impressao  aula 1
22 pág.

impressao aula 1


DisciplinaFilosofia e Ética3.551 materiais81.594 seguidores
Pré-visualização4 páginas
a sua 
estrutura e funcionamento. Assim como o corpo humano possui membros, órgãos 
e partes especializadas, tudo funcionando para bem do todo, a sociedade é 
 
 
Centro de Criação e Desenvolvimento Dialógico (CCDD) 
 
7 
comparada a um organismo vivo em evolução, onde os grupos, classes e 
instituições atuam de modo semelhante, cada qual desempenhando suas funções 
de modo a promover a integração da sociedade. Um dos problemas centrais do 
funcionalismo é explicar as causas que atuam para a manutenção ou desagregação 
da ordem social. 
 
Teoria do Conflito 
A teoria do conflito tem como principal representante Karl Marx (1818-
1883), e para essa teoria a sociedade é explicada pelas situações de conflitos e 
tensões entre as classes sociais. Nessa ótica, a história é palco de confrontos entre 
as classes sociais que disputam entre si as recompensas e a riqueza produzida; 
entre os que possuem os meios de produção (burguesia) e os que possuem 
somente sua mão de obra (os proletários). É da dinâmica das contradições entre 
capital e trabalho que derivam os demais fenômenos sociais, entre eles o da 
desigualdade. 
 
Teoria do Interacionismo Simbólico 
Pensando em uma abordagem mais contemporânea, podemos falar do 
interacionismo simbólico; ele analisa a vida cotidiana concreta e o que aconteceu 
com os indivíduos em seu cotidiano. Para os interacionistas as relações sociais 
derivam do modo como os indivíduos interpretam os diferentes símbolos sociais na 
mediação com sua comunicação. A relação de reciprocidade entre os sujeitos 
permite que os mesmos elaborem uma compreensão de sua realidade e deles 
mesmos, o que no interacionismo é chamado o de self. As identidades, os papeis 
sociais, o status e o conjunto das relações sociais, mesmo as instituições e 
estruturas sociais, são \u2014 em última instância \u2014 resultado das interações sociais, 
atuando ao mesmo tempo como fronteiras sociais para moldar os comportamentos 
e as experiências humanas. 
 
 
 
 
Centro de Criação e Desenvolvimento Dialógico (CCDD) 
 
8 
Leia ao artigo A metáfora teatral como representação social para Erving 
Goffman: um ensaio teórico e estabeleça algumas diferenças entre o interacionismo 
simbólico e a metáfora teatral como representação social de Goffman. Acesse o 
conteúdo por meio do link < http://zip.net/bdsWt3>. 
 
 
Assista no material on-line à videoaula e compreenda como a sociologia se 
torna ciência! Não perca! 
 
 
 
 
 
Centro de Criação e Desenvolvimento Dialógico (CCDD) 
 
9 
Descrição da metodologia na pesquisa sociológica 
 
 
Como ocorre a produção do conhecimento científico? 
 
A ciência é fruto da pesquisa realizada com base teórica e passível de 
demonstração, não se pode fazer ciência a partir do \u201ceu acho\u201d. O rigor do saber 
científico é fruto do acesso a informações confiáveis e do diálogo com outros 
pesquisadores com domínio no mesmo campo em que se está sendo estudado. Se 
o estudo é sobre instituições de poder, não se pode trabalhar com autores que 
pesquisam sociologia do esporte. 
Na pesquisa social a metodologia diz respeito ao conjunto de práticas e 
técnicas usadas para a coleta de dados e a organização de informações, bem como 
os processos que envolvem o tratamento e interpretação desses dados. A partir da 
organização de uma base empírica sobre um ou mais objetos será possível 
identificar variáveis e testar as hipóteses levantadas. 
Ao longo da história da Sociologia havia uma discussão sobre se a mesma 
poderia ser ou não uma ciência, tendo em vista que seus métodos e experimentos 
diferem do modelo das ciências da natureza onde a relação de causalidade tende 
a ser mais facilmente demonstrada. 
O modelo epistêmico da analise social tem o potencial de identificar nexos 
causais verossímeis e demonstráveis, porém o fator humano é complexo demais e 
não pode ser reduzido a uma relação causal determinada, semelhante ao que 
ocorre em um experimento químico em laboratório. Quando se trata de pessoas, 
aspectos éticos e culturais impossibilitam formular leis gerais para explicar o 
comportamento social. 
 
