História, Teoria e Prática do Design de Produtos   Bernhard E. Bürdek   compartilhandodesign.wordpress.com

História, Teoria e Prática do Design de Produtos Bernhard E. Bürdek compartilhandodesign.wordpress.com


DisciplinaProjeto de Mobiliário1 materiais5 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Bernhard E. Bürdek 
História, 
Teoria e 
Prática 
do 
.oesign 
de 
Produtos 
~ 
TERPHANE 
MINISTêRlO 
DACUL11JRA 
z 
CJ 
(f) 
w 
o 
A TERPHANE 
Presente no Brasil há trinta anos. a Ter p h a n e atua no desenvolvimento. 
f abricação e comercialização de f ilmes de poliést e r bi-orientados pa ra 
emba lagens flexív eis e apl icações industriais. A empresa produz os f ilmes 
Te rphane411 em modernas u nidades fabris no Brasi l e nos Estados U n idos. 
A Te rphane tem como Política de Qualidade "busca r perm anentemente 
a m e lh oria contínua da confiabi lidade dos nossos p rodutos .. processos e 
s e rviços, vi sando satis fazer às necessidades atuais e f uturas dos c lientes". 
Pa ra t a n to , t rabalha maximizando as competências de seu s rec u rsos 
humanos e investindo em tecnologia de ponta. 
C e rt ifi cada pela norma ISO 9001 há mais de 1 O anos e sen do a única 
fabrican te de fil m es de poliéster na América do Sul. a Terphane assegura 
p o s ição de destaque, p art ic ipando do sucesso de seus clientes n essa 
região. 
Recentemente. a Terphane inaugu rou uma nova unid ade de produção 
de alta tecnologia de resinas e f i lmes de pol iéster e m C abo de Santo 
Agostinho {PE). decorrent e de um investime n to da ordem de R$200 
milhões. Essa iniciativa gerou uma a m p liação d a capacidade da empresa 
de 20.000 toneladas/ano para 4 0.000 ton e ladas/ano. demonstrando o 
compromisso da Terphane em c o ntinuar crescendo no Brasil e participar 
efetivamente do desenvolv im e n to da indústria n a cional. 
Ações sociais e de f omento à cu ltura t ambém s ão prioridade na 
Terphane. Dessa forma, a empresa sente-se honrada ao contribuir para a 
edição brasileira da obra " H istória. Teoria e Prática do Des ign de Produtos" 
d e Be rnhard E. Bürdek , e reforça a importância do inc entiv o à cu ltura 
naciona l . Tal apoio viabilizou-se em virtude de u m t rabalho conjunto que 
há trinta a n os v e m sendo realizado com sucesso por seu s colaboradores, 
clie ntes e fornecedores . 
A publicação desta obra só fo i possível p e lo apoio da Terphane Ltda. 
~ 
TERPHANE 
Os Editores 
Título original 
DESIG N - GESCH ICH TE, T HEORIE U N O PRAXIS DER PRODUKT- GESTALTUNG 
A e dição em língua alemã foi publicada por 
B IRKHÃ USER- VERLAG FÜR ARCHITEKTUR 
Copyright © 2005 b y Bir khau ser- Verlag f ü r Arch itektur 
Direitos reservados 
para a lfngue portugu esa p ela 
Editora Edgard Blücher Ltda. 
2006 
1 .\u2022 edição - 2006 
~ p r'oibida a reproduçllo totel ou parcia l 
por quaisquer meios 
sem auroriz aç So escrito do ed i tora 
EDITORA EDGARO BLÜCH ER LT OA. 
Rua Pedroso A lvare nga, 124 5 - cj. 2 2 
04531 -01 2 - São Paulo. SP - B rasi l 
Fax : (11 ) 3079-2707 
e-mail: editora@blucher.com .br 
Site: www.blucher.com .b r 
ISBN 85-212-0375-6 
FICHA CATALOGRÁFICA 
Bürdek. Be rnh ard E. 
His tória, teoria e prática do design d e p rodutos/Be rnhard 
E. Bürde k; trad ução Freddy Van Camp. - São Paulo: Ed gard 
B lüch er. 2006. 
T itulo o riginal : Oesign: Geschichte, T heorie und Praxis der 
P roduk t-gestaitung. 
Bibl iograf ia. 
