MATEMÁTICA: INOVAÇÃO METODOLÓGICA NORTEANDO A APRENDIZAGEM
11 pág.

MATEMÁTICA: INOVAÇÃO METODOLÓGICA NORTEANDO A APRENDIZAGEM


DisciplinaArtigo Científico426 materiais947 seguidores
Pré-visualização3 páginas
JAGUAR LISCITOF FARIA RA: 1054201
Licenciatura em Matemática 
MATEMÁTICA: INOVAÇÃO METODOLÓGICA NORTEANDO A APRENDIZAGEM
Orientador: Prof. Me. Santiago Sanches
CLARETIANO CENTRO UNIVERSITÁRIO
CURITIBA
2015
MATEMÁTICA: INOVAÇÃO METODOLÓGICA NORTEANDO A APRENDIZAGEM
RESUMO
Na atualidade a matemática possui uma amplitude de coerências e regularidades que favorece a formação do pensamento e o desenvolvimento do raciocínio logico. Tais conhecimentos formam um patrimônio sociocultural que abrange e conceitua uma dimensão universal da matemática, que é usufruída constantemente pelas comunidades e sociedade. Nesse alinhamento, cabe à instituição escolar fomentar e promover a assimilação e transmissão dos conhecimentos matemáticos, afim de que os seres humanos possam interagir na comunidade de forma consciente. Diante este norteamento de promover, assimilar e transmitir que a dificuldade emerge, onde educadores de matemáticas autoritários e despreparados, que não conseguem estimular o gosto pela disciplina dificultam o processo de aprendizagem dos educandos e não instigando em momento algum o gosto pela matemática. Fundamentados a partir da LDB (Lei de Diretrizes e bases da educação) nos princípios da educação, igualdade de condição para todos na escola, é que este estudo tem por elemento balizador minimizar esta problemática na educação com a finalidade de obter a reversão e proporcionar novas práticas e recurso pedagógicos materiais e transversais para o ensino da matemática no âmbito escolar.
Palavras-Chave: Matemática, Aprendizado, Dificuldades, Educador.
1. INTRODUÇÃO
O trabalho em questão tem a disposição de tornar perceptíveis as dificuldades encontradas no ensino aprendizagem da matemática no âmbito escolar.
A escolha do tema surgiu da necessidade de serem criadas novas metodologias e estratégias pelo fato que o ensino da matemática tem sido motivo de grande preocupação dos alunos e dos próprios educadores, tanto no ensino quanto na aprendizagem, em função dessa problematização este trabalho busca estudar estas questões através de pesquisas descritiva e quantitativa para investigar e instigar problemas centrais das dificuldades no ensino aprendizagem da matemática.
Também o fato de, sendo eu educador, acreditar na relevância e pertinência do tema, considerando os benefícios possíveis de serem conquistados por meio de novos procedimentos metodológicos transversais, voltado para o público de crianças e jovens que não mostram muito interesse pelas disciplinas. 
É sabido que à escola compete tornar/formar cidadãos. Obviamente que isso é verdadeiro e também reflete uma grandiosa responsabilidade, mas é preciso salientar que educar é muito mais que isso. De acordo com Granja (2006, p. 101) a pessoalidade é núcleo central da cidadania, mas não é seu limite, mas abrangem também a particularidades do indivíduo, como suas aptidões, seus projetos e seus valores.
Dessa forma, é possível entender que no campo da cidadania, todas as pessoas possuem os mesmos direitos, mas ela possui também especificidades que devem ser respeitadas, estimuladas e, direcionadamente, desenvolvidas.
Por isso que há questionamentos a fazer e, para tanto, é preciso analisar, brevemente, a trajetória histórica da matemática, pois oportunizara novos norteamentos para compreendê-la, possibilitando uma visão mais integrada, com as outras disciplinas. Por meio da LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), analisou-se que a organização da disciplina Matemática tem por objetivo central a busca da interdisciplinaridade e a contextualização para eventualmente possibilitar ao educando uma visão mais profunda sobre esta disciplina já que o ensino aprendizagem da Matemática tem por elemento balizador aperfeiçoar a vida pessoal do individuo desde tomar uma simples decisão, até a possibilidade de ter condições para superar a complexidade dos desafios que a vida lhe traz na contemporaneidade. 
