A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
62 pág.
Deodoro da Fonseca   Resumo.

Pré-visualização | Página 1 de 6

FONSECA, DEODORO DA MILITAR; PRES. RS 1886; PRES. REP. 1889-1891. 
Nascimento:
Data:
5 de agosto de 1827;
Cidade:
Alagoas, capital de Alagoas;
Pai:
Manuel Mendes da Fonseca Galvão;
Mãe:
Rosa Maria Paulina da Fonseca;
Biografia de Manuel Mendes da Fonseca Galvão:
2.1 Partido:
Conservador;
2.2 Cargos:
Anspeçada;
Vereador;
Juiz de Paz;
Chefe de Polícia;
2.3 Motim:
Ano:
1839;
Motivo:
Contra a transferência de órgãos do governo imperial de sua cidade (Alagoas) para Maceió, em função da qual a capital da província foi transferida para esta cidade.
Consequência:
Prisão; logo solto;
2.4 Mudança de Moradia:
Data:
Abril de 1842;
Local:
Rio de Janeiro;
Patente:
Capitão do Império;
2.5 Filhos:
Hermes Ernesto;
João Severiano da Fonseca;
Pedro Paulino.
Atividades de Ambos no Rio de Janeiro:
Iniciavam a carreira militar quando os pais se mudaram;
2.6 Reserva:
Data:
Agosto de 1842;
Patente:
Tenente Coronel;
Carreira Política de Hermes Ernesto:
3.1 Presidente da Província de Mato Grosso;
Período:
1875 – 1878;
3.2 Governador da Bahia:
Ano:
1890.
Carreira de João Severiano da Fonseca:
4.1 Profissão:
Médico do Exército;
4.2 Patrono:
Do Serviço de Saúde do Exército;
4.3 Participação Política:
Constituinte em 1891.
Carreira Política de Pedro Paulino:
5.1 Governador:
Governador de Alagoas:
Período:
1889 – 1890;
5.2 Deputado Constituinte:
Ano:
1891;
5.3 Senador de Alagoas:
Período:
1891 – 1893.
Carreira Militar de Manoel Deodoro da Fonseca:
6.1 Matrícula na Escola Militar do Rio de Janeiro:
06 de Março 1843;
6.2 Voluntário no 4º Batalhão de Artilharia a Pé, na Corte:
25 de Fevereiro de 1845;
6.3 Cadete de Primeira Classe (por ser filho de oficial superior, conforme a tradição militar):
18 de Abril de 1945;
6.4 Conclusão do Curso de Artilharia:
1847;
6.5 Serviço:
4º Batalhão de Artilharia a Pé, após servir em três diferentes unidades;
Província de Pernambuco:
7.1 Chegada:
Dezembro de 1848;
7.2 Promoção:
2º Tenente, em 14 de março de 1849;
7.3 Combates contra a Revolta Praieira, Liberal:
Três;
7.4 Derrota da Revolta:
1850;
Novos Serviços:
Bahia;
Corte;
Primeiro Tenente:
9.1 Data:
30 de Abril de 1852;
9.2 Local:
Recife;
1853 – 1854:
10.1 Problema disciplinares;
10.2 Prisão;
10.3 Transferência para o 9º Batalhão de Infantaria;
10.4 Transferência para o 1º Batalhão de Artilharia a Pé, no Rio de Janeiro, onde serviu na Fortaleza de Santa Cruz;
10.5 Transferido em 24 de abril de 1855 para o Batalhão de Engenheiros;
Promoção a Capitão:
02 de Dezembro de 1856;
Novas Transferências:
4º Batalhão de Artilharia a Pé;
Retorno a Recife;
Mato Grosso: 
Ano:
1860;
Função:
Ajudante de ordens do presidente da província, tenente-coronel Antônio Pedro de Alencastro;
Casamento:
13.1 Data:
16 de Abril de 1860;
13.2 Esposa:
Mariana Cecília de Sousa Meireles;
Filhos:
Não tiveram;
Retorno para o Rio de Janeiro:
1862;
Instrutor:
15.1 Data:
1863;
15.2 Instruídos:
Guardas nacionais na Fortaleza de Santa Cruz;
DA GUERRA DO PARAGUAI À PRESIDÊNCIA DO RIO GRANDE DO SUL
Na Região do Rio da Prata:
16.1 Designação:
Data:
Dezembro de 1864;
Brigada:
Brigada Expedicionária (em um dos seus batalhões);
16.2 Motivo:
Conflitos ligados aos interesses econômicos de brasileiros no Uruguai (guerra civil);
16.3 Chegada:
Data:
03 de Janeiro de 1865;
Local:
Fray Bento (Uruguai);
16.4 Integração:
2ª Brigada do Exército;
Local:
Santa Luzia;
16.5 Cerco de Montevidéu:
Submetida em 20 de Fevereiro de 1865;
16.6 Na 1ª Divisão do Exército:
Data:
24 de Fevereiro de 1865;
Inimigo:
Francisco Solano Lopez;
Motivo:
Vinha hostilizando o Brasil desde novembro do ano anterior (1864), sob o argumento de que um acordo firmado entre seu país e o Uruguai previa o auxílio mútuo em caso de agressão estrangeira.
