Boost CCM Completo
150 pág.

Boost CCM Completo


DisciplinaEletrônica de Potência2.433 materiais36.070 seguidores
Pré-visualização20 páginas
o intuito de testar o recurso Peak Limit (limitador de 
corrente) do UC3854. Para tal, foi realizada uma variação de carga de 66% para 100% . 
Assim estabeleceu-se um novo valor limite para a corrente máxima de 90% da 
nominal( 3.471A ), alterando-se o valor do resistor 2pkR para 3.4K\u3a9 . 
Através da Figura 3.10 pode-se verificar a atuação do peak limit para o degrau de 
carga, onde fica evidente a ação deste no valor de corrente pré-estabelecido (3.471A ). 
 
 
Instituto de Eletrônica de Potência \u2013 Correção do Fator de Potência 
 
 
 
 
Análise do Circuito Integrado UC3854 
 
 
17 
 
Fig. 3.10 \u2013 Atuação do Peak Limit para o degrau de carga. 
 
3.5 Variação da Tensão de Entrada 
A fim de verificar a eficácia do sistema Feedforward disponível no CI, foi proposto um 
teste de redução de 20% da tensão de entrada. 
Inicialmente o circuito foi testado sem o controle do Feedforward. Assim, uma tensão 
de 2.5V foi colocada como referência no pino 8 do CI. 
A Figura 3.11 apresenta a tensão de saída e sinal de controle de tensão do circuito sem a 
atuação do circuito FeedFoward. 
 
 
 
Instituto de Eletrônica de Potência \u2013 Correção do Fator de Potência 
 
 
 
 
Análise do Circuito Integrado UC3854 
 
 
18 
Fig. 3.11 \u2013 Tensão de saída e sinal de controle de tensão sem o Feedforward. 
 
 Um segundo teste foi realizado utilizando agora o Feedforward. Foram feitas algumas 
alterações para que o efeito deste recurso fosse verificado de forma satisfatória. 
Primeiramente o feedforward foi reprojetado para que houvesse uma tensão de 2.5V no pino 
8, uma vez que a tensão de saída do compensador de tensão estava saturando em um valor de 
6V. Com isso obtiveram-se os seguintes valores: 
5MiR K= \u3a9 
248.3MsR K= \u3a9 
1 950ffR K= \u3a9 
2 22.44ffR K= \u3a9 
3 14.96ffR K= \u3a9 
1 499.7ffC F\u3bc= 
2 0.999ffC F\u3bc= 
A Figura 3.12 mostra a atuação do circuito FeedForward, para a redução da tensão de 
entrada proposta. 
 
Fig. 3.12 \u2013 Tensão de saída, sinal de controle de tensão e sinal do Feedforward . 
 
 Assim, foi possível comprovar a resposta do conversor a uma variação de tensão de 
entrada sem que houvesse saturação do compensador de tensão, satisfazendo os parâmetros 
 
 
Instituto de Eletrônica de Potência \u2013 Correção do Fator de Potência 
 
 
 
 
Análise do Circuito Integrado UC3854 
 
 
19 
propostos pelo projeto. Verifica-se que com a redução da tensão de entrada o sinal do 
compensador de tensão atuou de forma a manter a tensão de saída regulada. 
No caso do circuito sem o Feedforward implementado percebe-se que a tensão de saída 
não retornou ao valor estipulado como referência. Sendo assim, é de suma importância a 
implementação prática do circuito FeedForward para possíveis variações na tensão de entrada. 
A Figura 3.13 apresenta os sinais de tensão e corrente de entrada durante a variação da 
tensão de entrada para o circuito operando com o Feedforward. 
 
 
 
Fig. 3.13 \u2013 Tensão e corrente de entrada com o circuito Feedforward . 
 
3.6 Partida do Conversor 
Neste último teste foi verificado o comportamento do circuito durante a energização do 
mesmo. A partida do conversor com a tensão do capacitor 0CoV V= , esta apresentada na 
Figura 3.14. 
 
 
Instituto de Eletrônica de Potência \u2013 Correção do Fator de Potência 
 
 
 
 
Análise do Circuito Integrado UC3854 
 
 
20 
 
Fig. 3.14 \u2013 Corrente de entrada durante a energização do conversor. 
 
