Intro process de polímeros joão
48 pág.

Intro process de polímeros joão


DisciplinaCiência dos Materiais8.602 materiais65.710 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Prof. Fabrício Celso 
Processamento de Polímeros 
\u2022 Introdução ao processamento de plásticos 
 
Prof. Fabrício Celso 
- Processos de Fabricação e Transformação 
 
- Processos de Moldagem 
- Termoplásticos 
- Termofixos 
 
- Preparação dos Plásticos 
Sumário 
Prof. Fabrício Celso 
 
- Da matéria-prima (plástico) fabricada por processos químicos, 
até os produtos que serão usados pelo consumidor, são 
necessárias algumas etapas de produção intermediárias. 
- Forma da matéria-prima : grãos (pellets), pó, pasta, líquido. 
- A matéria-prima é transformada em semi-manufaturados ou 
peça final. 
\u2022 Processos de Fabricação e Transformação 
Introdução 
Prof. Fabrício Celso 
 
- Semi-manufaturados são produtos intermediários: 
Necessitam de processamento, através de diferentes técnicas de 
fabricação, antes de se tornarem produto final. 
 
EXEMPLOS: 
- Semi-manufaturados: placas, filmes, tubos e perfis de plástico. 
- Peças prontas: Painéis, baldes, engrenagens, carcaças de 
plástico. 
\u2022 Processos de Fabricação e Transformação 
Introdução 
Prof. Fabrício Celso 
TERMOPLÁSTICOS E TERMOFIXOS 
Técnicas de Moldagem Termoplásticos Termofixos 
Moldagem Massa fundida moldada no 
estado termoplástico: 
Massa fundida formada ao 
mesmo tempo que ocorre 
uma reação química: 
- Massa rígida; 
- Resina reativa fluida 
Termoformagem Semi-manufaturados são 
moldados no estado 
termoplástico 
Separação Moldagem sob tensão: 
Torneamento, fresagem, 
corte, furação 
Moldagem sob tensão: 
Torneamento, fresagem, 
corte, furação 
União Processos de união 
mecânica 
Colagem, soldagem 
Processos de união 
mecânica 
Colagem 
Introdução 
Prof. Fabrício Celso 
\u2022 Processos de Fabricação e Transformação 
- Colagem, soldagem, parafusar, rebitar: processos de união 
-Termoformagem, separação e união: processos de transformação 
- Moldagem por extrusão e injeção: processos de fabricação 
 
Detalhes sobre TERMOFIXOS: 
- Termofixos e elastômeros convencionais não apresentam estado 
termoplástico. 
- Não podem ser mais transformados após o processo de 
endurecimento (cura ou reticulação). 
Introdução 
Prof. Fabrício Celso 
Técnicas de moldagem Rígido Termoelástico Termoplástico 
Moldagem Extrusão, fundição, 
Calandragem, 
injeção, prensagem, 
sinterização 
Termoformagem Chanfro/dobra, 
Estampo, repuxo 
Separação Furação, 
torneamento, 
fresagem, corte, 
aplainamento 
União Parafusagem, 
rebitagem, 
colagem 
Soldagem 
Moldagem de termoplásticos segundo seu estado físico 
Introdução 
Prof. Fabrício Celso 
- Moldagem do PEBD conforme a faixa de temperatura 
Extrusão / injeção Dobra / estampo Torno / fresa 
Moldagem de termoplásticos segundo seu estado físico 
Introdução 
Extrusão 
Processos de Moldagem de Plásticos 
- Fabricação de perfis 
- Processo rápido (volume/tempo) e contínuo com termoplásticos 
Prof. Fabrício Celso 
- Tubos e tarugos; 
- Ocos ou maciços 
Extrusão 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Prof. Fabrício Celso 
- Processo intermitente; 
- Termoplásticos / peças ocas 
Extrusão-Sopro 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Extrusão-Sopro 
Processos de Moldagem de Plásticos 
- Peças volumosas 
- Embalagens (frascos) 
- PVC, PEAD, PP 
Extrusão-Sopro 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Prof. Fabrício Celso 
- Processo para termoplásticos 
- Peças maciças, paredes finas; alta produção 
Injeção 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Prof. Fabrício Celso 
Injeção 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Prof. Fabrício Celso 
- Peças técnicas 
- Precisão dimensional 
Injeção 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Prof. Fabrício Celso 
- Resinas termofixas (fenol-formaldeído) 
Compressão 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Prof. Fabrício Celso 
- Aplicável quando: 
Ferramental já existe; volume de produção é muito baixo; 
Secção transversal é muito grande e necessita longo tempo de cura 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Compressão 
Prof. Fabrício Celso 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Moldagem por transferência 
- Peças técnicas 
- Insertos 
Prof. Fabrício Celso 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Moldagem por transferência 
Vantagens sobre a compressão: 
 