 
 
 
Centro de Criação e Desenvolvimento Dialógico (CCDD) 
 
10 
Assim, o atributo de cientifico para a Sociologia deriva, sobretudo de três 
fatores: 
 
1. conjunto de teorias próprias para embasar seus conceitos e categorias. 
2. organização de um saber rigoroso e sistemático. 
3. métodos elaborados de investigação e análise, podendo ser descritivo, 
analítico, dialético, funcional ou estruturalista. 
Além desses aspectos a Sociologia tem como seu objetivo de estudo 
fundamental os fatos sociais. 
 
A parte do caminho metodológico, que envolve a pesquisa social, pode ser 
representado no esquema a seguir. 
 
 
 
Existem três conjuntos de ferramentas presentes na pesquisa sociológica 
que precisam ser considerados: 
 
As teorias \u2014 formam um conjunto sistematicamente organizado de ideias 
onde, respeitando o viés e as diferentes perspectivas dos autores, indicam o que é 
relevante investigar e as possíveis relações entre diferentes aspectos de uma 
realidade social. 
 
Problema Hipóteses 
Variáveis Etapas Subseguintes do 
Processo Investigativo 
1ª Etapa do Processo de Pesquisa 
 
 
Centro de Criação e Desenvolvimento Dialógico (CCDD) 
 
11 
As hipóteses \u2014 representam uma possível resposta conjectural ao 
problema pesquisado, indicado relação entre variáveis de um fenômeno como uma 
hipótese que relaciona desigualdade social e criminalidade juvenil. As hipóteses 
ajudam a nortear a pesquisa e a organização dos dados de modo a confirmar ou 
negar sua formulação. 
 
Os dados \u2014 constituem o conjunto das informações previamente 
selecionados e organizados coerentemente em relação ao objeto a ser investigado. 
 
O desdobramento metodológico tem na escolha das variáveis o elemento 
central na elaboração da pesquisa. Exemplificando, se o objetivo é compreender o 
adoecimento de trabalhadores da educação, torna-se relevante identificar o sexo, 
a idade, a jornada, a carreira e os rendimentos, bem como elaborar questões e 
roteiros de entrevistas que permitam conhecer em detalhes as condições e relações 
de trabalho destes profissionais. 
 
 
Acompanhe quais são os métodos e técnicas da pesquisa social, no link 
<http://user.das.ufsc.br/~andrer/ref/bibliogr/pesq/pesq1.htm>. 
 
 
Acompanhe no material on-line à videoaula com o professor Everson e 
compreenda melhor a descrição da metodologia na pesquisa sociológica! 
 
 
 
 
 
 
Centro de Criação e Desenvolvimento Dialógico (CCDD) 
 
12 
O olhar crítico e os cuidados no processo de investigação 
 
 
A elaboração de uma pesquisa exige alguns cuidados! 
Primeiramente é preciso que o pesquisador possua alguma afinidade com o 
tema a ser pesquisado. A escolha de um assunto precisa ter proximidade com o 
referencial teórico com o qual o pesquisador tem diálogo e domínio, porque a 
pesquisa científica avança com os resultados, que vem com o tempo, com o exame 
e a análise profunda. 
A escolha do objeto a ser pesquisado também precisa ter relevância social, 
para que os estudos possam contribuir com o melhoramento da sociedade. O 
escopo da ciência é o conhecimento para o bem da sociedade, das pessoas e de 
toda humanidade. 
Podemos pensar na relevância das pesquisas sociológicas que tratam das 
causas da criminalidade, ou do impacto das mudanças tecnológicas na vida das 
pessoas, ou ainda sobre os direitos das minorias. Estes e muitos outros temas 
ilustram a ideia de relevância social! 
Existem precauções em relação ao método que será empregado e o 
arcabouço teórico que será utilizado nos estudos. É a realidade e o objeto estudado 
que fornece as indicações metodológicas mais adequadas para