A energização do conversor sem o resistor de pré-carga, exige uma corrente 25 vezes 
maior que a nominal. 
O cálculo do resistor de pré-carga foi feito limitando a corrente de pré-carga baseado na 
seguinte expressão: 
inpk
inpk
pre
V
I
R
< 
Onde 
 
311.127
10
inpk
inpk
V V
I A
=
= 
Com isso, 
27preR = \u3a9 
 O tempo em que o resistor de pré-carga fica inserido no circuito foi estimado em 
25ms . Este período é suficiente para carregar o capacitor .oC A Figura 3.15 ilustra o 
comportamento da corrente de entrada do conversor com o resistor de pré-carga. 
 
 
 
 
 
Instituto de Eletrônica de Potência \u2013 Correção do Fator de Potência 
 
 
 
 
Análise do Circuito Integrado UC3854 
 
 
21 
 
 
Fig. 3.15 \u2013 Corrente de entrada utilizando o resistor de pré-carga. 
 
 
 
 
 
Instituto de Eletrônica de Potência \u2013 Correção do Fator de Potência 
 
 
 
 
Análise do Circuito Integrado UC3854 
 
 
22 
4 CONCLUSÃO 
O presente trabalho propõe uma metodologia de projeto de um conversor boost 
aplicado à correção do fator de potência utilizando o integrado UC3854, baseado na técnica 
de controle por valores médios instantâneos. 
As diversas funções realizadas pelo integrado foram descritas no decorrer do trabalho, 
bem como a abordagem necessária para os cálculos dos diversos componentes auxiliares que 
as implementam. 
De acordo com os resultados obtidos pelas simulações do circuito projetado, foi 
possível observar a validade do método proposto. A grande deficiência da técnica é devido à 
distorção presente na corrente, necessária para que haja transferência de potência para a carga. 
A simplicidade do projeto, quando comparado com outras técnicas de controle 
existentes, é o grande atrativo desta estrutura, o que justifica sua larga utilização em 
aplicações que exigem um estágio de pré-regulação com correção do fator de potência. 
 
 
Instituto de Eletrônica de Potência \u2013 Correção do Fator de Potência 
 
 
 
 
Análise do Circuito Integrado UC3854 
 
 
23 
5 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
 
[1] BARBI, Ivo. Eletrônica de Potência. Ed. do Autor, Florianópolis, SC \u2013 Brasil, 
2002. 
 
[2] BARBI, Ivo; MARTINS, Denizar Cruz. Conversores CC-CC Básicos Não 
Isolados. Ed. Dos Autores, Florianópolis, SC \u2013 Brasil, 2000. 
 
[3] Unitrode Integrated Circuits, High Power Factor Preregulator-UC3854, 18 de julho 
de 2006. 
 
[4] Unitrode Integrated Circuits, Aplication Note, UC3854 Controlled Power Factor 
Correction Circuit Designer, Philip C. Todd, 18 de julho de 2006. 
 
[5] MILLER, Stephanie Katherine Teixeira, Retificador Trifásico Isolado com Fator 
de Potência Unitário Baseado no Transformador Scott, Dissertação de Mestrado - UFSC, 
Florianópolis, SC \u2013 Brasil, dezembro de 2004. 
 
[6] Correção do Fator de Potência em Fontes de Alimentação \u2013 Análise da Topologia 
Tradicional do Retificador Boost, publicação interna do INEP, Florianópolis, SC \u2013 Brasil, 
dezembro de 2004. 
 
 
 
 
Softwares utilizados: 
 
 [1] Psim versão 6.0; 
 [2] Microsoft Office Visio 2003; 
 [3] Microsoft Office Word 2003; 
 [4] Mathtype 5.02; 
 [5] MathCAD 12. 
 
 
Instituto de Eletrônica de Potência \u2013 Correção do Fator de Potência 
 
 
 
 
Análise do Circuito Integrado UC3854 
 
 
24 
6 ANEXO 
O anexo apresentado a seguir contempla toda a planilha de cálculo feita no software 
MathCAD. 
Formatado: Justificado,
Recuo: Primeira linha: 0,76 cm
	Capa e apresentação
	boost_v4a_marlos -primeiro arquivo
	Familia Boost -segundo arquivo
	Relatório_Boost_MCC_UC3854