Assim, o presente Artigo apresenta as seguintes questões norteadoras: Quais as dificuldades enfrentadas no ensino aprendizagem da matemática no âmbito escolar? Qual metodologia usar para atrair e despertar o gosto pela matemática em sala de aula? Para atender a esse propósito e com o objetivo de possibilitar novos procedimentos metodológicos para superar a problemática, respaldo minha pesquisa nos estudos de (Nacarato; Mengali e Passos, 2009, p. 44) Granja (2006), Neto (2001) Ambrosio (1999) Miguel (1997) Jonas Pagotto (2010) Machado (1993), pois os mesmos trazem reflexões significativas sobre o ensino e experiências da matemática para o ramo educacional. Desta maneira, este Trabalho de Conclusão de Curso é estritamente de cunho teórico, baseado também, em literatura diversificada sobre o assunto.
2. MATEMATICA E SUA HISTORICIDADE. 
Segundo Ambrósio (1999) observa-se: 
\u201cAs ideias matemáticas comparecem em toda a evolução da humanidade, definindo estratégias de ação para lidar com o ambiente, criando e desenhando instrumentos para esse fim, e buscando explicações sobre os fatos e fenômenos da natureza e para a própria existência. Em todos os momentos da história e em todas as civilizações, as ideias matemáticas estão presentes em todas as formas de fazer e de saber.\u201d (Ambrósio, 1999, p. 97)
Neste sentido, a história da matemática proporciona a integração necessária entre ela mesma e entre todas as disciplinas, pois ela acompanha a historia da humanidade. E por meio desde historia podemos notar que a matemática é uma construção humana, onde a mesma foi sendo aprimorada com o passar dos tempos e sendo assim permite entender a origem das ideias que originaram e deram forma a cultura e de modo geral observar o desenvolvimento humano. Ambrósio (1999, p.97), \u201cAcredito que um dos maiores erros que se pratica em educação, em particular na Educação Matemática, é desvincular a Matemática das outras atividades humanas. \u201d Pelo estudo de Ambrósio podemos perceber que a historia da matemática é uma construção humana, que é criada para atender a certas demandas da sociedade. 
3. MATEMATICA X DIFICULDADES NA APRENDIZAGEM
Realmente a dificuldade de aprendizagem da matemática na escola esta interligada e têm por base os processos cognitivos, por isso educadores percebem que muitos educandos têm dificuldades nesta disciplina e muitas vezes isso se propaga até a idade adulta. Tal problema é tão significativo que se torna um dos fatores para o fracasso escolar. O desafio da aprendizagem da matemática dificulta notavelmente o desenvolvimento escolar do educando e também no seu dia a dia, já que a matemática está presente na vida de todos ao qual engloba fatores de interpretações e cálculos. 
\u201cOs alunos precisam aprender a ler matemática e ler matemática para aprender, pois, para interpretar um texto matemático, é necessário familiarizar-se com a linguagem e com os símbolos próprios desse comportamento curricular e encontrar sentido naquilo que lê, compreendendo o significado das formas escritas. \u201d (NACARATO. et. al., 2009, p. 44).
Por meio deste pensamento podemos deduzir que para romper as barreiras de aprendizagem da matemática é primordial compreender se familiarizar com os textos matemáticos só assim o aluno ira encontrar sentido e significado. 
\u201cQuando o aluno fala, lê, escreve ou desenha, ele não só mostra quais habilidades e atitudes estão sendo desenvolvidas no processo de ensino, como também indica os conceitos que domina e as dificuldades que apresenta. Com isso, é possível verificar mais um aspecto importante na utilização de recursos de comunicação para interferir nas dificuldades e provocar cada vez mais o avanço dos alunos.\u201d (NACARATO. et al., 2009, p. 45)
O ensino da Matemática está dividido, basicamente, em três componentes (Carvalho, 2005). O primeiro refere-se a conceituação, na qual, por meio de \u201caulas teóricas\u201d, o professor apresenta definições, proposições, fórmulas (possivelmente deduzidas), e relaciona os novos conceitos com os já conhecidos pelos
Tico
Tico fez um comentário
Ei , esse TCC É MEU, eu que fiz.. copiou de onde?
0 aprovações
Carregar mais