Vocabulário Jurídico
788 pág.

Vocabulário Jurídico


DisciplinaIntrodução ao Direito I88.165 materiais526.850 seguidores
Pré-visualização50 páginas
hoje reguladas pêlo Decr. n. 831 de 2 de Outubro de 
1851\u2014. 
44 VOCABULÁRIO JURÍDICO 
\u2014 Corréos são dois ou mais Réos, incursos no-mesmo 
crime, e de ordinário accusados conjunctamente no mesmo 
Processo \u2014. 
\u2014 Corretores são os Auxiliares do Commercio, cujas 
funcções, e obrigações, achão-se reguladas pêlos Arts. 3& à 67 
do Cod. do Comm., com toda a Legislação acrescida nos meus 
Additamentos ao. mesmo Cod.\u2014. B 
I \u2014 Corso é a tomada, e perseguição, de inimigos por már, em 
guerras internacionáes: 
E' crime, ou delicto, com a denominação de Pirataria nos 
casos previstos pêlo nosso Cod. Pen. Arts. 82 á 84\u2014. 
\u2014 Corte é nosso Município Neutro, depois do Art. 
1." da Lêi das formas Constitucionáes de 12 de Agosto 
de 1834, onde lo-^e: \u2014 A autoridade das Assembléas Pro- 
vinciáes, em que estiver a CORTE, não comprebenderá a 
mesma, nem o seu Município\u2014. 
I \u2014 Costumes louváveis, lê-se na Lêi de 18 de Agosto de 1769 
§ 9.°, legitimamente approvados, devem sêr conservados : 
Tem força de Leis, quando não ha legislação em contrario, 
com o nome de Direito Consuetudinário: 
Consulte se á tal respeito o Dir. Civ. de Borg. Carn. 
Introducç. Part. 3.» § 15\u2014. 
\u2014 Cotas, em mais frequente sentido, significão no 
Foro Judicial as notas margináes, que os Advogados, e as 
Partes, costumão escrever, ou mandar escrever, nos Autos\u2014: 
Ha muito abuso n'esta faculdade, que os Juizes dêixão 
passar; e fora melhor, que se-vedassem com penas infal- 
liveis, para evitarem-se abnsos escandalosos\u2014. I 
\u2014 Cousas, veja-se -\u2014Bens \u2014. 
\u2014 Cousa julgada é a verdade autorisada pélas de- 
VOCABULÁRIO JURÍDICO 45 
\u2022cisões judiciáes, que são irrevogáveis, por bem da regra. \u2014 
res judicata pro veritate habetur\u2014. 
\u2014 Crcdere [Com/missão dei credere) é o direito dos 
Commissarios de Oommercio levarem ao comittente uma 
retribuição mais vantajosa, quando vendem á fé de preço, e 
respondem péla solvabilidade dos devedores (Cod. do Com. 
Art. 179)\u2014. 
\u2014 Créditos são todas as quantias, de que alguém é credor, 
e oppoem-se á Débitos \u2014. 
\u2014 Criação (de filhos), a de leite incumbe ás mães até três 
annos,' e de tal idade em diante incumbe aos pais \u2014Consolid. 
cit. no Art. 118\u2014. 
\u2014 Criados, entende-se de servir, ou destinados á serviços 
domésticos: Seus direitos e suas obrigações para com os amos, 
por um contracto de locação de serviços, regulão-se ainda péla 
Legislação citada nos Arts. 680 â 695 da Consolid. cit.; mas, 
com legislação antiquada; e n'esta matéria pode-se dizêr,que 
regem os costumes de cada localidade \u2014. 
\u2014 Crimes, e delictos (Art. l.° do nosso Cod. Crim.) 
reputão-se entre nós palavras synonimas\u2014. 
\u2014 Culpa é palavra relativa ás faltas do Direito Civil, que 
não são crimes: 
A doutrina distingue a culpa lata, leve, levíssima. 
Culpa lata, ou grave, ou grande, que se-reputa igual ao 
dolo, é a falta com intenção de faltar, ou por negligencia 
imprópria do commum dos homens: 
Culpa leve é a falta evitável com attenção ordinária : 
Culpa levíssima é a falta só evitável com attenção 
extraordinária, ou por especial habilidade, e conhecimento 
singular : 
Vêja-se a cit. Consol. Nota ao Art. 501 \u2014. 
46 VOCABULÁRIO JURÍDICO 
\u2014 Curadores são os que curão de bens de pessoas 
civilmente incapazes, mas não de suas pessoas; e n'isto 
se-distinguem dos Tutores, aos quaes incumbe curar também 
das pessoas, só com excepção dos Curadores dos Alienadost\ 
Ha differentes espécies de Curadores, á saber : 
Curadores dos Menores Adultos, 
Curadores dos Alienados, 
Curadores dos Pródigos, 
Curadores dos Ausentes, 
Curadores das Heranças Jacentes. 
