Currículo do Estado de São Paulo
261 pág.

Currículo do Estado de São Paulo


DisciplinaEducação Física Escolar271 materiais2.119 seguidores
Pré-visualização50 páginas
triangular de Ana Mae 
Barbosa, articulam-se com a fundamentação 
filosófica da proposta com a concepção dos 
territórios de Arte e Cultura, que abrem pos-
sibilidades para o mergulho em conceitos, 
conteúdos e experiências estéticas nas lin-
guagens da Arte, colocando-a como objeto 
de estudo.
Sobre os subsídios para implantação do 
Currículo proposto 
Arte como objeto de estudo no contexto 
escolar, por meio de uma cartografia, é a ideia 
que impulsiona os caminhos traçados para o 
Caderno do Professor e para o Caderno do 
Aluno, orientando os processos educativos em 
Arte da 5a série/6o ano do Ensino Fundamental à 
2a série do Ensino Médio. 
Sobre a organização das grades 
curriculares (série/ano por bimestre): 
conteúdos associados a habilidades
Desse modo, partindo da composição 
do mapa dos territórios da Arte, é que apre-
sentamos a seguir os conteúdos e habilidades 
por bimestre. Os conteúdos traçados no pre-
sente Currículo serão estudados com ênfase 
na linguagem artística da formação do profes-
sor, sendo as demais linguagens apresentadas 
contempladas no processo educativo durante 
o ano letivo. 
Referências
ABREU, Regina; CHAGAS, Mário (Org.). Me-
mória e patrimônio: ensaios contemporâneos. 
Rio de Janeiro: DP&A, 2003. 
BARBOSA, Ana Mae. Inquietação e mudanças 
no ensino da arte. São Paulo: Cortez, 2002.
DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Rizomas. In: 
Mil platôs. Rio de Janeiro: 34, 1995. 1 v. 
FARIAS, Agnaldo. Arte brasileira hoje. São Paulo: 
Publifolha, 2002. 128 p.
198
Arte
Currículo do Estado de São Paulo
GUERRA, M. Teresinha; MARTINS, Mirian 
Celeste; PICOSQUE, Gisa. Didática do ensino 
de arte: a língua do mundo \u2013 poetizar, fruir e 
conhecer arte. São Paulo: FTD, 1998. 
HERNANDEZ, Fernando. Catadores da cultura 
visual: proposta para uma nova narrativa edu-
cacional. Porto Alegre: Mediação, 2007. 
_________. Cultura visual, mudança educativa e 
projeto de trabalho. Porto Alegre: Artmed, 2000. 
MARTINS, Mirian Celeste; PICOSQUE, Gisa. Tra-
vessia para fluxos desejantes do professor-pro-
positor. In: OLIVEIRA, Maria Oliveira de (Org.). 
Arte, educação e cultura. Santa Maria/RS: Ed. 
da UFSM, 2007. p. 345-356. 
_________. Aventura de planar numa dvdteca. 
Boletim Arte na Escola no 38, 2005. 
_________. Professor escavador de sentidos. In: 
Christov, Luiza Helena; Mattos, Simone (Org.). 
Arte-Educação: experiências, questões e possibilida-
des. São Paulo: Expressão e Arte, 2006. p. 53-62. 
MARTINS, Mirian Celeste; SCHULTZE, Ana 
Maria; EGAS, Olga (Org.). Mediando [con]ta-
tos com arte e cultura. São Paulo: Instituto de 
Artes/Unesp/Pós-Graduação, 2007. 
OSTROWER, Fayga. Criatividade e processos de 
criação. Rio de Janeiro: Vozes, 1977. 
_________. A sensibilidade do Intelecto: visões 
paralelas de espaço e tempo na arte e na ciên-
cia. Rio de Janeiro: Campus, 1998. 
_________. Universos da arte. Rio de Janeiro: 
Campus, 1978. 
SALLES, Cecília Almeida. Gesto inacaba-
do: processo de criação artística. São Paulo: 
Annablume, 1998. 
SÃO PAULO (Estado), SEE-SP/CENP. O ensino de 
Arte nas séries iniciais: Ciclo I. Organização de 
Roseli Cassar Ventrella e Maria Alice Lima Garcia. 
São Paulo: FDE, 2006. 
SÃO PAULO (Estado), SEE-SP/FDE. Educação com 
arte: Ideias 31. Devanil Tozzi. São Paulo: FDE, 
2004. 
SÃO PAULO (Estado), SEE-SP/FDE. Horizontes 
Culturais: lugares de aprender. Devanil Tozzi e 
outros. São Paulo: FDE, 2008.
SUZIGAN, Geraldo. Pensamento e lingua-
gem musical: música e educação. São Paulo: 
G4, 2002. 
