulo RECORD, interrompa o fluxograma no ponto 
desejado, apagando a linha que une os módulos, e refaça as 
conexões com o RECORD inserido entre eles. 
Record
Nome / 
descrição 
do módulo 
Tipo de 
informação 
a ser 
coletada 
Informações sobre as 
estatísticas a serem 
coletadas (muda de 
acordo com o tipo) 
 2- AS FERREMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 47 
 
 
CURSO ARENA - ENEGEP 2005 - PARAGON - Todos os Direitos Reservados - 
www.paragon.com.br 
 
Assign 
O módulo ASSIGN serve para alterar ou associar 
valores à variáveis, atributos de entidades, alterar 
a figura das entidades e outros parâmetros ou 
variáveis do sistema. Sua janela de diálogo está 
mostrada abaixo: 
 
 
 
Assign
Nome / descrição 
do módulo 
O botão Add 
abre o diálogo 
\u201cAssignments\u201d 
Tipo de parâmetro 
a ser alterado 
Nome do 
parâmetro 
Novo valor ou 
expressão para cálculo 
48 2- AS FERRAMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 
 
Entity 
O módulo de dados Entity reúne as definições e 
parâmetros referentes a todos os tipos de entidades 
usados pelo modelo. A entrada de dados é realizada 
através da área de planilha ou de uma caixa de diálogo. 
Para abrir a caixa de diálogo para um módulo de dados, 
clique com o botão direito sobre a planilha e escolha a 
opção \u201cEdit via Dialog\u201d. As opções de entrada para a caixa de diálogo 
de Entity estão explicadas abaixo: 
 
 
Nome do tipo de 
entidade 
Nome da 
figura usada 
para 
representar a 
entidade 
Valores de custo para 
este tipo de entidade em 
diferentes situações. 
 2- AS FERREMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 49 
 
 
CURSO ARENA - ENEGEP 2005 - PARAGON - Todos os Direitos Reservados - 
www.paragon.com.br 
 
Resource 
O módulo de dados Resource relaciona todos os recursos 
usados no modelo. Por recurso, entende-se uma 
estrutura que será usada pela entidade, a qual irá 
despender uma certa quantidade de tempo neste 
processo. Um recurso, então, poderia ser uma máquina 
onde a peça sofre um processo, um caixa bancário que atende a um 
cliente ou uma mesa de cirurgia por onde passa o paciente. Do 
mesmo modo que o módulo Entity, seus dados podem ser editados 
pela planilha ou pela caixa de diálogo. As opções de entrada para a 
caixa de diálogo de Resource estão explicadas abaixo: 
 
 
Nome do recurso 
Tipo de recurso 
(capacidade ou 
schedule) 
Capacidade ou 
schedule 
correspondente 
Informações 
sobre custo neste 
recurso 
Nome do conjunto de 
estados usado por 
este recurso 
Falhas programadas 
para este recurso 
50 2- AS FERRAMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 
 
Tempo de Simulação e Parâmetros 
Os estudos de simulação geralmente são feitos em um período 
limitado de tempo ou um conjunto de períodos idênticos. No ARENA, 
isto pode ser configurado na janela \u201cReplication Parameters, acessada 
através do menu RUN, opção SETUP, e clicando na aba 
correspondente: 
 
No ARENA, os intervalos de tempo simulados são chamados replicações. 
Por exemplo: uma simulação que objetiva coletar estatísticas diárias de um 
processo durante uma semana, deve ser configurado para rodar 7 
replicações de um dia cada uma. 
Número de 
intervalos de 
tempo a serem 
simulados 
Tempo de 
preparação do 
sistema 
Duração de 
cada intervalo 
de tempo 
Condição para 
término da 
simulação 
Opções de inicialização 
entre replicações 
(intervalos de tempo) 
 2- AS FERREMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 51 
 
 
CURSO ARENA - ENEGEP 2005 - PARAGON - Todos os Direitos Reservados - 
www.paragon.com.br 
 
Configuração da Coleta de Estatísticas 
Ao rodar a simulação, o Arena coleta estatísticas padrão sobre os 
vários elementos do modelo, como filas (tempo de espera na fila, 
quantidade na fila, etc.), recursos (utilização, disponibilidade, etc.) e 
outros. O usuário também tem a possibilidade de criar suas próprias 
coletas de dados. 
Os dados coletados constituem um relatório ao término da simulação. 
Na caixa de diálogo abaixo, também apresentada através do menu 
RUN, opção SETUP, mas na aba \u201cProject Parameters\u201d, podem ser 
escolhidas as estatísticas a serem coletadas: 
 
 
Título do 
Projeto 
Nome do 
Analista 
Estatísticas 
a serem 
coletadas 
52 2- AS FERRAMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 
 
Exemplo de Aplicação I 
O gerente do depto. de RH pretende testar a estratégia para o 
processo de seleção de trainees deste ano através de um modelo de 
simulação. 
Os curricula, desta vez, serão recebidos apenas via E-mail. Estima-se 
que estes cheguem em intervalos de 4 minutos seguindo uma 
distribuição exponencial. 
Os E-mails são lidos inicialmente por uma secretária, seguindo uma 
distribuição normal de média 3 minutos e desvio padrão de 1. Ela 
separa todos os curricula que não possuem os requisitos essenciais 
(fluência em inglês e conhecimentos em Windows95/Office97) e os 
envia para o arquivo. 
Os curricula que atendem a estes requisitos são enviados para a área 
específica, também via E-mail, que os avalia detalhadamente em um 
tempo de média 10 minutos com desvio padrão de 2, segundo uma 
distribuição normal. Os curricula aprovados nesta fase são enviados 
ao próprio gerente de RH, e os recusados vão para o arquivo. 
Sabe-se que 20% dos curricula recebidos não possuem os requisitos 
básicos e que 80% dos curricula são recusados pela área. 
Diante da urgência para a contratação, o gerente de RH deseja saber 
se alguma etapa ficará sobrecarregada, gerando atraso no processo. 
A simulação de um dia de trabalho (8 horas) será considerada 
suficiente para esta análise. 
 
 2- AS FERREMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 53 
 
 
CURSO ARENA - ENEGEP 2005 - PARAGON - Todos os Direitos Reservados - 
www.paragon.com.br 
 
Lógica do Exemplo I 
Fluxograma 
54 2- AS FERRAMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 
 
Chegada dos Curricula : Create 
 
curricula 
Chegam os 
0 
 2- AS FERREMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 55 
 
 
CURSO ARENA - ENEGEP 2005 - PARAGON - Todos os Direitos Reservados - 
www.paragon.com.br 
 
Trabalho da Secretária: Process 
curricula
Secretaria le os
0
56 2- AS FERRAMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 
 
Separação dos Curricula : Decide 
True
False
basicos ?
Cumpre os requisitos 0 
 0
 2- AS FERREMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 57 
 
 
CURSO ARENA - ENEGEP 2005 - PARAGON - Todos os Direitos Reservados - 
www.paragon.com.br 
 
Término do Fluxograma, saída dos Curricula para o arquivo: 
Dispose 
Arquivo
0 
58 2- AS FERRAMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 
 
Configurações de Setup: 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 2- AS FERREMENTAS BÁSICAS DE MODELAGEM 59