Currículo do Estado de São Paulo
261 pág.

Currículo do Estado de São Paulo


DisciplinaEducação Física Escolar271 materiais2.118 seguidores
Pré-visualização50 páginas
capacidade para 
captar a sequência de fatos, os argumentos principais e as eventuais nuances de sentido.
\u2022	 Intervir adequadamente em diálogos, de forma espontânea e ativa, expondo juízos de 
valor, pontos de vista, opiniões e argumentos.
\u2022	 Elaborar sínteses, ampliações e reformulações de enunciados e de textos literários ou não 
e que versem sobre os temas trabalhados.
\u2022	 Redigir textos com clareza e estruturação que permitam expressar, com consistência, 
pontos de vista e argumentação.
183
Currículo do Estado de São Paulo
LEM
Espanhol
3ª série do Ensino Médio
3º-
 B
im
es
tr
e
Conteúdos
Socioculturais 
\u2022	 A diversidade social, econômica, política e cultural, no mundo globalizado e plural. 
\u2022	 Marcas das sociedades e culturas nos diferentes tipos de discurso.
Funcionais
\u2022	 Formulação e expressão de hipóteses, condições e probabilidade e incredulidade.
\u2022	 Manifestação de intenção e de ênfase.
Linguísticos
\u2022	 O verbo: modo, tempo e aspecto (valores e funções).
\u2022	 Mecanismos de coesão e coerência textuais.
\u2022	 Construções com verbos descritivos: tener, haber, estar.
\u2022	 Léxico relacionado aos conteúdos socioculturais e funcionais trabalhados.
Habilidades
Espera-se que ao completar este bimestre os alunos desenvolvam as seguintes habilidades:
\u2022	 Identificar, em textos orais e escritos, elementos argumentativos, de intencionalidade e de 
ênfase.
\u2022	 Intervir adequadamente em diálogos que podem ocorrer em diferentes contextos sociais e 
culturais.
\u2022	 Elaborar, oralmente e por escrito, sínteses, ampliações e reformulações de enunciados e de 
textos que versem sobre realidades abstratas e temas sociais e culturais.
\u2022	 Redigir textos de tipologia variada, com clareza e estruturação adequada, que expressem 
intencionalidade e ênfase, apresentem hipóteses, condições, probabilidades ou expressem 
incredulidade.
184
LEM
Espanhol Currículo do Estado de São Paulo
3ª série do Ensino Médio
4º-
 B
im
es
tr
e
Conteúdos
Socioculturais 
\u2022	 Brasil, América, Espanha e o mundo: valoração crítica do mundo globalizado.
\u2022	 Marcas das sociedades e culturas nos diferentes tipos de discurso.
Funcionais
\u2022	 Expressão de mudanças físicas, psíquicas e de estado, transitórias ou permanentes.
\u2022	 Expressão da afetividade.
Linguísticos
\u2022	 Oralidade e escrita: léxico, marcadores discursivos (argumentativos, contrastivos, 
intensificadores etc.), formalidade e informalidade, registros e estilos.
\u2022	 Verbos que indicam processos e mudanças.
\u2022	 Contrastes ser/estar e tener/haber.
\u2022	 Marcas de afetividade e subjetividade na linguagem.
\u2022	 Léxico relacionado aos conteúdos socioculturais e funcionais trabalhados.
Habilidades
Espera-se que ao completar este bimestre os alunos desenvolvam as seguintes habilidades:
\u2022	 Identificar, em textos orais e escritos, marcas de subjetividade e de afetividade.
\u2022	 Intervir adequadamente, valendo-se de diferentes registros e estilos, em diálogos que 
podem ocorrer em contextos sociais e culturais variados.
\u2022	 Entender e interpretar textos escritos de tipologia variada sendo capaz de captar as 
marcas de subjetividade e afetividade.
\u2022	 Elaborar textos escritos e orais que expressem mudanças físicas, psíquicas e de estado, 
transitórias ou permanentes.
\u2022	 Redigir textos de tipologia variada, com clareza e estruturação adequada, que expressem 
intencionalidade, subjetividade, afetividade e pontos de vista pessoais.
