FISICA 1
167 pág.

FISICA 1


DisciplinaFísica Básica I1.085 materiais10.594 seguidores
Pré-visualização44 páginas
vulcões ou áreas de 
concentração de placas litosferas. 
 
Em países como a Islândia, os gêiseres são aproveitados, são 
águas quentes que saem interior da Terra que também geram energia geotérmica. 
 
 
 
Energia Hidrelétrica 
 
 
A grande parte da energia elétrica produzida no Brasil é gerada por 
usinas hidrelétricas, isso porque o país é rico em rios com grandes 
extensões, caudalosos, e correndo sobre planaltos e de 
depressões. 
 
O custo de investimento é bastante caro, por causa das obras de 
grande porte, principalmente para abastecer a Região Sudeste, por 
ser a mais industrializada é a que consome mais energia. 
 
Hidrelétrica de Itaipu 
A principal fonte de energia elétrica do Brasil é a energia hidráulica. Ela é bastante utilizada na geração de 
eletricidade. As usinas hidrelétricas fornecem aproximadamente 90% de energia elétrica em todo o território 
brasileiro e 10% são utilizadas pelas usinas termelétricas ou nucleares. 
 
O Brasil ainda tem grandes chances de construir mais usinas, seu potencial hidráulico é reconhecido como 
o terceiro maior do mundo, ficando atrás apenas da Rússia e da China. 
Veja na tabela abaixo a repartição do potencial hidrelétrico, das mais importantes bacias hidrográficas do 
Brasil. 
Potencial hidrelétrico por bacia hidrográfica Potencial (MW) 
Bacia do Amazonas 106 051 
Bacia do Tocantins 26 847 
Bacia do Paraná 61 400 
Bacia do São Francisco 26 622 
Bacia do Uruguai 15 123 
Atlântico Sudeste 14 528 
Atlântico Sul 9 599 
Atlântico Leste 3 115 
Total do Brasil 263 285 
A energia hidráulica suporta todas as necessidades brasileiras em relação à eletricidade, porém, para que 
isso ocorra de forma correta, deve haver novas construções de usinas. 
 
Algumas causas da construção de usinas são a degradação ambiental e o espaço que emprega o lago 
artificial colocado pela construção da usina. Causando também a perda de solos agricultáveis, florestas, 
128 
 
 
 
fauna e principalmente com a retirada de populações ribeirinhas, como na região da Amazônia, que foi 
preciso remover grupos de povos indígenas que viveram na região durante muitos anos. 
O Princípio de Funcionamento de uma Usina Hidrelétrica 
A presença de energia elétrica em nossas vidas é gigantesca. Geladeira, liquidificador, televisão, ferro de 
passar roupas... e outros, são dispositivos que funcionam utilizando dessa forma de energia. 
A energia elétrica que chega até nós é gerada em usinas hidrelétricas; assim diz a linguagem usual, sendo 
que na verdade ela é resultado de um processo de conversão de energia potencial em energia elétrica. 
A água que se encontra represada armazena energia potencial, ao abrir as compotas da usina, a energia 
potencial da água vai sendo convertida em energia cinética à medida que ela vai escoando pelos dutos. Ao 
entrar em contato com as turbinas, as mesmas começam a girar dando origem à força eletromotriz induzida, 
processo este que consiste na conversão da energia cinética das turbinas em energia elétrica, pois em 
razão da fem (força eletromotriz) será estabelecida uma corrente elétrica entre dois pontos (exemplo: usina-
residência). Ver figura 1. 
 
Vemos então que a energia que chega até nós não é resultado de um processo de geração e sim de 
conversão. 
Por Frederico Borges de Almeida 
Graduado em Física 
FONTE: http://www.brasilescola.com/fisica/o-principio-funcionamento-uma-usina-hidreletrica.htm 
 
 
TAREFAS 
01. (UCSA) Uma partícula de massa constante tem o módulo de sua velocidade aumentado em 20%. O 
respectivo aumento de sua energia cinética será de: 
a) 10% b) 20% c) 40% 
d) 44% e) 56% 
02. Um corpo de massa 3,0kg está posicionado 2,0m acima do solo horizontal e tem energia potencial 
gravitacional de 60J. 
A aceleração de gravidade no local tem módulo igual a 10m/s2. Quando esse corpo estiver posicionado no 
solo, sua energia potencial gravitacional valerá: 
129 
 
