A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Simulado Discursivo

Pré-visualização | Página 1 de 1

Simulado Discursivo - Administração, Sistemas e Ambiente
1-É sabido que os sistemas mecanicistas funcionam muito bem, desde que as máquinas, em seus movimentos limitados, também funcionem bem.
 Enunciado:
Assim, apresente pelo menos três condições que confirmem essa afirmação.
R= modelos mecanicistas não são totalmente dispensáveis. Segundo Morgan (2006), eles funcionam muito bem sob algumas condições: 
 Quando existe uma tarefa pré-determinada a ser desempenhada 
 Quando o ambiente é estável e previsível o suficiente para garantir que os produtos sejam adequados 
 Quando se quer produzir todos os exemplares da mesma forma 
 Quando a precisão e a eficiência são muito valorizadas 
 Quando as partes humanas da "máquina" precisam ser submissas e se comportar como planejado 
2-As empresas podem ter características mecanicistas, orgânicas ou ambas, em maior ou menor grau de uma ou outra.
 Enunciado:
Considerando as características mecanicistas que as empresas podem ter, cite pelo menos três dessas características, exemplificando uma prática para cada uma delas, ilustrando esse conceito.
R= Entre as características mecanicistas que uma empresa pode adotar, temos a centralização administrativa, sem a inclusão de outras vozes que não a da cúpula central da empresa; a especialização do trabalho, exemplificada pela manutenção de cargos muito bem divididos, com funções muito claras; e a hierarquia interna rígida, o que gera uma distinção evidente de poderes, como a diferenciação entre funcionários e patrão.
 3-Se considerarmos as empresas sob o ponto de vista técnico, as máquinas, equipamentos e tecnologia disponível potencializaria muito a garantia de que tudo funcionará como o esperado. Mas se quisermos ir além, o toque humano é indispensável.
A questão é que ser humano não iguala todas as pessoas. Isto seria técnico ao extremo.
Uma das principais diferenças é a dimensão cultural dos povos.
 Enunciado:
Assim, apresente o conceito da dimensão “Fuga à incerteza”, ilustrando o perfil de um funcionário com essas características.
R= Fuga à incerteza: grau em que os indivíduos se sentem desconfortáveis com a incerteza e assim, buscariam empresas ou posição que lhes desse conforto ou certeza. 
Esse tipo de funcionário busca empresas que têm normas definidas (mecanicistas), sendo mais atraentes porque já caracterizam pouca exigência à mudanças. Mudanças causam incertezas de futuro nesses indivíduos.
4-Just-in-case ou just-in-time? Eis a questão!
 Enuncidado:
Considerando os conceitos relacionados à produção “Just-in-case, apresente pelo menos um exemplo prático de uma produção nesses moldes.
R=
No sistema Just in Case, como o próprio nome já fala, é um processo quando se trabalha com um nível x de estoque, para o acaso de ocorrer algum problema a empresa terá a sua produção garantida.
A gestão de um negócio pela ótica do JIC 
conduz a que se produza segundo a máxima capacidade de produção dos recursos, antecipando a demanda futura sob a forma de estoques. Não se desenvolvem esforços nem para balancear as capacidades nem para eliminar as variabilidades, pois o interesse é operar o tempo todo na máxima capacidade. O ritmo de produção é ditado pela capacidade excessiva do primeiro processo, que "empurra" a produção em direção aos processos sucessivos, resultando inventário consideravelmente mais alto do que o necessário.
Várias são as possibilidades de exemplos. A condição maior é demonstrar uma produção baseada em pedidos,
com pouco ou nenhum estoque e integração com os fornecedores, sempre voltada ao aumento da produtividade e
redução de custos, sem onerar a qualidade, principalmente da produção e da prestação de serviços.
5-Em uma dinâmica ambiental as empresas podem influenciar indiretamente o sistema em que atuam, trazendo benefícios ou prejuízos ao ambiente.
 Enunciado:
Com base nisso, diferencie os termos “Externalidade Positiva” de “Externalidade Negativa”, apresentando um exemplo para cada um.
R=
as externalidades referem-se ao impacto de uma decisão sobre aqueles que não participaram dessa decisão.
Externalidade positiva gera beneficio para sociedade e externalidade negativa gera custos para a mesma.
Um exemplo típico de externalidade negativa é a da fábrica que polui o ar, afetando a comunidade próxima. No entanto, o estímulo a economia regional, como resultado da demanda de serviços pela fábrica, pode representar uma externalidade positiva para a comunidade.