185
Currículo do Estado de São Paulo
LEM
Espanhol
Observações gerais
1. Ainda que nesta matriz se observe 
uma espécie de progressão temática que vai da 
abordagem de questões mais pessoais do sujei-
to aprendiz para o seu entorno mais próximo 
até a sua inserção num mundo global, é impor-
tante que se promova, a todo momento, uma 
reflexão contrastiva não valorativa e, portanto, 
tolerante e respeitosa entre os seus modos de 
pensar e agir, os daqueles que lhe são mais pró-
ximos e os que lhe são mais distantes.
2. Embora se observe nesta matriz, em 
função da forma como é apresentada, uma cer-
ta linearidade no tratamento dos diversos conte-
údos, é importante frisar que os temas nunca se 
esgotam numa única abordagem e que o desen-
volvimento do curso faz-se sempre de forma re-
corrente, em espiral, de modo que as questões, 
sejam elas socioculturais, funcionais ou linguísti-
cas, voltem, de maneira ampliada e aprofunda-
da, sempre que isso se fizer necessário.
3. É fundamental que, para apresentar 
os conteúdos, o professor se valha de mostras 
de língua variadas e de diferentes práticas dis-
cursivas, que permitam ao aluno perceber os 
espaços geográficos, sociais e culturais em que 
se dão, bem como as relações simétricas ou as-
simétricas entre interlocutores e os efeitos de 
sentido que se produzem.
4. É importante ressaltar que, respeita-
das as diferentes situações de ensino, as ha-
bilidades de compreensão e produção oral, de 
compreensão e produção escrita devem prefe-
rencialmente ser trabalhadas de modo a não 
privilegiar uma em detrimento da outra, levan-
do em conta, sobretudo, a diluição das frontei-
ras entre elas pelos novos meios eletrônicos de 
comunicação e as novas formas de contato que 
eles possibilitam.
5. As estruturas morfológicas, sintáticas, 
fonológicas e ortográficas estão diretamente 
relacionadas aos conteúdos funcionais e socio-
culturais trabalhados e às mostras linguísticas 
utilizadas nas atividades didáticas. Os conteú-
dos listados aqui, portanto, são apenas exem-
plos aproximados, que serão estudados sempre 
em função das necessidades comunicativas e 
adequados ao nível dos alunos.
186
LEM
Espanhol Currículo do Estado de São Paulo
187
Currículo do Estado de São Paulo
Arte
Este texto apresenta uma proposta de 
pensamento curricular para a disciplina Arte, 
estruturado numa cartografia que traz um ma-
peamento de territórios da Arte, propondo, a 
partir deles e em conexão entre eles, conceitos 
e conteúdos geradores de processos educati-
vos da 5a série/6o ano do Ensino Fundamental à 
2a série do Ensino Médio. 
O ensino de Arte: breve histórico
Houve um tempo em que na escola se 
estudava desenho geométrico, artes plásticas e 
música. Em uma ou outra escola também se 
aprendia teatro. E, em quase todas, trabalhos 
manuais. 
Houve um tempo de ditadura, e de mudan-
ças radicais: Lei no 5692/71. Educação artística 
como atividade, professores das antigas discipli-
nas voltando às faculdades para complementar 
seus cursos na formação em \u201clicenciatura curta\u201d: 
artes plásticas, música, teatro em dois anos.
A Proposta Curricular da Coordenadoria 
de Estudos e Normas Pedagógicas (Cenp) para 
o então chamado 1o grau marca os tempos 
dos anos 1990: a capa da proposta, vermelha. 
A busca era pela inter-relação dos conteúdos: estí-
mulos geradores, como elementos desencadeado-
res de processos expressivos, capturando interesses 
dos alunos, centrando-se numa só linguagem ou 
estimulando a passagem de uma para outra. 
Segundo a Proposta Curricular, espera-
va-se que o aluno passasse por experiências 
que lhe permitisse 
\u201ccompreender os fundamentos de pelo me-
nos uma das áreas de expressão, as possibilidades 
de articulação de seus elementos, a utilização dos 
recursos expressivos e a sua dimensão estética\u201d. 
[SÃO PAULO (Estado) Secretaria da Educação. 
Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas. 
Proposta Curricular para o ensino de Educação Ar-
tística: 1o grau. São Paulo: SE/CENP, 1992. p. 81].
Para o 2o grau, a Proposta Curricular da 
Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagó-
gicas (Cenp) tornava-se mais complexa. Um 
esquema evidenciava a multiplicidade e a in-
terdependência