Vocabulário Jurídico
788 pág.

Vocabulário Jurídico


DisciplinaIntrodução ao Direito I88.160 materiais526.687 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Lôi é a sua revogação total, porém não se-
guarda em geral esta precisão no exprimir. 
A mesma distincção nas palavras\u2014 derogatorio,\u2014 abro-
gatorio\u2014. 
\u2014 Descaminho é o extravio de cousa movei para 
seu dono, que a não acha : 
Commette crime de furto quem acha cousa alhâia 
desencaminhada, perdida, ou extraviada; e não a-manifesta ao 
Juiz de Paz do Districto, ou ao Officiâl do Quarteirão, dentro 
de quinze dias depois de achada : 
Assim dispõe o nosso Cod. Crim., Art. 260, com as 
providencias complementares dos Arts. 891, 892, e 893, da cit. 
Consolid. 
\u2014 Descarga entende-se de ordinário a de navios, ou de 
embarcações; não se-costumando applicár tanto á descargas 
terrestres, posto que também seja applicavel\u2014. 
\u2014 Descendência (Per. e Sousa) é a série dos que 
procedem de um pai commum, como, filhos, netos, bisnetos, e 
outros mais afastados : 
Entende-se, ordinariamente por\u2014descendência\u2014 a pos-
teridade legitima : 
N'ella o direito de representação vai ao infinito, isto é, 
representando, por exemplo, dois ou mais netos na partilha de 
seu avô, como se fora um só filho, e tendo portanto um quinhão 
hereditário pecuniariamente igual ao d'êlle\u2014. 
Desconto é o abatimento dos prémios, ou dos juros, da 
quantia emprestada, logo na occasião da entrega da respectiva 
quantia; de modo que assim o credor mutuante tem a vantagem 
de receber os prémios convencionados antes de vencidos : 
Importa o mesmo, que emprestar por juros ou prémios mais 
altos : 
A Carta de 12 de Julho de 1802 reputou os Des- 
VOCAB, JOB. 4 
1t»v i 
1 
50 V0CA.BULABI0 JUBIDICO 
eontos de Letras, como envolvendo seguro e risco, e os 
Descontadôres como compradores das Letras, regula ndo-se o 
caso pelas regras do Contracto de Compra e Venda\u2014. 
\u2014 Descripçfto (Per. e Souza) é uma relação sum-maria de 
quaesquér bens fordinai iamente formando massas), qualquer 
que seja sua natureza, e mesmo de im-moveis, sem a sua 
avaliação; por outra, é um inventario de bens, antes de serem 
de herdeiros, para depois tazêr-se a sua avaliação\u2014. 
\u2014 Desembargadores podem fazer procurações por 
instrumentos particulares, assignados e escriptos de seu 
punho ; porque pertencem á classe dos Magistrados, como 
tem explicado a Lêi de 12 de Maio de 1840 Art. 4.°, in- 
erpretando o Art. 11 § 7.° do Acto Addicionãl\u2014: 
No mesmo caso se-achão seus Contractos em idênticas 
circumstancias\u2014. 
\u2014 Desforço é a resistência feita por quem fôi forçado, 
para recuperar qualquer cousa de sua posse, da qual 
o-esbulharão, com assento na Ord. Liv. 4.° Tit. 58 §2.°: 
O Desforço, recuperação por arbítrio próprio, é só 
permittido\u2014logo\u2014, o que se-deve entender segundo as 
circumstancias, ao bom arbítrio do Juiz da Acção de força ou 
esbulho: 
A' tal respeito cônsulte-se a cit. Consolid. Arts. 812 à 820; 
não se-devendo perder de vista a regra fundada no Ass. de 16 
de Fevereiro de 1786 ao 2.° quesito: 
« Todavia não se-deve julgar a posse em favor 
d'aquêlle, á quem se-mostra evidentemente pertencer a 
propriedade. » 
Ha duas espécies de Acções de Força ou Esbulho ; uma de 
Força Nova, outra de Força Velha, quando se-demanda antes 
ou depois de anno e dia, á contar do em que o esbulho fôi 
commettido\u2014\u25a0. 
VOCABULÁRIO JURÍDICO 51 
\u2014 Desnerdação é o direito de privar da succes- 
são hereditária á quem tinha o direito de sêr herdeiro: 
O nosso Direito Civil contém três Espécies de Desherdação 
: 
A primeira espécie é a dos\u2014 Ascendentes aos Descenden-
tes, seus Herdeiros Necessários, cujas causas achão-se na Ord. 
Liv. 4.° Tit. 88 § 18: 
A segunda espécie vem á ser a dos\u2014Decendentes aos 
Ascendentes, também seus Herdeiros Necessários, cujas causas 
achão-se na Ord. Liv. 4.° Tit. 89 § 8.°: 
A terceira espécie vem á ser a dos\u2014Irmãos pelos Ir-
mãos\u2014, posto que não sêjão Herdeiros Necessários, como tem 
regulado a Ord. Liv. 4.° Tit. 90: 
Sobre as\u2014Desherdações\u2014, consulte-se a cit. Consolid. 
