A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
87 pág.
apostila contabilidade geral 127 exercicios resolvidos

Pré-visualização | Página 11 de 24

a devolução. Como demonstrado acima, a resposta é a alternativa B 
42- A Nossa Loja de Departamentos Ltda. avalia seus estoques utilizando uma variante do método do 
preço específico. 
As mercadorias adquiridas recebem etiquetas com o preço de venda, formado a partir do custo 
unitário com acréscimo de percentual fixo como margem de lucro. 
A empresa em epígrafe fixou a margem de lucro em 25% sobre o preço de venda, tendo em vista que 
pagará 12% de ICMS para cada unidade vendida. 
No período considerado, o movimento físico constou de estoque inicial de 1.000 unidades, compras 
de 1.500 unidades e vendas de 2.000 unidades. 
A receita bruta de vendas alcançou o valor de R$ 200.000,00. 
Não houve devoluções, abatimentos ou vendas canceladas. 
Com base nas informações acima, pode-se dizer que o estoque final, nesse período, alcançou o 
montante de 
a) R$ 50.000,00 c) R$ 40.000,00 e) R$ 31.500,00 
b) R$ 44.000,00 d) R$ 37.500,00 
Comentários:
O problema maior desta questão é a redação. Inicialmente o preço de venda é formado a partir 
do custo. No parágrafo seguinte, o preço de venda é calculado fixando-se uma margem de lucro 
sobre o preço de venda. Apesar da redação, entende-se que o lucro é de 25% do preço de venda. 
Havia um estoque inicial de 1.000 unidades, foram comprados 1.500 unidades e vendidos 2.000. 
Logo o estoque final é de 500 unidades (EF = 1.000 + 1.500 – 2.000 = 500). 
O preço de venda de 1 (uma) unidade é de R$100,00 (200.000/2000) 
Como o lucro é de 25% do preço de venda, o preço de venda é de 125%: 
Lucro = Venda – Custo 25% = V – 100%. Logo V = 125% 
Fazendo uma regra de três simples: 
100 ---------------125% 
 X .....................100% X = 80 (custo unitário) 
Logo, o Estoque final é: EF = 500 X 80 = 40.000 
Resposta: C 
43- Apresentamos abaixo cinco frases relacionadas com o ativo permanente, sendo quatro 
verdadeiras e apenas uma falsa. Assinale a opção que contém a assertiva errada. 
a) Depreciação é a importância correspondente à diminuição do valor dos bens do ativo, resultante do 
desgaste pelo uso, ação da natureza e obsolescência. 
38
b) Exaustão é a importância correspondente à diminuição do valor dos recursos naturais, minerais e 
florestais, resultante de sua exploração. 
c) Amortização é a importância correspondente à recuperação do capital aplicado na aquisição de 
direitos, cuja existência ou exercício tenha duração limitada. 
d) Reparos são serviços que recolocam o ativo em condições normais de operação e que adicionam 
vida útil ao ativo, não sendo considerados despesas do exercício. 
e) Manutenção refere-se a serviços regulares e periódicos efetuados para prevenir contra a 
necessidade constante de reparos ou consertos e que não adicionam vida útil ao ativo e são 
considerados despesas do exercício. 
Comentários:
Os gastos de manutenção e reparos são os incorridos para manter ou recolocar os ativos em 
condições normais de uso, sem com isso aumentar sua capacidade de produção ou período de 
vida útil. São geralmente tratados como despesas. (Quando o prazo de vida útil ou capacidade 
produtiva do bem aumentam, é chamado de melhoria) 
Resposta: D 
44- A Nossa Firma de Comércio S/A comprou, a vista, por R$ 18.000,00, ações equivalentes a 40% 
do capital social da Cia. Sideral de Indústria. 
Essa empresa tem um patrimônio líquido formado de: 
Capital Social R$ 40.000,00 
Reservas de Capital R$ 12.000,00 
Reservas de Lucros R$ 8.000,00 
O investimento é relevante e deverá ser avaliado pelo método da equivalência patrimonial, para fins 
de balanço. Por ocasião da operação de compra acima descrita, a empresa investidora deverá efetuar 
o seguinte lançamento contábil: 
a) Ações de Coligadas 
Cia. Sideral de Indústria 
a Diversos 
a Bancos conta Movimento R$ 18.000,00 
a Deságio – Cia.Sideral de Indústria R$ 6.000,00 R$ 24.000,00 
b) Ações de Coligadas Cia. Sideral de Indústria 
a Diversos 
a Bancos conta Movimento R$ 18.000,00 
a Ágio – Cia. Sideral Indústria R$ 6.000,00 R$ 24.000,00 
c) Diversos 
a Bancos conta Movimento 
Ações de Coligadas Cia. Sideral de Indústria R$ 16.000,00 
Ágio – Cia. Sideral de Indústria R$ 2.000,00 R$ 18.000,00 
d) Diversos 
a Bancos cont aMovimento 
Ações de Coligadas 
39
Cia. Sideral de Indústria R$ 16.000,00 
Deságio – Cia. 