199
Currículo do Estado de São Paulo
Arte
Quadro de conteúdos e habilidades em Arte
5a- série/6o- ano do Ensino Fundamental
1º-
 B
im
es
tr
e
Conteúdos
A tridimensionalidade nas linguagens artísticas
\u2022	 Diferenciação entre o espaço bi e o tridimensional
\u2022	 O som no espaço: melodia-ritmo
\u2022	 Formas do espaço teatral e sua relação com o corpo dos atores
\u2022	 Forma tridimensional do corpo em movimento, com ênfase nos eixos vertical (altura), 
horizontal (lateralidade) e sagital (profundidade)
Habilidades
Espera-se que ao completar este bimestre os alunos desenvolvam as seguintes habilidades:
\u2022	 Estabelecer diferenciações entre o espaço bi e o tridimensional
\u2022	 Reconhecer e interpretar a linguagem tridimensional em produções artísticas
\u2022	 Operar com a tridimensionalidade na criação de ideias na linguagem da Arte
200
Arte
Currículo do Estado de São Paulo
5a- série/6o- ano do Ensino Fundamental
2º-
 B
im
es
tr
e
Conteúdos
O espaço no território das linguagens artísticas 
\u2022	 Escultura, assemblage, ready-made, parangolé; objeto, instalação, intervenções urbanas, 
site specific, land art, web art etc.
\u2022	 Cenografia e a cena contemporânea; topologia de cena
\u2022	 Linguagem das danças clássica, moderna e contemporânea
\u2022	 A mesma melodia em diferentes harmonizações; densidade e intensidade
\u2022	 A dimensão artística do espaço no decorrer dos tempos: percursos de pesquisa na História 
da Arte
Habilidades
Espera-se que ao completar este bimestre os alunos desenvolvam as seguintes habilidades:
\u2022	 Reconhecer, interpretar e estabelecer diferenciações entre as linguagens artísticas tendo o 
espaço como foco
\u2022	 Analisar a percepção visual, a sonora, a espacial e a cinestésica na leitura e na criação de 
ideias na linguagem da Arte
\u2022	 Operar o pensamento analítico na distinção dos modos de utilizar o espaço nas diferentes 
linguagens da Arte no decorrer do tempo
201
Currículo do Estado de São Paulo
Arte
5a- série/6o- ano do Ensino Fundamental
3º-
 B
im
es
tr
e
Conteúdos
Luz: suporte, ferramenta e matéria pulsante na Arte
\u2022	 O claro e o escuro, a sombra e a luz, o foco, a atmosfera e a luz na construção de sentido
\u2022	 A luz e a contraluz na dança, no teatro e nas artes visuais
\u2022	 A luz e a sombra no teatro de sombras
\u2022	 O som em diferentes espaços, estereofonia e gravação bináurea
\u2022	 As relações entre luz e cor; a dimensão simbólica da luz e da cor
\u2022	 A materialidade da luz nas linguagens artísticas
Habilidades
Espera-se que ao completar este bimestre os alunos desenvolvam as seguintes habilidades:
\u2022	 Operar a luz como elemento, ferramenta e matéria presente nas diferentes 
linguagens artísticas
\u2022	 Identificar a dimensão simbólica da luz como geradora de sentido e de múltiplas 
significações na Arte
\u2022	 Reconhecer luz e sombra como qualidade estética e expressiva na obra de arte
\u2022	 Distinguir a sonoridade provocada por fontes distintas
202
Arte
Currículo do Estado de São Paulo
5a- série/6o- ano do Ensino Fundamental
4º-
 B
im
es
tr
e
Conteúdos
Olhares sobre a matéria da arte
\u2022	 Suportes, ferramentas, matérias
\u2022	 Corpos perceptivos; improvisação, intuição, imaginação criadora, coleta sensorial; vigília 
criativa; repertório pessoal e cultural; poética pessoal; pensamento visual; pensamento 
corporal e cinestésico; pensamento musical
\u2022	 Percurso de experimentação; perseguir ideias; esboços; séries; cadernos de anotações; 
estudo e pesquisa; apropriações; combinações; processo colaborativo
\u2022	 O corpo e a voz como suporte e matéria da arte
\u2022	 Conceitos, procedimentos e conteúdos investigados durante o ano
Habilidades
Espera-se que ao completar este bimestre os alunos desenvolvam as seguintes habilidades:
\u2022	 Manejar e utilizar suportes, ferramentas e materiais em processos de criação em arte
\u2022	 Experimentar e reconhecer as potencialidades do corpo como suporte e matéria das 
artes cênicas
\u2022	 Experimentar e reconhecer as potencialidades da voz como suporte e matéria da música
\u2022	 Identificar conceitos e procedimentos estudados e experimentados em Arte durante o 
ano letivo
203
Currículo