O positivismo

O positivismo


DisciplinaFundamento das Ciências Sociais665 materiais795 seguidores
Pré-visualização1 página
REALE, Giovanni; ANTISERI, Dario. O positivismo sociológico e utilitarista: I. O positivismo: linhas gerais; Augusto Comte e o positivismo sociológico. História da filosofia, 5: do romantismo ao empiriocriticismo. São Paulo, Paulus, 2005, pp. 287-297. 
O POSITIVISMO
O POSITIVISMO
É o movimento de pensamento que dominou parte da cultura europeia em suas expressões não só filosóficas, mas também políticas, pedagógicas e literárias desde cerca de 1840 até os inícios da primeira guerra mundial.
Entre as características do período pode-se destacar:
Época de paz substancial na Europa;
Expansão colonial na África e na Ásia;
Consumação do capitalismo industrial;
Multiplicação das grandes cidades;
Aumento da riqueza;
Avanços na medicina. Ex.: O avanço no combate às doenças infecciosas
Avanços científicos diversos. Ex.: Eletricidade e eletromagnetismo, termodinâmica, microbiologia, fisiologia e medicina experimental, teoria evolucionista de Darwin, projetos de engenharia e arquitetura como a Torre Eiffel e abertura do canal de Suez.
O POSITIVISMO
A ideia de progresso humano irrefreável e de que já se possuíam os instrumentos para a solução de todos os problemas da humanidade.
Grandes males da sociedade industrial produziu duas respostas distintas: o positivismo e o marxismo.
O positivismo entendia que estes males eram transitórios e logo desapareceriam pelo crescimento do saber, da educação popular e da riqueza.
Os representantes mais significativos do positivismo são:
Augusto Comte (1798-1857), na França
John Stuart Mill (1806-1873), na Inglaterra
Herbert Spencer (1820-1903), na Inglaterra
OS PONTOS CENTRAIS DO PENSAMENTO POSITIVISTA
O primado da ciência: nós só conhecemos aquilo que as ciências nos dão a conhecer, pois o único método de conhecimento é o das ciências naturais;
O método das ciências naturais vale também para o estudo da sociedade;
A sociologia surge como a ciência das relações humanas e sociais;
A ciência é o único meio em condições de resolver todos os problemas humanos;
Otimismo geral, que brota da certeza do progresso irrefreável rumo a uma sociedade pacífica e penetrada pela solidariedade humana.
AUGUSTO COMTE E O POSITIVISMO SOCIOLÓGICO
 Fundação da Sociologia: Augusto Comte (1798-1857)
AUGUSTO COMTE E O POSITIVISMO SOCIOLÓGICO
1830: Curso de Filosofia Positiva \u2013 fundar uma \u201cfísica social\u201d que seria um saber encarregado de aplicar o método científico ao estudo da sociedade. Seu objetivo seria a descoberta das leis que guiam os fenômenos sociais.
1839: batizou esta ciência de \u201csociologia\u201d
Filosofia positivista: \u201cLei dos três estados\u201d. Uma filosofia da história que se apresenta como esquema de toda a evolução da humanidade, tanto individual quanto social.
AUGUSTO COMTE E O POSITIVISMO SOCIOLÓGICO
1. Estado teológico: os fenômenos são explicados como produto da ação de agentes sobrenaturais
Fetichismo
Politeísmo
Monoteísmo
2. Estado metafísico
Agentes sobrenaturais substituídos por forças abstratas
Predomínio do conhecimento filosófico
3. Estado positivo ou científico
O conhecimento científico substitui a filosofia
AUGUSTO COMTE E O POSITIVISMO SOCIOLÓGICO
Sociologia positivista
Física celeste \u2013 física terrestre \u2013 física orgânica \u2013 física social
A função da sociologia seria estabelecer um sistema completo de leis que explicassem o comportamento dos homens na sociedade.
O caminho para se alcançar o conhecimento sociológico são a observação, o experimento e o método comparativo.
A estática social e a dinâmica social
A estática social estuda as condições de existência comuns a todas as sociedades em todos os tempos. Ex.: a sociabilidade fundamental do homem, o núcleo familiar e a divisão do trabalho.
A dinâmica social consiste no estudo das leis de desenvolvimento da sociedade. Sua lei fundamental é a dos três estágios.
AUGUSTO COMTE E O POSITIVISMO SOCIOLÓGICO
Sociologia positivista
O problema central das sociedades modernas era a falta de harmonia entre a dimensão da ordem e do progresso.
Na nascente sociedade industrial, a organização social deveria ser dirigida por um novo poder espiritual \u2013 os cientistas \u2013 e um novo poder temporal: os empresários industriais.
AUGUSTO COMTE E O POSITIVISMO SOCIOLÓGICO
A religião da humanidade
Sistema de política positiva (1851-1854)
A regeneração da sociedade deve assumir a forma de uma religião, na qual o amor a Deus é substituído pelo amor a humanidade.
Cópia exata do sistema eclesiástico católico.
Dogmas: filosofia positiva e as leis científicas;
Ritos seculares;
O anjo da guarda positivo será a mulher;
Construção de templos leigos
Papa positivo
Trindade da religião positiva: a humanidade é o \u201cgrande ser\u201d; o espaço, o \u201cgrande ambiente\u201d; e a terra, o \u201cgrande fetiche\u201d.