Sideral de Indústria R$ 2.000,00 R$ 18.000,00 
e) Ações de Coligadas Cia. Sideral de Indústria 
a Bancos conta Movimento R$ 18.000,00 
Comentários:
A Cia Sideral tem um PL de 60.000 (40.000 + 12.000 + 8.000) Como a Nossa Firma comprou 
40%, o valor a ser pago deveria ser de 60.000 X 40% = 24.000. Como pagou 18.000, houve um 
deságio de 6.000. 
Assim, o lançamento seria: 
 Ações de Coligadas...............24.000 
a Banco.....................................18.000 
a Deságio................................. 6.000 
Resposta: A 
45- A empresa Mine Max S/A tinha apenas uma máquina comprada há 8 anos, mas muito eficiente. 
No balanço de 31.12.01, essa máquina constava com saldo devedor de R$ 15.000,00, sem considerar 
a conta de depreciação acumulada, contabilizada com resíduo de 20%. 
Pois bem, essa máquina tinha vida útil de 10 anos, iniciada em primeiro de janeiro e foi vendida em 
30 de junho de 2002, causando uma perda de capital de 30% sobre o preço alcançado na venda. 
Faça os cálculos necessários para apurar o valor obtido na referida venda, assinalando-o entre as 
opções abaixo. 
a) R$ 2.340,00 
b) R$ 3.360,00 
c) R$ 3.692,31 
d) R$ 3.780,00 
e) R$ 4.153,85 
Comentários:
Inicialmente vamos calcular a depreciação acumulada deste bem. O valor residual (não sujeito 
a depreciação) é de 20%: 15.000 X 20% = 3.000 
15.000 – 3.000 = 12.000 (valor sujeito a depreciação) 
12.000 X 10% = 1.200 (depreciação anual) 
Logo, a Depreciação Acumulada é de: 1.200 X 8 = 9.600 + 1.200/2 = 10.200
O valor contábil do bem é de 15.000 – 10.200 = 4.800 
L = V – C - 30% = 100% - C C = 130% 
Assim, com uma regra de três simples: 
4.800--------------------130% 
 X--------------------- 100% X = 3.692,31 
Resposta: C 
40
46- A empresa Desmontando S/A vendeu o seu Ativo Permanente, a vista, por R$ 100.000,00. Dele 
constavam apenas uma mina de carvão e um trator usado. 
A mina teve custo original de R$ 110.000,00 e o trator fora comprado por R$ 35.000,00 há exatos 
quatro anos. 
Quando da aquisição da mina, a capacidade total foi estimada em 40 toneladas de minérios com 
extração prevista para dez anos. Agora, já passados quatro anos, verificamos que foram extraídas, 
efetivamente, 20 toneladas. 
O trator vendido tem sido depreciado pelo método linear com vida útil prevista em dez anos, com 
valor residual de 20%. 
Considerando que a contabilização estimada da amortização desses ativos tem sido feita 
normalmente, podemos afirmar que a alienação narrada acima deu origem, em termos líquidos, a 
ganhos de capital no valor de 
a) R$ 10.200,00 
b) R$ 21.200,00 
c) R$ 20.200,00 
d) R$ 13.000,00 
e) R$ 24.000,00 
Comentários:
Mais uma questão com problema de redação. No último parágrafo o examinador afirma que os 
bens estão sendo amortizados quando na realidade estão sendo depreciados e exauridos. Outra 
consideração feita na questão é que a “amortização destes ativos tem sido feita normalmente”, 
significando que não vamos considerar que a mina exauriu 50%. 
Assim, o valor contábil do trator é: 
35.000 X 20% = 7.000 (valor não depreciável) 
35.000 – 7.000 = 28.000 (valor depreciável) 
28.000 X 10% = 2.800 X 4 = 11.200 
35.000 – 11.200 = 23.800 (valor contábil) 
Com relação à mina, vamos exaurí-la conforme as considerações feitas acima. 
110.000/10 = 11.000 
11.000 X 6 = 66.000 (valor contábil) 
Assim, o gannho de capital é de: 
100.000 – (23.800 + 66.000) = 10.200 
Creio que esta questão também merece recurso. São muitas