16.7 Tratado da Tríplice Aliança:
Data:
1º de Maio de 1965;
Motivos Dados por Francisco Solano Lopez:
Invasão da Argentina por ter negado cruzar seu território para invadir o Brasil;
Fim da aliança com o Uruguai;
Objetivos do Tratado da Tríplice Aliança:
Derrubar Francisco Solano Lopez;
Redefinir as fronteiras;
Liberar a navegação dos Rios Paraná e Paraguai para acessar o Mato Grosso;
16.8 Permanência em Entre Rios (Argentina):
Julho de 1865 – Abril de 1866;
16.9 Posto de Major Comissionado:
Data:
Setembro de 1866;
Motivo:
Bravura nas batalhas em Estero Bellaco e Tuiuti;
16.10 Transferência:
24º Batalhão de Voluntários da Pátria;
16.11 Operações (Vitoriosas):
Potrero Obella;
Taji;
Promoção:
Tenente Coronel;
Data:
18 de Janeiro de 1968;
Motivo:
Atos de bravura;
16.12 Nomeação:
Comando do 1º Batalhão de Artilharia a Pé;
16.13 Fortaleza de Humaitá:
Participação:
Participou do cerco e da tomada da Fortaleza;
Data da Tomada:
Julho de 1868;
16.14 Novo Comando:
Data:
Abril de 1868;
Comando:
24º Corpo de Voluntários da Pátria;
16.15 Combates (Vitoriosos):
Fortaleza de Angostura;
Passagem do Arroio Itororó (se feriu);
Vitória do Tratado da Triplice Aliança Declarada pelo Marquês de Caxias:
17.1 Data:
Janeiro de 1869;
17.2 Localização de Francisco Solano Lopez:
Refugiou-se em áreas montanhosas do Paraguai;
Promoção de Manoel Deodoro da Fonseca:
18.1 Patente:
Coronel;
Data:
20 de Fevereiro de 1869;
Motivo da Promoção:
Bravura;
Mudança no Comando das Forças Brasileiras:
Conde D’Eu, genro do Imperador D. Pedro II;
Ações de Deodoro em Maio e Agosto de 1869:
Maio de 1869:
Comando de operações de reconhecimento de posições inimigas em Piraju;
Agosto de 1869:
Comandou uma brigada no ataque a Peribebuí, onde Solano Lopez instalou uma capital provisória;
Morte de Francisco Solano Lopez:
Data:
1º de Março de 1870;
 Significado:
Fim da guerra;
Retorno de Manoel Deodoro da Fonseca:
Saída:
14 de Julho de 1870;
Batalhão:
1º Batalhão de Artilharia a Pé;
Chegada no Rio de Janeiro:
Agosto de 1870;
Transferência:
Onde:
Artilharia montada;
Data:
Setembro de 1870;
Local:
Corte;
1871:
Serviço:
Serviu em Porto Alegre;
Crítica Sofrida:
Um jornalista republicano fez ao presidente da província por tê-lo posto para comandar uma parada militar em homenagem ao aniversário da Constituição imperial.
Retorno ao Rio de Janeiro:
Função:
Comando do 1º Regimento de Artilharia Montada, que exerceria até 1874.
Promoção:
Brigadeiro;
Data:
Outubro de 1874;
Na Bahia:
Inspetor;
Comandante interino das armas da província, a mais alta autoridade militar, subordinada ao presidente provincial;
Fiscalizações:
Tropas e quartéis no Rio Grande do Sul;
Tropas e quartéis em Pernambuco;
Laboratório Pirotécnico de Campinho, na Corte, em 1880;
Tentativa de Corte no Orçamento das Forças Armadas:
Ano:
1879;
Reação Militar:
Retirada do projeto na Câmara;
Punições aos militares mobilizados;
Candidaturas Militares:
Ano:
1881;
Candidato:
Tenente Coronel Alfredo de Sena Madureira;
Reclamações dos Militares:
Pagamento incerto de pensões a órfãos, viúvas e inválidos e, até mesmo, dos soldos; 
Baixo valor dos soldos;
Lentidão nas promoções; 
Inexistência de uma lei de aposentadoria compulsória que permitisse a abertura de vagas para oficiais jovens; 
Descumprimento da promessa imperial de dar prioridade aos veteranos da Guerra do Paraguai no preenchimento de vagas no serviço civil;
Más condições de trabalho;
Setores do Exército e o Regime Político:
Crítica;
Reivindicações dos Jornais de Oficiais:
Abolição da escravidão;
Política imigratória;
Construção de ferrovias;
Protecionismo industrial;
Comissão de Promoções do Exército:
Ano:
1882;
Comandante das armas:
Data:
Março de 1883;
Província:
Rio Grande do Sul;
Permanência:
02 meses;
Retorno ao Rio de Janeiro:
Inspeções:
Depósito de Aprendizes Marinheiros;
Fortaleza de Santa Cruz;
Guarnições militares de Santa Catarina, São Paulo e Paraná;
Projeto de Montepio Compulsório:
Autoria:
Senado;
Data:
Meados 1883;
Alvo:
Funcionários civis e militares;