ISBN 85-212-0375-6 
1. Oesign ind u stria l 2 . Produtos novos I. Título. 
05-5807 CDD-7 45. 2 
Índices para c at á lo g o s istemátic o : 
1 . Desig n d e produtos: Design industrial 745.2 
_ _ _ _ _ _ 5 
CONTEÚDO 
Prefácio ........... ................... ..... .................... . ......... ...... ........... ................. . 7 
Design como Conceito .......... ... ... ........... ..... .. ...... ........... ....... .................. 13 
Designe História . .... . ....... ........ ........................................ .. . .. . ... ............... 17 
A Bauhaus . ...... ....... .... ................ ....... .. ...... ... .......... ..................... . .. . .. 28 
A Hochschule für Gestaltung (Escola S uperior da Forma) de U lm ........ 41 
O exemplo da Braun .... ...... .................................................... ......... .... 55 
Da Boa Forma à arte do Design ........................................................... 59 
Design e Globalização ... ....... ........ . .. . ..................... .......... .................. .. .... 71 
Grã-Bretanha ........... .. .................................. ..... . . ................... . ............ 73 
Repúbl ica Federal da A lemanha ............... . ............................... .. .......... 84 
Repúbl ica Democrática da Alemanha .... ........ . .. . .. . ........... ... ...... ..... .... 103 
Áustria . .. ... .................................... . ... ...... ....... .............. . .. ...... ...... .... . 107 
Suíça ..... . .. . .................. ..... ................. ..... ........... ........... ............... .... 111 
Itália .............. ...... ............ .. . ...... ............... ..... .................................... 120 
Espanha ............. .......... ... .......... .. ....... ............ ........... ................ .... ... 145 
França ............. .. .................. .. ........... . ........ .......... ............... ...... ........ 149 
Holanda ....... .. .... .......................... .......... ..... .. .................... . .. . ..... .... .. 1 56 
Escandinávia ................... ....... ...... .... ...... .. .................. .. ... ...... .... ....... 163 
D inamarca ..... .. . .. ... ............. ....... .. .. . ..................... ....... .... ........... ....... 163 
Fin lând ia ..... .......... .. ...... ....... ...... ........... ................ .................... .. ..... 165 
Noruega ............ ......... ... .. ........ ... .......... .. .......... ........... ......... ...... ...... 1 67 
Suécia ............... ........... . .. .................................... ......... .............. ...... 167 
Rússia ....................... .... .......................................... ....... ........ ..... ..... 172 
América do Norte ...... .. ...... ................... .. ............................. ........... .. 1 77 
Estados Unidos ............. . .. .. ......................... .............. ................ .. ..... 177 
Canadá .. . ..... . .......... . . ........... . .. .. .... ... . .... . . .. ....... : . .... .. .... .... ......... . ...... 192 
América do Sul ..... .. ..... ..... ........... .. . .. .. .... .. .. ... .. . .. . ........ ..... .............. .. 195 
Brasi l ................ ...... ..... ........ ........... .. ... ............... ..... ...... ......... ....... .. 196 
Asia ........ . ..... ...... .................. ............... ..... ............. ........ ................ .. 198 
China ... . ........................... ..................... ........... ....... ......................... 202 
6 CONTEÚDO 
Hong Kong ......... . ..... .. .. ............. . .......................... .............. .............. 206 
Japão ............... ... . ...... ........... . .......................... ........... ..................... 209 
Coréia ................ .......... . .. . ... ..... ... .. . ........... ............. ........ ........... ... ... . 219 
Cingapura .. ... ......... ..... . ................ . ... .. . ......... ........ . .... ......... ......... ..... 221 
Taiwan .............. .... ............ ........... . ..... . ..... . . .... .. .... ......... ........ .. . ........ 223 
Design e M etodologia .......... .. .. ......... · .... ...... .. . ... . ......... .. . .. . ... .. \u2022. ........... .. 225 
M étodos de Conhec iment o no Des ign ..... .. . ... . .. ....... . ... .. .. . .... ....... ..... 227 
S emi ótica e Design ............ .... .. . ..... . .. .. . ..... . ..... . .. . .. ... .... .. .............. .... 230 
Fenomenolog ia e Design .... . . .. .. . . ... . ... . .. . . .. .. . .... . .. . ...... .. ... .. .. .... . .. . .