- Poucas e simples pré-formas: uma pode preencher centenas de 
cavidades; 
- Maior precisão dimensional, porque o material em excesso é vertido para 
for da cavidade 
- Peças coloridas se beneficiam porque as pré-formas são cortadas de 
placas da matéria prima, diminuindo a chance de contaminação da 
preparação mecânica por compressão ou rosca de injeção 
 
Desvantagem: maior índice de refugo curado; deve ser reciclado ou 
descartado 
Prof. Fabrício Celso 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Moldagem por injeção reativa (RIM) 
- Mistura poliol+isocianato = PU (termofixo) 
- Injeção e reação no molde 
Prof. Fabrício Celso 
 
Insertos: podem ser utilizados e reduzem custo de montagem. 
Liberdade de projeto: molde com paredes finas e grossas 
- Peças sob medida 
- Versatilidade 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Moldagem por injeção reativa (RIM) 
Prof. Fabrício Celso 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Termoformagem 
- Chapas de plástico (PS, PET) 
- Embalagens tipo \u201cblister\u201d 
Prof. Fabrício Celso 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Termoformagem 
- Vácuo-formagem 
- Embalagens descartáveis 
Prof. Fabrício Celso 
- Resina termofixa: 
Geralmente fenólica 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Pultrusão 
Prof. Fabrício Celso 
- Boa resistência térmica; 
- Boa resistência química; 
- Excelente resistência à corrosão 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Pultrusão 
Prof. Fabrício Celso 
- Uso em ambientes agressivos: 
- Passarelas de plataforma petrolífera em alto mar 
- Cercas em áreas litorâneas 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Pultrusão 
Prof. Fabrício Celso 
- Resina termofixa: 
Epóxi (prototipagem rápida) 
Poliéster insaturado (compósitos) 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Vazamento (casting) 
Prof. Fabrício Celso 
Processos de Moldagem de Plásticos 
- Molde em silicone vulcanizável na temperatura ambiente 
Silicone \u201cRTV\u201d 
Vazamento (casting) 
Prof. Fabrício Celso 
Resina termofixa: 
Elastômero (látex, poliuretano) e acrílica: artesanato 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Vazamento (casting) 
Prof. Fabrício Celso - Grandes dimensões, baixas tensões internas 
- Termoplásticos como PE e PVC 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Rotomoldagem 
Prof. Fabrício Celso 
- Produtos rotomoldados 
- Máquina com três cavidades 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Rotomoldagem 
Prof. Fabrício Celso 
- Produtos rotomoldados 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Rotomoldagem 
Prof. Fabrício Celso 
- Máquina com diversas cavidades 
- Produtos rotomoldados 
Processos de Moldagem de Plásticos 
Rotomoldagem 
Prof. Fabrício Celso 
Preparação de Plásticos 
Fabricação e propriedades 
- Preparação tem duas funções: 
 
- Auxiliar na fabricação das peças; 
 
- Auxiliar na obtenção das propriedades desejadas no produto final 
Prof. Fabrício Celso 
Preparação de Plásticos 
Aditivação e dosagem 
- Variação das propriedades dos plásticos pela preparação (aditivação) 
ADITIVOS EFEITO 
Antioxidantes (termoestabilizantes) Impedem reações de degradação por oxidação 
Fotoestabilizantes Impedem reações de degradação por 
incidência