\u2014 Demência /'Per. e Souza) é o estado de quem se-l 
acha com a sua razão enfraquecida, á ponto de ignorar, 
se o que faz é bom ou máo: 
E' uma das espécies de loucura, e porisso a Consolid. das 
Leis Civis chamou\u2014loucos\u2014á todas as pessoas, cuja razão se-
ache alterada por qualquer forma ou motivo, e á que se-deva dar 
Curadores : 
São annullaveis todos os Contractos feitos por loucos, 
assim como seus Testamentos; e sem dependência de provas 
sobre cada um dos actos, quando a loucura já está reconhecida e 
julgada geralmente em Juizo; á menos que se-prove haverem 
lúcidos intervallos, e têr sido praticado durante êlles o acto 
questionado \u2014. 
\u2014 Demissão é, mais usualmente, o acto pêlo qual algum 
Empregado Publico deixa de continuar no exercício de seu 
emprego, ou por deliberação voluntária, ou por sua culpa e 
determinação superior \u2014. 
\u2014 Demolição é o desmancho de qualquer edificação, ou 
obra immovel em geral\u2014: 
O caso jurídico saliente n'esta espécie é o da caução 
VOCABULÁRIO JURÍDICO 47 
\u2014 de opere demoliendo, para que o edificante da obra nova 
embargada possa n'ella proseguir prestando a dita caução: Vêja-
se a cit. Consolid. Art. 935, com apoio na Lêi de 22 de 
Setembro de 1828 Art. 2.° § 1.°, e referencia á Legislação 
antiga\u2014. 
\u2014 Demonstração, em Direito, é a designação em actos 
jurídicos, e mais vezes em testamentos, de alguma pessoa, ou 
cousa, por alguma qualidade, que lhe-é extrínseca: N'êste 
assumpto a falsa demonstração não an-nulla a disposição e o 
legado, uma vêz que se-conbêça qual a vontade do disponente: 
Tal é a doutrina de todos os Escriptôres, e consta da minha 
Edição do Trat. dos Testamentos de G-ouv- Pinto \u2014. 
\u2014 Denuncia tem sua significação de Direito Criminal, e 
outra de Direito Civil: 
Em Direito Criminal é a declaração, que se-faz à com-
petente Autoridade de havêr-se commettido algum crime ou 
delicto, para que tenha logár a sua regular aceusação: E' matéria 
legislada, juntamente com a Queixa (que ou-tr'ora se-
denominava Querella), pêlos Arts. 72 á 80 do Cod. do Proc. 
Crim., á que acrescerão as modificações da Lêi de 3 de 
Dezembro de 1841, e do seu Regul. de 31 de Janeiro de 1842: 
Em Direito Civil denomina-se geralmente (o que agora não 
tem uso) qualquer participação ao Juízo Civil sobre algum 
assumpto, que interesse ã Causa Publica\u2014. 
\u2014 Dcnunciações só tem uso hoje, dizendo-se De-
mmciaçóes Canónicas, quando se-trata de \u2014 Proclamas \u2014, 
vulgo Banhos, conforme lê-se no Decr. de 3 de Novembro de 
1827 (Consolid. cit. no Art. 89). 
\u2014 Depoimento é o acto de depor em Juízo, ou em sua 
própria Causa Civel â requerimento da outra parte, como 
autorisa a Ord. Liv. 3.° Tit. 53 § 9.°; ou 
48 VOCABULÁRIO JURÍDICO 
como testemunha, em causa de outras Partos: Vêja-se Per. e 
Souza Proc. Civil Nota 466 da Edição de Teix. de Freitas. 
Chama-se \u2014 Depoente \u2014 á pessoa que vem depor em 
JUÍZO\u2014. 
\u2014 Deportação não é pena autorisada pêlo nosso Cod. 
Crim., assemelhando-se ao\u2014banimento\u2014; mas o Governo usa 
d'ella para com estrangeiros, como providencia autorisada pêlo 
Direito das Gentes, e sem dependência de algum processo: Do 
mesmo modo se-procede em outros Paizes para com 
estrangeiros, quando a estada d'êstes no território nacional 
torna-se perigosa, ou tem qualquer inconveniente. 
\u2014 Deposito é contracto muito conhecido, e d'êlle tratão, 
em matéria civil a cit. Consolid. Arts. 430 à 455, e em matéria 
commercial o Cod. do Comm. Arts. 280 á 286: 
Quem recebe depositada a cousa denomina-se \u2014 depo-
sitário \u2014: 
Quem a-dà em deposito denomina-se\u2014depositante: De-
ponente, como dizem alguns, é o nosso depoente latinisa-do, e 
não o; depositante : 
Fallindo o Depositário, o Depositante vem á sêr credor de 
domínio nos termos do Art. 874 §2.° do Cod. do Comm. ; bem 
entendido, se está em sêr a cousa depositada ; não assim, se o 
depositário fallido a-alienou : e n'êste caso, o Depositante não 
tem algum privilegio, e só acção criminal contra o Depositário 
pêlo crime do Art. 258, do Cod. Penal\u2014. 
\u2014 Depreeada é o mesmo, que Carta Precatória, ou 
Precatório\u2014. 
\u2014 Derogaçâo é o acto de derogàr a Lêi por es-eripto, mas 
derogár em parte : 
VOCABULÁRIO JURÍDICO 49 
Abrogação da