Arts. 1016 à 1021\u2014. 
\u2014 Desistência é a renuncia, que faz alguém de seu direito; 
requerendo ao Juiz competente para assignár Termo de 
Desistência, sem o qual ella não existe\u2014. 
\u2014 Desnaturalisação é palavra, de que se-faz uso em 
nossa Legislação antiga, mas de que hoje ninguém usa, e á que 
não se-attribúe significação fixa\u2014. 
\u2014 Desobediência é todo o acto, pelo qual se-des-obedece 
à quem se-tem obrigação de obedecer : 
E «Desobedecer (Cod. Crim. Art. 129) ao Empregado Publico 
em acto do exercício de suas attribuições, e não cumprir suas 
ordens legáes, penas, etc; » \u2014. 
\u2014 Despacho, de ordinário, entende-se por qualquer 
decisão dos Juizes em Requerimentos, porém muitas vezes 
entende-se de sentenças, etc.\u2014. 
\u2014 Despejo é a expulsão do inquilino, ou do locatário, ou 
arrendatário, de qualquer cousa immovel, â requerimento do 
respectivo proprietário, ou de quem tem direito para requerer r 
52 VOCABULA.BIO JUBIDICO 
Requér-se pela\u2014Acção de Despejo\u2014, que pode aôr sum-
maria, tratando-se de Casas; prédios urbanos, sujeitos a decima 
urbana: 
B deve sêr ordiíviria em todos os outros casos: Vê-ja-se a 
legislação applicavel na cit. Consolid. Àrts. 661 à 672\u2014. 
\u2014 Despèzas são todos e quaesquér gastos, mas em Direito 
entende-se gastos feitos com immoveis arrendados ou 
alugados, de que resultfto bemfeitorias n'ôlles : Vêja-se a 
palavra\u2014Bemfeitorias, e a sua distincção em necessárias, 
úteis, voluptuosas\u2014. 
\u2014 Desterro (Cod. Crim. Art. 52) é a pena, que obrigará os 
réos à sahir dos termos dos logares dos delictos, da sua 
principal residência, e da principal residência do offendido; e à 
não entrar em algum d'ôlles, durante o tempo designado na 
Sentença\u2014. 
\u2014 Detenção é a posse de alguma cousa por quem é só 
detentor: isto é, sem animo de possuir \u2014. 
\u2014 Detentor ó quem possúe, não em seu próprio nome; não 
em nome de outrem, como o\u2014inquilino,\u2014locatário, 
\u2014 arrendatário, \u2014 depositário, \u2014 com moda tario, etc\u2014. 
\u2014 Deterioração é qualquer damno em alguma cousa, 
que não causa destruição d'ella, mas que diminúe seu valor : 
Também se-diz de tudo, quanto pejudica o estado, 
condição, ou a qualidade, de qualquer pessoa\u2014. 
\u2014 Devedores são, em geral todos, quantos se-achão 
sujeitos à qualquer obrigação jurídica, \u2014 de dar,\u2014fazer, 
\u2014 ou de não fazer \u2014. 
\u2014 Devolução, em Direito Civil, e sentido restricto, 
é o regresso do immovel aforado para o Senhorio Directo, 
VOCABULÁRIO JURÍDICO 53 
quando pode reunir seu domínio com o domínio útil: Vêja-
se a cit. Consolid. aos Arts. 977 e 1189\u2014. 
\u2014 Dia « é o espaço de tempo, pêlo qual se-medem, \u2014 as 
Semanas, \u2014 os Mêzes, \u2014 e os Annos, do Tempo Im-móvel do 
Calendário; tendo este entre nós a denominação | vulgar de \u2014 
Folhinha \u2014, que herdamos de Portugal, uma das muitas 
indicações do futuro destino da Lingua Por-tuguêza n'êste 
Império do Brazil: Eis á tal respeito o conteúdo dos nossos dois 
Lexicographos nos Diccionarios, que tomamos por base do 
nosso Vocabulário : 
Diccionario de Pereira e Souza 
« Lia é o espaço de tempo, pêlo qual se-dividem os 
mêzes, e os annos: Ha duas sortes de dias, \u2014 artificial e 
natural: O dia natural é o tempo da lúz, que medeia 
desde o romper do Sói, e n'êste sentido se-oppõe á noute: 
O dia natural chama-se também civil, (não concordo), que 
é o espaço de tempo, que o Sói gasta em fazer uma re 
volução em roda do seu eixo; e assim o dia naturdl 
ou civil comprehende o dia, e a noute \u2014. » I 
Diccionario de Ferreira Borges m 
I « Dia é o espaço de tempo, pêlo qual se-dividem os mêzes, e 
os annos : Ha diversas castas de dias, chamando-ise dia naturdl 
o tempo de lúz determinado pêlo nascer e pôr do Sói; e define-se 
propriamente a demora do Sói no horizonte, para distinguir da 
obscuridade, na demora do Sói â baixo do horizonte, que se-
chama noute : » 
« Chama-se dia civil o espaço de tempo, isto é, de vinte e 
quatro horas,