 
 
a) zero 
b) 20J 
c) 30J 
d) 60J 
e) 90J 
 
03. Um corpo de massa m se desloca numa trajetória plana e circular. Num determinado instante t1, sua 
velocidade escalar é v, e, em t2, sua velocidade escalar é 2v. A razão entre as energias cinéticas do corpo 
em t2 e t1, respectivamente, é: 
a) 1 
b) 2 
c) 4 
d) 8 
e) 16 
 
04. Considere uma partícula no interior de um campo de forças. Se o movimento da partícula for 
espontâneo, sua energia potencial sempre diminui e as forças de campo estarão realizando um trabalho 
motor (positivo), que consiste em transformar energia potencial em cinética. Dentre as alternativas a seguir, 
assinale aquela em que a energia potencial aumenta: 
a) um corpo caindo no campo de gravidade da Terra; 
b) um próton e um elétron se aproximando; 
c) dois elétrons se afastando; 
d) dois prótons se afastando; 
e) um próton e um elétron se afastando. 
 
05. Um atleta de massa 80kg com 2,0m de altura, consegue ultrapassar um obstáculo horizontal a 6,0m do 
chão com salto de vara. Adote g = 10m/s2. A variação de energia potencial gravitacional do atleta, neste 
salto, é um valor próximo de: 
a) 2,4kJ 
b) 3,2kJ 
c) 4,0kJ 
d) 4,8kJ 
e) 5,0kJ 
 
06. (UNIFOR) Três esferas idênticas, de raios R e massas M, estão entre uma mesa horizontal. A 
aceleração local de gravidade tem módulo igual a g. As esferas são colocadas em um tubo vertical que 
também está sobre a mesa e que tem raio praticamente igual ao raio das esferas. Seja E a energia 
potencial gravitacional total das três esferas sobre a mesa e E' a energia potencial gravitacional total das 
três esferas dentro do tubo. O módulo da diferença (E' - E) é igual a: 
a) 4 MRg 
b) 5 MRg 
c) 6 MRg 
d) 7 MRg 
e) 8 MRg 
 
07. (FUND. CARLOS CHAGAS) Uma mola elástica ideal, submetida a ação de uma força de intensidade F 
= 10N, está deformada de 2,0cm. A energia elástica armazenada na mola é de: 
a) 0,10J 
b) 0,20J 
c) 0,50J 
d) 1,0J 
e) 2,0J 
 
08. (FUVEST) Um ciclista desce uma ladeira, com forte vento contrário ao movimento. Pedalando 
vigorosamente, ele consegue manter a velocidade constante. Pode-se então afirmar que a sua: 
a) energia cinética está aumentando; 
b) energia cinética está diminuindo; 
c) energia potencial gravitacional está aumentando; 
d) energia potencial gravitacional está diminuindo; 
e) energia potencial gravitacional é constante. 
 
130 
 
 
 
09. Um corpo é lançado verticalmente para cima num local onde g = 10m/s2. Devido ao atrito com o ar, o 
corpo dissipa, durante a subida, 25% de sua energia cinética inicial na forma de calor. Nestas condições, 
pode-se afirmar que, se a altura máxima por ele atingida é 15cm, então a velocidade de lançamento, em 
m/s, foi: 
a) 1,0 
b) 2,0 
c) 3,0 
d) 4,0 
e) 5,0 
 
 
 PINTOU NO ENEM 
1) (ENEM/1998) (CF-C3-H8) Na figura abaixo está esquematizado um tipo de usina utilizada na geração de 
eletricidade. 
Água
Gerador
Turbina
Torre de
transmissão
h
 
Analisando o esquema, é possível identificar que se trata de uma usina: 
(A) Hidrelétrica, porque a água corrente baixa a temperatura da turbina. 
(B) Hidrelétrica, porque a usina faz uso da energia cinética da água. 
(C) Termoelétrica, porque no movimento das turbinas ocorre aquecimento. 
(D) Eólica, porque a turbina é movida pelo movimento da água. 
(E) Nuclear, porque a energia é obtida do núcleo das moléculas de água. 
 
 2) (ENEM/1998) A eficiência de uma usina, do tipo da representada na figura da questão anterior, é da 
ordem de 0,9, ou seja, 90% da energia da água no início do processo se transforma em energia elétrica. A 
usina Ji-Paraná, do Estado de Rondônia, tem potência instalada de 512 Milhões de Watt, e a barragem tem 
altura de aproximadamente 120m. A vazão do rio Ji-Paraná, em litros de água por segundo, deve ser da 
ordem