AP 1 Sociedade e Organizações 2
3 pág.

AP 1 Sociedade e Organizações 2


DisciplinaAdministração114.656 materiais813.604 seguidores
Pré-visualização2 páginas
define três tipos de necessidades que são: 
I) Realização, expressa por desejos de obter êxito, de acordo com o padrão de excelência que cada pessoa tem; II) Poder, expressa pela vontade de a pessoa manter controle dos meios de influenciar outros indivíduos, coisas ou sistemas, inclusive organizacionais formais ou informais e III) Afiliação, expressa pelos impulsos emotivos n a direção do relacionamento com outros indivíduos; im pulsos que se desenvolvem e levam o indivíduo a procurar e manter um conjunto de relações com outras pessoas po r 
intermédio de amigos, reuniões, festas, visitas. 
 
4ª Questão: Aulas 11,12, 13 e 14. 
Identifique qual das afirmativas é falsa. 
 
( ) Na sociedade atual, a mecanização cria o desemprego, mas o esforço real da mecanização consiste em criar possibilidades sempre maiores de lazer \u2013 mas também 
dolorosas rupturas, graves crises materiais, morais e sociais. Essa conquista proporciona também, por seu próprio movimento, uma liberação da servidão ao automatismo ou 
automação, com a criação de novos meios, de novos desejos e de novas razões para 
viver. 
(X) Uma d as principais tendências identificadas pelo estudo de Sennes e companheiros 
em relação à pesquisa/tecnologia/inovação foi: a rápida modificação na organização da 
pesquisa, que, viabilizada pelos avanços na informática, torna o conhecimento um ativo 
critico que não deve ser compartilhado. 
( ) A Cultura Organizacional repousa sobre um sistema de crenças e valor es, de tradições e de hábitos, uma forma aceita e estável de interações e de relacionamentos sociais típicos de cada organização. A cultura de uma organização não é estática e permanente, mas sofre alterações ao longo do tempo, dependendo de condições internas ou externas. Algumas organizações conseguem renovar constantemente sua cultura mantendo a sua integridade e personalidade, enquanto outras permanecem com sua cultura amarrada a padrões antigos e ultrapassados. 
( ) A consciência do cidadão (habitante da cidade, parte do conjunto de pessoas que 
compartilham um espaço) é um compromisso de responsabilidade. Esse mesmo tipo de 
consciência é desejado dentro das organizações; elas também podem ser definidas como um conjunto de pessoas que compartilham o mesmo espaço e, mais do que isso, uma missão. Conceito oriundo da Grécia Clássica, que de acordo com os gregos, o ser político é toda pessoa que se interesse pelo bem comum, pela harmonia da cidade (polis). Através do juramento, o jovem transformava-se em cidadão, pois mostrava ter 
adquirido consciência política.